28/02/2012

Lançamentos #7: Novo Conceito

Olá leitores! Muita gente já viu e adorou as novidades Para Sempre e Presentes da Vida. Que tal dar mais uma espiadinha nesses super lançamentos? E Cruzando o Caminho do Sol? Vocês já conhecem?

Darcy Rhone sempre teve todos os homens aos seus pés. Tinha um emprego glamouroso, um seleto círculo de amizades e um noivo perfeito, Dexter Thaler. No entanto, tudo mudou quando Darcy se envolveu com o melhor amigo de seu noivo... Seu noivado acabou e perdeu sua melhor amiga, Rachel.

Incapaz de assumir responsabilidades e de enfrentar todo esse mal-estar, Darcy foge para Londres, para a casa de um amigo de infância, imaginando que poderia passar uma borracha em tudo isso. Mas, para seu desânimo, Londres se torna um mundo estranho, onde seus truques de sedução não mais funcionam e onde sua sorte parece ter se evaporado. Sem amigos nem família, Darcy precisa dar novo rumo à sua vida e, assim, começa uma linda trajetória rumo ao crescimento e ao amor.


A vida que Kim e Krickitt Carpenter conheciam mudou completamente no dia 24 de novembro de 1993, dois meses após o seu casamento, quando a traseira do seu carro foi atingida por uma caminhonete que transitava em alta velocidade. Um ferimento sério na cabeça deixou Krickitt em coma por várias semanas. Quando finalmente despertou, parte da sua memória estava comprometida e ela não conseguia se lembrar de seu marido. Ela não fazia a menor ideia de quem ele era. Essencialmente, a "Krickitt" com quem Kim havia se casado morreu no acidente, e naquele momento ele precisava reconquistar a mulher que amava.





Sita e Ahalya são duas adolescentes de classe média alta que vivem tranquilamente junto de seus familiares, na Índia. Suas vidas tranquilas mudam completamente quando um tsunami destrói a costa leste de seu país, levando com suas ondas a vida dos pais e da avó das meninas. Sozinhas, elas tentam encontrar um modo de recomeçar a vida. Mas elas não devem confiar em qualquer um… Enquanto isso, do outro lado do mundo, em Washington, D. C., o advogado Thomas Clarke enfrenta uma crise em sua vida pessoal e profissional e decide mudar radicalmente: viaja à Índia para trabalhar em uma ONG que denuncia o tráfico de pessoas e tenta reatar com sua esposa, que o abandonou. Suas vidas se cruzarão em um cenário exótico, envolto por uma terrível rede internacional de criminosos. Abrangendo três continentes e duas culturas, Cruzando o Caminho do Sol nos leva a uma inesquecível jornada pelo submundo da escravidão moderna e para dentro dos cantos mais escuros e fortes do coração humano.

27/02/2012

Caixa de Correio #3


Resenhas:

  1. As Crônicas da Terra do Lago - O Primeiro-Ministro
  2. Vítimas do Silêncio
  3. Glimmerglass - O Encontro de Dois Mundos
  4. Como se livrar de um vampiro apaixonado
Outros livros citados:

  1. Dias Contados - Vol. II - Antologia Andross
  2. Julieta Imortal - Stacey Jay
  3. O Retorno do Jovem Príncipe - A. G. Roemmers
  4. Próxima Estação - Antologia Andross
  5. O Mundo É O Que É - Gilmar Marcílio
  6. Sala de Embarque - Marcos Mantovani
  7. O Mala: Manual de Identificação e Uso - Mario Kostzer
  8. Ultraje A Rigor: Nós Vamos Invadir Sua Praia - Andréa Ascenção
  9. Mapas do Acaso - 45 variações sobre um mesmo tema - Humberto Gessinger
  10. Shadowspell - O Misterioso Mundo de Avalon - Jenna Black
  11. O Guia do Mochileiro das Galáxias - Douglas Adams
  12. Identidade Roubada - Chevy Stevens
  13. O Palácio de Inverno - John Boyne
  14. Um Mundo Brilhante - T. Greenwood
  15. Beijada Por Um Anjo 5 - Revelações - Elizabeth Chandler

