08/06/2013

Resenha: Lolly Willowes

Título: Lolly Willowes
Autora: Sylvia Townsed Warner
Editora: Bertrand Brasil
Páginas: 196
A perda do pai marcou para sempre a vida de Lolly Willowes. É por isso que, ainda criança, ela decide morar com o irmão, onde cuida dos sobrinhos e ajuda a cunhada nas tarefas domésticas. Durante vinte anos, Lolly se anula, resumindo-se a uma tia amada pela família. Solteirona com apenas vinte e oito anos, ela decide abandonar a Londres urbana e se mudar para a vila rural Great Mop, onde florescerá emocional e espiritualmente. No entanto, tudo se complica após a visita de um gato que a jovem tem certeza de que foi enviado pelas forças das trevas, pelo próprio demônio.


Sempre disse aqui que ter poucas informações sobre um livro costuma me surpreender. Não são poucos os títulos que eu começo a ler não dando nada e termino adorando. Só que isso não foi válido nesse caso. Sabia muito pouco sobre Lolly Willowes, o que foi uma das grandes causas para a minha enorme decepção com ele. Com um enredo que enrola para chegar a lugar nenhum, foi uma das minhas leituras mais arrastadas do ano.

Sem mais delongas, vamos ao principal: eu não entendi o livro. Juro pra vocês que eu passei as exatas 196 páginas desse livro tentando achar um sentido para ele. Devido a sinopse – que, diga-se de passagem, entrega o livro quase todo –, eu esperava algo além do que estava ali. Só que, quanto mais próxima do final eu chegava, mais eu torcia para que acontecesse alguma reviravolta que tornasse Lolly Willowes mais agradável. Mas, infelizmente, nada – nada mesmo – conseguiu prender minha atenção e aquele sentido que eu estava procurando desde o começo não existia.

Laura despertou do devaneio. Estava tudo acertado, então, e ela iria morar em Londres com Henry e a esposa, Caroline, e as filhas, Fancy e Marion. Tornar-se-ia moradora da casa imponente de Apsley Terrace, onde até então não passava de uma cunhada provinciana em visita. p. 9
A questão temporal do livro foi a primeira coisa que me incomodou. Nas poucas páginas, temos quase quarenta anos de história, que se passam sem que o leitor se dê conta e sem que a autora conduza o leitor através do tempo de modo confortável. Eu fiquei chocada quando Sylvia Townsend Warner citava que Lolly tinha vinte anos e, duas páginas depois, tinha quarenta. Toda hora eu tinha que voltar no enredo para ter certeza de que aquilo estava certo. Foi muito complicado isso.

Só que, o que foi mais complicado ainda, foram os capítulos. O livro é dividido em três partes que seguem em narrativa contínua, sem nenhuma pausa. Ou seja, como eu demorei muito nessa leitura, imaginem: eu tinha que parar no meio do nada quando ficava cansada. Não tinha um momento em que desse para sentir que seria cômodo parar por ali e isso me irritou, até porque sou daquelas que detestam parar antes do fim do capítulo. Só que com esse não teve jeito. E, por fazer isso, eu fiquei perdida todas as vezes em que voltava a leitura.

A própria narrativa é arrastada. Tudo bem que o livro é do começo do século XX (foi lançando originalmente em 1926) e que a linguagem utilizada na época era mais rebuscada e o estilo de escrita era diferente, mas a autora exagera em detalhes exteriores que eram totalmente desnecessários quando ela tinha um assunto incrivelmente promissor em mãos. Por vezes ela usava um parágrafo que ocupava a página inteira para falar de mobília. Eu ainda não entendi o sentido disso.

Se ao menos a protagonista conseguisse conquistar o leitor, talvez a trama se desenrolasse de forma melhor. Mas isso não acontece. Como temos uma narrativa em terceira pessoa totalmente focada nela, fica ainda pior. Lolly Willowes é uma mulher angustiada, solitária, com demônios interiores dos quais não consegue fugir. E não consegui me simpatizar com a situação dela, por pior que fosse. Quando eu pensei que poderia surgir algo, algum tipo de empatia, o final colocou tudo a perder.

