14/07/2013

Resenha: O azarão

Título: O azarão (Irmãos Wolfe #1)
Autor: Markus Zusak
Editora: Bertrand
Páginas: 176
Narrado em primeira pessoa, o livro apresenta a história de Cameron Wolfe, um garoto de 15 anos, perdido na vida e que vive às turras com a família. Trabalha com o pai encanador e sua mãe está sempre brigando com os filhos, na pequena casa onde todos moram juntos. Steve é o mais velho e mais bem-sucedido. Sarah é a segunda, e está sempre dando uns amassos com o namorado. Rube é o terceiro e o mais próximo de Cameron. Os dois, além de boxeadores amadores, vivem armando esquemas para roubar lojas e outros locais do tipo. Contudo, os planos nunca saem do papel. Uma história sobre a vida e sobre as lições que dela podem ser tiradas. Um romance de formação que exibe um jovem incorrigível, infeliz consigo mesmo e com sua vida.

Sou fã declarada do Markus Zusak. Li A menina que roubava livros e Eu sou o mensageiro e desde que O azarão foi lançado fiquei com aquela vontade de ler logo, afinal, é claro que eu tinha curiosidade para saber como o autor tinha se saído em seu livro de estreia. O fato é que eu não encontrei algo tão grandioso quanto os outros livros dele, mas também não me decepcionei. A falta de pretensão que envolve todo o enredo conseguiu o que propôs e só fez com que o autor se tornasse ainda mais querido por mim.

Cameron é um garoto comum. É o mais novo de quatro irmãos, não tem namorada e está à procura de um sentido para tudo o que acontece. Junto com seu irmão Rube, sempre está bolando estratégias para planos que nunca vão colocar em prática, jogando futebol e até lutando boxe de uma maneira que só os dois conseguem entender. Tudo muda quando Cameron conhece uma garota e se apaixona. Agora ele terá que passar por cima das suas próprias incertezas para conquistá-la.

Não sei realmente se essa história tem um monte de coisas acontecendo. Na verdade, não tem. É só uma narrativa de como foram as coisas na minha vida, durante o último inverno. Acho que aconteceram coisas, mas nada fora do normal. p. 19
Há quem goste de exageros, mas para mim, quanto mais simples, melhor. Isso pode ser aplicado em qualquer lugar, principalmente em livros. Alguns autores pecam quando se diz respeito ao excesso de descrições e de páginas utilizadas somente para completar um número pré-definido. Markus Zusak vai pelo caminho que eu mais gosto: ele faz uma narrativa simples, objetiva e que ao mesmo tempo consegue ser envolvente e sensível. São poucos os autores que conseguem fazer isso e, sinceramente, eu não esperava menos de um dos meus autores preferidos.

O enredo despretensioso foi o grande trunfo. Falar sobre alguém comum, sem tornar os personagens certinhos demais e fazer com que eles sejam considerados heróis sempre faz com que todo mundo se identifique. Comigo não foi diferente. Os questionamentos de Cameron lembraram os meus e tudo o que ele passou durante aquele período poderia ter acontecido com qualquer pessoa. Usar essas questões cotidianas, praticamente universais, coloca o livro naquele patamar em que qualquer pessoa que ler vai acabar gostando, sem exceções.

É exatamente por isso que ele conquista. O azarão não tem um ápice definido, pois ele discorre sobre um momento na vida de um garoto que está tentando compreender o mundo ao seu redor e vendo que uma hora ele vai precisar amadurecer. Tenho que falar a verdade: isso é genial! A narrativa em primeira pessoa só colabora para que o leitor se sinta ainda mais confortável com todo o sentimentalismo do protagonista, que, mesmo sendo negativo e daqueles que pensam demais, você fecha o livro sentindo que ele já é seu amigo. E falem a verdade: é uma delícia sentir isso com um personagem, não é mesmo?

Uma coisa que eu tenho que dar uma nota especial é ao recorrente uso de mini spoilers que o autor dá durante a narrativa. Não sei quanto a vocês, mas eu sou fã desse recurso estilístico. Ele foi utilizado também em A menina que roubava livros e desde Douglas Adams – autor de O guia do mochileiro das galáxias – não via isso sendo tão bem utilizado e que cumpre o seu papel de fazer com que você se sinta mais ansioso para chegar ao tal evento que ele deu indicações anteriores. Mais um ponto super positivo!