24/02/2012

Resenha: Como se livrar de um vampiro apaixonado

Título: Como se livrar de um vampiro apaixonado
Autora: Beth Fantaskey
Editora: Sextante
Páginas: 304
Casar-se com um vampiro certamente não estava nos planos de Jessica Packwood para seu último ano escolar. Mas quando um novo aluno esquisitão (e muito gato) chamado Lucius Vladescu aparece do nada, dizendo que Jessica pertence à realeza vampírica e está prometida em casamento a ele, futuro líder do clã mais poderoso dos vampiros, ela é obrigada a rever seus conceitos. Se a garota ainda nem beijou na boca, como pode sequer pensar em um compromisso eterno? Armada com uma autoconfiança recém-adquirida, Jessica passa por uma transformação drástica de adolescente nerd americana para princesa vampira europeia nessa sátira cheia de reviravoltas e surpresas.

Assim que eu vi o título e a capa deste livro, eu achei que fosse ser uma coisa totalmente diferente. Talvez alguma coisa mais satírica ou com mais comédia. Bom, não foi isso o que eu encontrei.

Jessica é uma garota nascida na Romênia que foi adotada por um casal de americanos assim que seus pais biológicos morreram e vive nos Estados Unidos como uma adolescente normal. Então, em um belo dia, um rapaz chamado Lucius aparece na porta de sua casa dizendo que Jessica era uma vampira e que por causa de um pacto ela estava destinada a casar-se com ele.

Sim, tudo o que eu disse pode parecer a coisa mais clichê a se encontrar em um livro que se trata sobre vampiros. Eu também pensei nisso no começo no livro. Mas uma coisa eu posso garantir: ainda bem que eu não desisti do livro. Com certeza teria me arrependido se o fizesse.

"Então Lucius acariciou meu rosto, tocando-o com o polegar, e eu me peguei fechando os olhos, oscilando de leve, como se fosse uma serpente sob o feitiço de um encantador. Sabia que deveria parar o que quer que estivesse acontecendo, mas não fiz nada." 
Lucius, que no começo parecia um cara prepotente se transforma em uma pessoa apaixonante. Como o livro é narrado em primeira pessoa com a história sendo contada por Jess, vamos nos apaixonando pelo jeito bad boy de Lucius a medida que ela começa a entender a história dela e todos os impactos que o não cumprimento do pacto de casamento causariam.

Não vou me prender muito ao enredo porque se eu fizer isto vou acabar soltando muitos spoilers e isso pode acabar com a emoção do livro.
Só que eu posso dizer pra vocês é que o livro realmente me encantou. Agora eu entendo o porquê de várias pessoas me indicarem esse livro.

O maior destaque do livro com certeza é o Lucius. Em algumas passagens do livro chegamos a odiá-lo, mas voltamos a nos apaixonar por ele tão rápido que chega a ser impressionante! A Jess me irritou na maior parte do livro. Não seria tão mais fácil ela aceitar o destino e parar de achar explicações racionais para tudo o que acontece ao redor dela?

"Naquele momento eu soube que havia desperdiçado a chance de uma vida inteira de glória ao lado do homem mais envolvente, enfurecedor, carismático e aterrorizante que eu já havia conhecido." – p. 160 
Enfim, para fechar a resenha, vou falar da parte visual do livro. A capa é muito linda! Eu me apaixonei por ela assim que a vi! O vestido vermelho na capa dá um destaque maravilhoso! Quanto a diagramação, não tem nada de espetacular. A única coisa que me chamou atenção mesmo foi os capítulos começarem com a fonte da letra diferente. Achei isso bem interessante. Fora isso, as páginas são amarelas, o que facilita a leitura e o tamanho da letra é dentro dos padrões.

Então leitores, assim que tiverem a oportunidade de ler o livro, acreditem em mim quando eu digo: LEIAM! É um livro apaixonante e com certeza vocês vão ler tão – ou mais – rápido do que eu, que terminei de ler em questão de dois dias.

Uma curiosidade para quem não sabe: o livro tem uma continuação. Para quem não quer ou não pode começar a ler uma série agora, não tem problema nenhum. No meu ponto de vista, não é nada que interfira no enredo, uma vez que o livro tem o final bem definido. O segundo livro só é uma extensão que não afeta em nada a compreensão do primeiro. Mas é claro que, como eu, a maioria das pessoas vai querer ler o segundo livro, só estou dizendo que isso é opcional. 