Enquanto afagava o gatinho em seu colo, Laura refletia. Seus pensamentos tinham agora um colorido diverso. Aquele consentimento confiante, aquela quentura sobre os joelhos, a embalavam como um modelo a seguir. (...) Como o corpo já aceitava a nova ordem das coisas e progredia tão metodicamente a caminho do futuro, cabia-lhe, pensou, tentar reajustar o espírito. p. 138/139
É claro que o livro aborda temas que, para a época, eram tidos como revolucionários. Mas só os compreendi quando finalizei a leitura. Aborda religião, a hierarquia familiar de uma forma muito forte e em como a mulher não era vista como alguém que era independente. Ou seja, nessa questão, a autora conseguiu colocar tudo, mesmo que entrelinhas, que a incomodava na época. Mas eu me pergunto até que ponto vale a pena chegar a essas conclusões depois de um livro que não fez sentido nenhum pra mim.

Se eu tivesse entendido qual era o verdadeiro propósito do livro, talvez minha experiência com ele fosse totalmente diferente com ele. Mas, para mim, não passaram de palavras em folhas que não direcionavam para lugar algum. O que é uma pena, pois eu realmente me empolguei tanto com a sinopse quanto com o carinho que tiveram com a capa dele (está bem bonita!) aqui no Brasil. Infelizmente não foi uma boa leitura.

69 comentários:

  1. Embora eu goste de livros detalhados, que consigam descrever o ambiente e o personagem, em alguns casos o exagero pode cansar bastante a leitura.
    Também acho que essa capa ficou bem bonita, mas não adianta muito se a gente nao gostar da história e ao que parece faltou algo nessa narração. De qualquer forma parabéns pela resenha, você foi bem sincera *-*

    Muito obrigada por participar da promoção, boa sorte ^^

    (desconstruindoaspalavras.blogspot.com.br)

    ResponderExcluir
  2. Isso realmente é péssimo! Quando um livro não consegue me conquistar, um desespero imenso para terminar e me ver livre me arrebate. Mesmo desejando arduamente chegar na última página a leitura fica extensa e demorada demais. Não tenho animo para pegar o livro.
    Adorei sua sinceridade! É bom achar pessoas que realmente dizem o que pensam sobre os livros!

    http://livroscontosesonhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Sou muito afim de ler qualquer coisa do Sylvia Townsed Warner, sinceramente.

    ResponderExcluir
  4. Vixe! Se sua opinião foi essa sobre a estória, tenho quase certeza de que não irei gostar.
    Nem conhecia esse livro nem a autora pra ser bem sincera, e uma estória de tão poucas páginas não agradar, fica difícil rs.
    Achei a capa um pouco bizarra, mas super legal rs. Vai entender.
    Caixinha de Correios #20.
    Confere Lá!
    Manuscrito de Cabeceira
    Bjs.

    ResponderExcluir
  5. Já vi que não vou virar fã do livro. Não é nem um pouco o meu estilo de leitura KKKKK

    Beijão, Lari.♥
    Vitamina de Pimenta
    @laricrazy_

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. Comentei, mas o comentário não foi completo! :(

    Acho chato quando o livro se arrasta, ainda mais eu que não costumo abandonar a leitura de um livro.
    Também não gosto quando a autora passa anos em algumas páginas, fica tão vago...
    Não conhecia a autora e nem o livro e pela sua resenha não me interessei muito, mesmo que eu até possa gostar da história, por causa da questão do tempo já e um ponto negativo.

    Beijos,
    Letícia - Literature Diary

    ResponderExcluir
  8. curti bastante a resenha, o livro parece se bem interessante...
    seguindo aqui

    :)
    www.meninaperdida.com

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Eu nunca tinha ouvido falar desse livro, e agora que sei acho que não vou ler ele não.
    Não gosto muito de livros assim, e você ainda disse que foi uma leitura arrastada...
    Sei como é, as vezes fico dias e dias tentando ler o livro e parece que simplesmente não dá.
    E também não gostei da capa.haha
    Mas pra quem gosta do tema, quem sabe...