20/02/2012

Capa x Capa #4

Olá leitores! Hoje eu trouxe para vocês mais um Capa x Capa. No nosso último "combate", quem levou a melhor foi Julieta Imortal (para a felicidade de muitos, não é mesmo?)
Eu vou mudar um pouquinho a dinâmica da coluna. Agora, o último vencedor, irá concorrer com outra capa.
Vamos ver quem leva a melhor?


E então leitores, qual capa vocês preferem? Julieta Imortal da autora Stacey Jay ou Glimmerglass da autora Jenna Black?
A decisão é de vocês!

17/02/2012

Hora da Pipoca #4: 127 Horas

Oi galera do EV, estou aqui para indicar mais um filme legal pra vocês. Dessa vez eu escolhi um gênero que particularmente curto bastante, mas sei que muita gente tem aversão a ele. Entretanto, tive que deixar de lado o receio e arriscar, por que o filme em questão é ótimo e super premiado, além disso, a história contada na trama vale muito a pena.
Espero que vocês curtam!


Título Original: 127 Hours
Ano: 2010
Duração: 93 min.
Direção: Danny Boyle
Elenco:  James Franco, Kate Mara, Amber Tamblyn, Clémense Poésy
Gênero: Aventura, Biografia, Drama
Aron Ralston (James Franco) é apaixonado por atividades ao ar livre. Mas quando uma rocha cai e prende-o num cânion remoto de Utah, a aventura do viciado em adrenalina torna-se o desafio da sua vida. Durante os cinco dias seguintes, Ralston embarca numa memorável jornada pessoal, na qual ele revive as lembranças de sua família e amigos, bem como analisa sua própria coragem e ingenuidade.

Não sei se já comentei com vocês, mas eu curto muito ver filmes baseados em fatos reais. Primeiro pela sensação de veracidade que este tipo de filme consegue transpor e segundo por saber que aquilo não é uma “fantasia” vinda da imaginação de alguém, mas sim, algo que realmente aconteceu. Acho que saber disso me deixa mais envolvida com a trama e meu interesse aumenta efetivamente.

Foi o que ocorreu com esta produção do diretor Danny Boyle, que além de dramatizar uma história real, tentando expor da maneira mais próxima possível a ocorrência dos fatos, conta com a atuação indiscutível de James Franco, que sinceramente falando, foi esplêndido do início ao fim. 


Fiquei perplexa com cada detalhe e cena do filme, graças ao ótimo resultado que o diretor obteve, que não só impressionou todo o público, como lhe garantiu uma crítica muito positiva no meio cinematográfico. 

O James também conseguiu (outra vez) concluir uma atuação perfeita. As emoções, os sentimentos aflorados, a expressão facial (que neste filme contou bastante) e principalmente a entrega dele ao personagem são os principais ingredientes que ajudaram a produção de cunho dramático tornar-se um sucesso. 


Então galera, não é a toa que o filme tenha levado várias indicações ao Globo de Ouro, pois ele realmente supera todas as nossas expectativas. Mas antes de partirem para o controle remoto e o balde de pipocas, devo alertá-los que estejam preparados para enfrentarem momentos de pura aflição, desespero e sofrimento. Além disso, aquele frio na barriga ao imaginar o que pode acontecer também vai fazer parte das emoções que o 127 Horas nos proporciona, entretanto, a torcida por um bom final é que predominará durante os 93 minutos que a trama é exibida. 



Não sei se estou exagerando em fazer um “cartaz” maior para este filme, mas devo ressaltar que a história é inegavelmente impressionante. E é por isso que eu torço para que vocês dêem uma chance ao gênero (drama) e curtam essa produção super bacana, pois tenho certeza que se caso o fizerem, não vão se arrepender.
Um beijo grande galera e até a próxima indicação! =^_^=

Gilciany, colunista quinzenal Mãe de um menino lindo, apaixonada por livros, escrita e literatura. Neurótica pra caramba, viciada em net, filmes, músicas e fotos. Extremamente careta, medrosa e incorrigivelmente romântica.