    André Luiz
    www.viajandonoslivros.com

    ResponderExcluir
  10. Nunca tinha ouvido falar desse livro, e sei muito bem essa decepção que você sentiu com esse livro. Tive algo parecido com "A cabana", eu tinha uma ideia do livro contruída em minha mente totalmente diferente, quando fui ler, achei chato e parado demais.
    Até mais, ótima resenha. http://realidadecaotica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Lu, é triste quando uma leitura não supera as nossas expectativas. Sabe estou tentando exercer a não-expectativa em excesso em relação a alguns livros para a decepção não ser tão grande ou mesmo p/ que ele seja capaz de me surpreender. Contudo não criar expectativa com um leitura é muito difícil já que quando escolhemos um livro é pq queremos sentir algo o lendo. Só que estou tentando dizer é que não quero criar tantas e tantas expectativas.
    Pena que o livro não te agradou, mas é legal saber que há pessoas que gostam desse tipo de leitura e saberão apreciá-la. Afinal todo mundo tem um estilo próprio e um gosto literário bem particular.
    Gostei da resenha e como sei que nossos gostos literários são similares, resolvi passar longe desse livro. Tô querendo livros em que a leitura flua com facilidade, sabe?

    bjs,
    Camila Márcia
    @camila_marcia
    De Livro em Livro
    Devaneios Fugazes

    ResponderExcluir
  12. Nossa Lu, que coisa chata! Livros assim é realmente complicado.
    Eu não sou de desisti do livro sem concluir a leitura, e arrasta-la é muito ruim mesmo, e olha que é um livro super curto heim. Mas desejo boa sorte com sua próxima leitura!

    xoxo
    http://amigadaleitora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Não curto quando isso acontece comigo e com o livro, realmente achei o mesmo que você a história sem nenhum ponto bom, ou extremamente extraordinário. Espero que a próxima leitura seja melhor.
    http://smilebreathandgo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Oie Lu =)

    Livros assim são terriveis mesmo =/ vc lê, lê, e lê e parece que a história não sai do lugar. A ultima vez que me senti assim foi o "O Senhor do Falcão". A sua sorte foi o fato do livro ser curto, eu não tive a mesma rs...

    Boa sorte que sua proxima leitura!

    Beijos e uma ótima semana;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
  15. Laura,

    Hahahahaha! Quando comecei a ler a sua resenha, aconteceu comigo exatamente o que aconteceu com você! Pensei que você ia escrever " não dei nada pelo livro, mas ele me surpreendeu".

    E li: " Só que isso não foi válido nesse caso. Sabia muito pouco sobre Lolly Willowes, o que foi uma das grandes causas para a minha enorme decepção com ele."

    Olha, entendi que tudo se passou na casa da cunhada a moça e depois ela foi embora para o campo e encontrou um gato. Eu só acho que teria ficado muito triste se fosse eu ao ler este livro com tantos outros na minha estante. Ainda bem que li a sua resenha. rs

    Beijos


    Gláucia - booklover.com.br

    ResponderExcluir
  16. Não conhecia esta livro, mas pelo
    que li de sua resenha deve ser bom.
    Quem sabe não leio algum dia.
    bjs

    http://loveebookss.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Olá! Vim te convidar para entrar para o meu grupo de blogueiros no facebook!Lá você pode conhecer novas pessoas, fazer amizades,deixar sua opinião, dicas, e claro... Divulgar seu blog,posts, e fazer o que bem entender(menos spam) Fique a vontade tá?Aguardo vocêpor lá, beijo grande ! Ah.. Segui seu blog.
    Link do grupo, clique e participe,♥ |
    Meu Blog (Conheça! ♥)

    ResponderExcluir
  18. Ah, histórias enroladas... Sério, alguns autores merecem uns bons cascudos por causa disso ahha Aprendam com George Martin, crianças!

    ResponderExcluir
  19. Ainda não conhecia esse livro e a sua é a primeira resenha que eu li, é realmente uma pena quando nos empolgados e começamos a leitura cheios de expectativas e acabamos frustados O.o

    beijos
    http://amostradelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Que pena que o livro não é tão bom, quando eu lia sinopse achei que seria legal.
    beijos

    ResponderExcluir
  21. Olá, obrigada pela sua visita, adorei *-*
    beijos

    http://osnarnianos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Olá, Luara!

    Triste quando um livro é assim meio sem propósito. :/

    Beijos,

    Samantha Monteiro
    Word In My Bag
    http://www.wordinmybag.com.br/

    ResponderExcluir
  23. Não me interessei muito pelo conteúdo do livro não, e ainda se a escrita é arrastada, não rola mesmo!
    Beijo,
    Nic

    ResponderExcluir
  24. poxa não conheciaa o/
    mais gostei bastante o/
    a capa não é nada atrativa, mais o livro em si é bem interessante
    acervo-de-livros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  25. Não conhecia, mas não me agradou, e o fato de não muito um "propósito" desanima, não sei, mas não me chamou atenção!!
    Beijos,
    Yasmin
    deitadosnagrama.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  26. Luara,

    Não conhecia o livro, e após saber um pouco mais sobre os propósito aparentemente nebulosos não posso afirmar que tenha vontade de lê-lo. É realmente uma pena quando um livro se mostra um experiência tão inócua.

    Obrigado pela visita!

    Abraços
    Juan - sempre-lendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  27. Oi Luara, tudo bem?

    Faz um tempinho que não passo no seu blog. Mas pra dizer adorei o seu comentário e agradecer por ter dado uma passadinha lá.

    Em retribuição, lhe mando uma tag.

    Beijos.

    alolatemumblog.blogspot.com

    ResponderExcluir
  28. Luara :)

    Não consigo me interessar por esse livro. Acho que ele não vai funcionar comigo, sabe? Gostei muito da sua resenha. Foi extremamente clara.

    Um abração,
    Igor Gouveia.

    ResponderExcluir
  29. Poxa, uma pena que o livro pareça ser tão ruim, porque gostei muito da capa! Me lembrou alguma coisa meio Neil Gaiman, não sei. haha

    Mas obrigada pela resenha sincera, vou levar como conselho. haha

    Beijos, Mari.
    http://www.papersblood.com/

    ResponderExcluir
  30. É uma pena que a leitura não tenha te agradado :/
    Realmente a capa é bem bonita!

    David -Leitor Compulsivo

    ResponderExcluir
  31. Pela capa me pareceu ser algo de terror, sei lá. =P
    Que pena que o livro não é bom, mas às vezes acontece, infelizmente.

    Beijos,
    Resenhando Books

    ResponderExcluir
  32. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  33. Adorei a sua resenha, ainda não conhecia esse livro. Beijão <3

    www.detalhesamor.blogspot.com

    ResponderExcluir
  34. Sabe eu provavelmente deveria dormir mais... Estou confundindo todo mundo hahahaha
    Então, a sinopse do livro me chamou a atenção e sua resenha me espantou hahahaha
    Beijos
    Garota Liber
    http://garotaliber.blogspot.com

    ResponderExcluir
  35. Ah, Luara, que pena que não foi uma boa leitura!
    A capa é bonitinha mesmo e a sinopse, apesar de denunciar muito do livro, atiça o leitor. Porém, confio no seu bom gosto. Se você não conseguiu ver sentido no livro, provavelmente eu não veria também. Digo isso porque, pelas resenhas que li por aqui, temos gostos e modos de pensar parecidos, então acho que esse livro em questão não seria um livro proveitoso. Seria uma leitura tediosa, como foi no seu caso.

    Beijo!

    Sacudindo Palavras

    ResponderExcluir
  36. Acho tão claustrofóbico livros assim, sua resenha mostrou em detalhes sua insatisfação e embora eu goste de ler os livros mesmo quando não são muito recomendados, para tirar minha própria opinião, com esse eu não irei me arriscar. A capa que você elogiou não me agradou, esse tipo de imagem meio à lá Picasso não me deixa bem o.O
    Obrigada pela sinceridade.
    Beijinhos
    Viviane

    http://vivianeblood.blogspot.com.br/2013/06/setima-arte-grazy-bernardino.html#comment-form

    ResponderExcluir
  37. Oi Lu;
    Nossa detesto quando um livro me decepciona assim. Quando a leitura fica arrastada então, é o fim. Fico angustiada! E também odeio livros com capítulos longos. Sou como você, preciso terminar o capitulo para poder pausar a leitura.
    Com certeza esse é um daqueles livros que quero passar bem longe.

    Beijokas
    Jaque - Meus livros, meu mundo.

    ResponderExcluir
  38. Oi Lu; então, desta vez não vou ser do contra e vou te dizer, esse livro realmente não me interessou AHUSAHSUAH
    São raros os livros que eu vejo que não têm separação por capítulos, e quando li "Entre Dois Mundos" fiquei um pouco perdida, devido ao método utilizado.
    Mas o que mais me incomoda, é essa má utilização do tempo. Perdeu bem aí, haha

    Beijão, Lu!

    ResponderExcluir
  39. Olá Luara!!!

    Sou do blog Entre Resenhas,onde deixou um comentário!!
    Estou te seguindo ,se puder retribuir, ficarei feliz!!