13/02/2012

Biografias #1: Anne Rice

Olá leitores! Hoje começo uma nova coluna aqui no blog chamada Biografias. Vai ser uma coluna bem legal, pois vai dar para vocês conhecerem novos autores e conhecerem mais aqueles que vocês só conhecem por alto.
Então vamos lá.


Conhecida por ser a rainha das histórias vampirescas, Anne Rice nasceu no estado de Louisiana no dia 4 de outrubro de 1941.
Em suas histórias apresenta vampiros com características semelhantes aos seres humanos, cada um com seus defeitos, qualidades, paixões...

Sendo aclamada no mundo inteiro, seu maior sucesso é sem dúvida seu primeiro livro, Entrevista Com o Vampiro. Segundo Anne, esse livro foi escrito em uma semana. Esse livro, inclusive, virou um filme com Brad Pitt e Tom Cruise nos papéis principais.

  • Crônicas Vampirescas
Crônicas Vampirescas é o nome dado ao conjunto de obras escritas por Anne Rice que narra a história dos vampiros Lestat, Lincourt, Louis de Pointe du Lac, entre outros.

A série é composta por 10 livros, sendo o mais famoso Entrevista Com o Vampiro.





  • Os vampiros de Anne
Os vampiros de Anne são diferentes de tudo o que já vimos. Eles tem suas paixões, defeitos, qualidades, assim como qualquer outro ser humano.
As histórias de Rice desmistificam o que já havia sendo falado em outras histórias vampirescas, como por exemplo Drácula. Os vampiros de Rice são capazes de andar na luz do dia e coisas como estacas, água benta, alho não são capazes de fazer nenhum efeito neles.

Os personagens criados por Rice também são muito atormentados com o futuro sombrio que o destino os reserva. Isso conquistou muitos fãs no mundo inteiro já que, em Drácula, os vampiros eram cruéis e sombrios.

  • Atualidade
Os últimos livros que Anne Rice lançou nada tem a ver com a temática vampiresca que a tornou conhecida mundialmente. 
Ela lançou a série Christ The Lord (Cristo Senhor) em que descreve a vida de Jesus com sete anos partindo do Egito para Nazaré. Nessa série, ela descreve no epílogo do primeiro livro, o recente retorno à sua fé católica.

Já na série Songs of the Seraphim (As Canções do Serafim), ela escreve um romance no qual mostra como é difícil para um ser humano aliar amor, fé e razão.

Talvez o choro impeça que as pessoas enlouqueçam. Simplesmente há coisas que não podem ser reveladas, e há coisas que ninguém pode modificar.
Espero que vocês tenham gostado da nova coluna! E então, vocês já leram algum livro da Anne Rice?

11/02/2012

Sorteio: Vítimas do Silêncio

Participem e concorram a 1 exemplar de Vítimas do Silêncio.

Regras:
  • Seguir o blog publicamente.
  • Deixar um comentário nesse post para validar a sua participação.
  • Preencher corretamente o formulário abaixo.
Chances Extras:
  • Seguir o twitter @luuara (Preencha o formulário +2 vezes)
  • Seguir o twitter da @janethefontes (Preencha o formulário +2 vezes)
  • Comentar na resenha - comentários como: 'legal o livro' não serão válidos! (Preencha o formulário +5 vezes)
  • Curtir a página da autora do facebook (Preencha o formulário +5 vezes)
  • Curtir a nossa página no facebook (Preencha o formulário +5 vezes)
  • Seguir o blog pelo NetworkedBlogs no menu lateral (Preencha o formulário +5 vezes)
  • Divulgar no twitter a seguinte frase (até 5 vezes por dia - preencha o formulário a cada nova divulgação):
#Sorteio - Eu vou ganhar "Vítimas do Silêncio" da autora @janethefontes no blog Estante Vertical. @luuara http://migre.me/7SWmc


A promoção é válida até as 23:59hrs do dia 23/03. O resultado será divulgado até o dia 25/03.

08/02/2012

Lançamentos #6: Companhia das Letras

Olá leitores! Como vocês já devem saber, o blog com conseguiu parceria com a Companhia das Letras. Então, que tal conhecer os principais lançamentos juvenis do 1º semestre do ano.
Obs.: Dessa vez, vai ser um pouquinho diferente. Vocês conhecerão os lançamentos através de um super vídeo.