    Beijo
    Rê Souza
    http://entreresenhas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  40. Oii Luara.
    A premissa desse livro até que parecia bem boa né? Sua resenha foi bem clara. Adorei! beijos :D

    ResponderExcluir
  41. Olá,Luara!
    Eu gostei muito da resenha ficou bem interessante,já fiquei ansiosa para ler este livro.
    Se tiver tempo dê uma passadinha no blog.
    http://pocketlibro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  42. ameiii a resenha!
    o livro deve ser demais!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  43. Olá, Luu, não conhecia o livro, mas achei ele bem "bom", digamos assim. Um livro curto que vai direto ao seu objetivo, apesar dos apesares.
    Ei, tem um tempo que você me disse que estava lendo Seraphina (se não estou enganada), e ainda não terminou? Empacou a leitura, assim nem dá vontade de comprar o livro, apesar de eu estar super curiosa por ele.
    Beijinhos.
    http://clicandolivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  44. Muito chato quando a gente gasta tempo lendo um livro e ele não é bom "/

    Beijos
    @pocketlibro
    http://pocketlibro.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  45. Que horrível isso Lu, odeio quando um livro não surpreende, e esse negócio de a sinopse entregar toda a história é uma falta de respeito com o leitor #prontofalei.
    Estava de olho nesse, mas depois dessa... Deixo passar.

    Beijos,
    http://www.segredosentreamigas.com/

    ResponderExcluir
  46. Puts, é horrível quando acontece isso em relação ao livro :| odeio livros com capítulos longos, justamente porque quando me canso, EU PRECISO PARAR. E que chato que a história te decepcionou, me senti com uma certa angustia ao ler a resenha e imaginando sua situação enquanto lia o livro t.t


    Beijos
    www.procurei-em-sonhos.com

    ResponderExcluir
  47. Oi Lu,
    Depois de ler a sua resenha confesso que desanimei de ler esse livro,gosto de histórias mais emocionantes e com um sentido concreto!

    Páginas Em Preto

    Beijos

    ResponderExcluir
  48. Oi Luara!

    Confesso que não conhecia o livro e a premissa até parece interessante. Porém, o que pude perceber pela sua resenha é que a história se desenvolveu muito rápido e de forma muito confusa. Gostei muito da maneira que colocou todos os pontos que não te agradaram durante a leitura.

    Beijos

    http://poesiasprosasealgomais.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  49. Poxa!
    Realmente tinha tudo para ser bom!
    Uma pena!
    Beijos
    Rizia -
    Livroterapias

    ResponderExcluir
  50. Que triste isso amiga!! E eu gostei tanto da capa!! Pena que a história não condiz...

    Bjkas

    Alessandra Tapias
    http://topensandoemler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  51. Pela capa parece ser bom, mas nunca é bom julgar um livro pela capa. ;ç

    http://senhoritapriscila.blogspot.com
    Curti a fan page? (www)
    @priscilafrr,
    beijo.

    ResponderExcluir
  52. Oi Amore :) Você me parece ser uma leitora bem experiente! rsrs Gostaria que você respodesse meu útilmo post em the-chat-teen.blogspot.com ! Por Favor, meu blog é novo e se você o acompanhasse, seguisse ou adicionar á lista de leiura, eu seria grata <3

    Obrigada, Anne :*

    Ps.: Já seguindo o Estante Vertical, adicionado na lista de leituras :)

    ResponderExcluir
  53. Pena. A pior coisa é ler um livro todo e não achar um sentido. É triste, fica aquela sensação de: "por que droga eu li isso?" Mas faz parte da vida de leitora rs

    Seguindo seu blog =)

    www.reticenciando.com

    ResponderExcluir
  54. Oi Luara.
    Eu não conhecia esse livro.
    Mas é super chato quando a gente imagina uma coisa através da sinopse e o deslanchar da narrativa nos mostra outra, é realmente desanimador...quando isso acontece comigo é péssimo, sempre traz o medo da próxima leitura rsrsrs.

    Beijos
    Leituras da Paty .

    ResponderExcluir
  55. É uma pena, porque pelo que li na sinopse parecia ter uma temática boa e que prende o leitor. Confesso que fiquei até com curiosidade de lê-lo até começar a ler a resenha. Estou fugindo de livro arrastado, huahauha.

    Bj,
    http://cantinadolivro.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  56. E muito chato quando não conseguimos nos envolver com a trama do livro..Para ser sincera eu não gostei da sinopse e com sua resenha negativa, irei passar bem longe desse livro.

    *bye*

    http://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  57. Oi Lu!
    Que chato quando isso acontece! Entendi perfeitamente sua opinião.
    Confesso que não conhecia o livro, mas não pretendo lê-lo. Não gostei da sinopse e ao ler sua opinião, pude perceber que sentirei o mesmo que você. Acho desnecessário descrever demais coisas que não mudarão em nada a história.
    Parabéns pela resenha!
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.com

    ResponderExcluir
  58. Gostei da sua sinceridade viu!
    Eu nunca na vida tinha ouvido falar neste livro sabia?

    Beijoks, Van - Blog do Balaio
    balaiodelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  59. Parece ser um livro realmente muito maçante. É ótimo quando temos poucas informações de um livro e quando nós vamos ler ele nos surpreende. Mas quando ele nos decepciona é ruim, mas pelo menos não tínhamos tantas expectativas assim. O livro não me chamou a atenção.

    Ótima resenha, lindona!
    Beijos
    http://comoumrefugio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  60. Luara, quando o livro começa arrastado as coisas ficam difíceis para nós, leitores! No último mês encontrei dois ou três livros assim, que me deram um trabalho daqueles e minaram minha vontade de ler. Por princípio não costumo ler sinopses, elas tendem a entregar mais do que deveriam, mas, em alguns casos, elas bem que poderiam nos tirar de algumas enrascadas...

    ResponderExcluir
  61. Eu gostei bastante da sinopse.
    Achei que a dica ia ser positiva e que a história ia render. Infelizmente a gente derrapa nas opiniões precipitadas. Adorei conhecer o seu blog, é um espaço belíssimo.
    Lia,

    brigitteoblog.blogspot.com

    ResponderExcluir
  62. Nunca li o livro, esse excesso de detalhes me lembrou um pouco "A cidade e as serras" quando o livro é assim é impossível te prender mesmo.
    vestindo-ideias.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  63. Olá Florzita. Sinceramente não tenho vontade de ler esse livro, mas se um dia ganhar...pode até ser. Essa questão do tempo passar correndo é muitooooooo incomoda. Estou lendo um livro que acontece exatamente igual e estou irritada já.

    Beijinhos!
    Paloma Viricio- Jornalismo na Alma.

    P.s.: Desculpe a demora para responder, tive que ausentar-me um pouquinho da internet, mas já estou de volta! \o/

    ResponderExcluir
  64. Oi, Lu! Nossa, que tenso. Leituras ruins são complicadas.
    Odeio quando acontece comigo o que aconteceu contigo: ler um livro e não achar sentido pra ele. É horrível!
    Boa resenha.
    Beijo!
    Doce Sabor dos Livros - Visite!

    ResponderExcluir
  65. Oi Lu,
    Nossa esse livro deve ser um pequeno porre... kkkkkkk
    Com certeza eu não leria esse livro.

    Narrativa descritiva de uma forma bacana - como a suzanne por exemplo - é uma coisa, mas quando a mesma fica CANSATIVA caio fora.

    Adorei suas opiniões a respeito do livro! Bem sincera você, amo blogueiros que são fiéis as suas opiniões! Eu tbm sou assim *.*

    Um grande Beijo!
    >>> http://apanhadordelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  66. Luara te indiquei em uma tag http://likelivros.blogspot.com.br/2013/06/selo-literario-este-blog-merece-um-beijo.html Lembrei de você e marquei seu blog, bjs!

    ResponderExcluir
  67. Bom dia Luara,

    Mais um livro que fico conhecendo aqui no seu blog, mas confesso que a sinopse não me conquistou e na sua resenha vi que estava correto....abraços.


    http://devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  68. Ohh Luara que pena néh? Mas eu sou super parecida com você, necessito parar a leitura em um final de capítulo (Acho estranho quando tenho em mãos livros sem capítulos, a não ser que o autor consiga fazer outro efeito e ficar legal - como é o caso do livro Se Eu Ficar, que tem horas e não capítulos, funciona bem para o livro), eu até gosto de uma linguagem rebuscada mas descrição demais cansa mesmo quem lê, uma pena mesmo... não sei se leria ele hoje mas se me aparecer uma oportunidade eu leria :) Gosto de tirar minhas próprias conclusões
    Beijos,
    Jhey
    www.passaporteliterario.com

    ResponderExcluir