Então, espero que gostem dos lançamentos da editora, pois eu simplesmente adorei!

05/02/2012

Resenha: Vítimas do Silêncio

Título: Vítimas do Silêncio
Autora: Janethe Fontes
Páginas: 187
Editora: Universo dos Livros
Violentada sexualmente, ela preferiu manter o silêncio. Porém, o preço do seu silêncio pode ter-lhe custado alto demais... 
Um caso de abuso sexual... Uma tentativa de fuga... Um novo crime e ameaças... O reencontro com o inimigo... 
Uma garota é vítima de estupro e tenta reconstruir sua vida. Mas, quando finalmente acredita ter encontrado o caminho da felicidade e esquecido aquela noite fatídica, um novo episódio a faz despertar para a apavorante certeza de que é absolutamente impossível fugir do passado... E só existe uma alternativa para que a paz retorne ao seu coração e se faça prevalecer a justiça: confrontar seu pior e mais temível inimigo.
Com uma narrativa surpreendente, a autora mantém o suspense até o fim, fazendo com que o leitor tenha de prender o fôlego para acompanhar essa aventura que traz, a cada capítulo, novas revelações e emoções de um passado que já parecia esquecido.
"Vítimas do Silêncio combina ingredientes como Romance, Aventura, Suspense, Sedução e Mistério em um livro que vai prendê-lo do começo ao fim, tendo como pano de fundo a questão do abuso sexual." 

Para começar minha resenha, eu posso dizer que esse livro foi uma surpresa muito agradável para mim. E vocês vão entender o porquê disso conforme eu for escrevendo minha opinião sobre o livro.

Com o pretexto de não gostar de seu padrasto, Margarida resolve se mudar para a casa de seus tios no sul do Brasil com 17 anos.
O que ninguém sabia, era que, na verdade, ela tinha sido abusada sexualmente por seu padrasto, mas, por não conseguir se abrir com sua mãe ou com mais ninguém, resolveu sair do lugar onde aquele pesadelo aconteceu.

É aí que o enredo começa a se desenrolar. Margarida passa a viver uma vida agradável com seus tios, até que certo dia, sua mãe vai visitá-la, dizendo que tinha se separado. Então, com idéias de um futuro próspero para sua família, Margarida começa a colocar sua vida no lugar, vivendo em paz com sua mãe e irmã. Mas isso não dura muito. Carlos, seu padrasto, logo reatou com sua mãe.

(...) anestesiada pelo choque, ela quase não sentia dor, apenas vergonha, muita vergonha...
Com medo de que o pesadelo que ela viveu aconteça de novo, ela foge para São Paulo, onde no começo sua vida é muito dura, mas aos poucos, a sua sorte vai mudando.

Eu tenho que confessar que, antes de ler o livro, eu pensei que ele fosse ser muito pesado por causa da temática que ele aborda. Mas não. É um livro que consegue passar a mensagem principal, que é o estupro, mas não se apega a detalhes que poderiam fazer o livro ficar pesado demais e se tornar mais um “documentário” do que um romance.

Todo o livro é cheio de reviravoltas e, Margarida carrega a marca que o estupro deixou nela em todos os momentos e com isso, mostra uma história de luta pela felicidade e superação.

Um dos pontos positivos que eu posso destacar é a narração da história. A autora consegue descrever grandes acontecimentos sem que haja muito detalhamento e mesmo assim, consegue dar o devido impacto que tais acontecimentos deveriam dar. 

William achou que o nome da garota à sua frente combinava inteiramente com ela. Afinal, ela parecia tão delicada e perfeita como uma flor.
O livro é narrado em terceira pessoa e tem poucas páginas, o que faz a leitura ficar bem dinâmica e com isso, faz com que o livro consiga nos passar vários sentimentos.

Sei que muitos leitores talvez fiquem um pouco com o pé atrás com o livro por causa da temática, mas se foi uma surpresa pra mim, também pode ser uma surpresa para vocês, não é mesmo?
Então, leiam o livro assim que tiverem oportunidade pois a história acaba te envolvendo de tal maneira que vocês vão adorar o livro. 

03/02/2012

Hora da Pipoca #3: Sherlock Holmes

Oi galera do EV, tudo bonzinho com vocês? Espero que esteja!
Faz um tempão desde o último post e devo confessar que rolou uma saudade de vocês tremenda...
Então gente pra comemorar este retorno, escolhi um filme bem bacana do meu atual querido Robert Downey Jr. e também para atualizar aqueles que ainda não se deixaram envolver pelo famoso personagem do renomado autor Arthur Conan, Sherlock Holmes.
Espero imensamente que vocês gostem!


Título Original: Sherlock Holmes
Ano: 2009
Duração: 128 min.
Direção: Guy Ritchie
Elenco:  Robert Downey Jr., Jude Law, Rachel McAdams, Mark Strong
Gênero: Aventura
Final do século XIX. Sherlock Holmes (Robert Downey Jr.) é um detetive conhecido por usar a lógica dedutiva e o método científico para decifrar os casos nos quais trabalha. O dr. John Watson (Jude Law) é seu fiel parceiro, que sempre o acompanhou em suas aventuras. Porém esta situação está prestes a mudar, já que Watson pretende se casar com Mary Morstan (Kelly Reilly). Isto não agrada Holmes, que não deseja o afastamento do colega. O último caso da dupla envolve Lorde Blackwood (Mark Strong), por eles presos ao realizar um ritual macabro que previa o assassinato de uma jovem. Blackwood já havia matado quatro mulheres e tem fama junto a população de ser um poderoso feiticeiro. Ele é preso e depois condenado à forca, mas misteriosamente é visto deixando o túmulo onde seu caixão foi deixado. Holmes e Watson são chamados para solucionar o caso e logo ele se torna um grande desafio para o detetive, que não acredita em qualquer tipo de magia. Em meio às investigações há o retorno de Irene Adler (Rachel McAdams), uma ladra experiente por quem Holmes tem uma queda.

Tem um tempinho que eu assisti a esse filme, mas achei viável dividir a minha experiência com vocês. Afinal, o segundo filme que dá continuidade a aventura já está fazendo o maior sucesso nas telonas do cinema, então decidi vir aqui relembrar o primeiro e quem sabe indicar para aqueles que ainda não conhecem as aventuras do detetive mais famoso do mundo, Sherlock Holmes.

Eu devo admitir que nunca li nenhum livro de Arthur Conan, criador do personagem Sherlock Holmes, mas ouço falar do seu personagem desde criança. Então, quando me deparei com o primeiro DVD das aventuras de Sherlock, não consegui resistir, ainda mais sabendo que o Sherlock era interpretado pelo maravilhoso Robert Downey Jr., um dos meus atores prediletos.


Adoro o trabalho do Robert, a forma como ele se entrega aos personagens e dá vida a eles. Suas atuações são sempre tão intensas que chega a transparecer realidade, como se no fundo o personagem existisse de verdade.  

Assisti ao filme uma dezena de vezes, pois a trama me deixou alucinada. O mistério, a aventura, o suspense, o modo como o Sherlock interpreta as pistas, cria a suas conclusões e desvenda os mistérios é de deixar qualquer um de boca aberta. Além disso, não há como negar que a atuação do Robert foi excelente. Um típico Sherlock, pra ninguém colocar defeito.


Claro que não vou esquecer-me de mencionar o belíssimo Jude Law como o Dr. Watson, parceiro fiel de Sherlock e na minha opinião, o salvador dele em muitos momentos.

Fora todo esse maravilhoso trabalho dos atores o diretor está de parabéns pelo filme impecável. O cenário, o figurino, os efeitos, o clima todo misterioso, as cenas de aventura, a tensão, enfim, tudo ficou perfeito e acabou contribuindo para que o telespectador mantivesse os olhos vidrados em cada cena.


Devo dizer que se vocês ainda não conhecem o primeiro filme de Sherlock Holmes, devem mesmo tirar um tempo para conhecê-lo e se vocês já conhecem, não custa nada ver de novo e correr para conferir a continuação dele que está bombando nos cinemas.
Bem galera, eu espero que vocês tenham gostado da dica de hoje. Um beijo grande e até a próxima! =^_^=

Gilciany, colunista quinzenal Mãe de um menino lindo, apaixonada por livros, escrita e literatura. Neurótica pra caramba, viciada em net, filmes, músicas e fotos. Extremamente careta, medrosa e incorrigivelmente romântica.