Então, percebi que havia apenas um eu. Havia apenas um eu que podia se preocupar com o que estava acontecendo aqui, no interior das paredes da minha vida. Outras pessoas tinham os próprios mundos com os quais se preocupar e, no fim, tinham que cuidar delas mesmas, assim como nós. p. 75
Posso até ser um pouco tendenciosa quando se trata de Markus Zusak, mas tenho que admitir que fechei o livro ansiando por mais. A quantidade limitada de páginas não é um defeito, claro, mas eu não reclamaria se o número de páginas fosse duplicado, triplicado ou até mais. Já estou com o segundo livro da trilogia aqui – Bom de briga – e vai ser uma das minhas próximas leituras, até porque não dá para resistir a um autor que eu sou tão fã assim.

Se eu tivesse que me arrepender, só me arrependeria de não ter comprado esse livro em pré-venda, só para lê-lo o mais rápido possível. Como eu li de uma vez só, assim que terminei já estava pensando em uma futura releitura. Para vocês terem uma noção de quanto esse livro conseguiu me agradar, mesmo sendo simples. É diferente, é gostoso. Exatamente o tipo de leitura que eu curto. 

59 comentários:

  1. Já li o livro dele "a menina que roubava livros" e adorei, quero muito ler esse e "o mensageiro".
    http://leituramagnifica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Não sei se o livro é tão bom como você descreveu, mas sua leitura realmente chamou minha atenção...
    Att.,
    Luks

    ResponderExcluir
  3. Oi, Luara.
    Sua resenha me empolgou! Já coloquei na lista! Gosto desse recurso estilístico de fazer um suspense sobre o que virá mais para frente na história. Torna a leitura empolgante. O tema também me agradou muito.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Fiquei curiosa para ler este livro, pois, assim como você, sou apaixonada por A Menina que Roubava Livros. Amei o jeito que ele escreve, então este título vai pra minha lista de desejados, com certeza.

    Beijos,
    Caroline.
    http://criticandoporai.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Oi Lu, livros simples também me cativam. 'A Menina que Roubava Livros' me encantou de tal forma que eu não sei nem explicar, é um obra inigualável, sem dúvidas. A narrativa, com certeza foi um dos fatores que me fez gostar tanto da leitura. Suponho que em O Azarão não seja diferente. Se tivesse oportunidade, leria com certeza.

    Beijão

    ResponderExcluir
  6. Oie!
    Nossa, eu amei ler A menina que roubava livros, acho que este livro ainda não tinha chamado atenção por causa dessa capa. Mas você falando tão bem, dá vontade de sair correndo para comprar e ler. Parece ser ótimo.
    Adorei sua resenha!

    Beijos*
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Ah, é uma série? Não sabia! oO Só li um livro desse autor (A Menina que Roubava Livros) e gostei muito da escrita dele (: Tenho vontade de ler esse livro, já que é do mesmo autor, mas não estou com altas expectativas. Sobre os exageros... Não ligo muito pra isso, pois depende muito, depende do que é e como é inserido na história.

    Brunna Carolinne - My Favorite Book - @MFBook
    myfavoritebook-mfb.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Sabe, um livro que aparentemente não damos nada, uma capa - ao menos para mim - nada instigante, e um livro fino, sabe, adoro ser surpreendida, e provavelmente eu seria com esse.

    http://clicandolivros.blogspot.com.br/
    Beijos ;*

    ResponderExcluir
  9. Não li nenhum livro do autor ainda. Mas se fosse para começar, leria A Menina que roubava livros, tanta gente fala bem dele, que até sinto vergonha de não ter lido esse livro ainda.
    O Azarão parece ser uma boa leitura. Quem sabe depois de A Menina que Roubava Livros, eu o não leia?!

    David - Leitor Compulsivo

    ResponderExcluir
  10. Pela capa do livro semre achei se tratar de qualquer outra coisa! rs
    Bacan isso da simplicidade dos personagens, acho que iso contrbui muito para uma leitura tranquila e gostosa!
    O fato de você ser muito fan do autor, me deixou curiosa para ler também! rs
    ótima resenha! (:
    Obrigada pela visita no blog! Tem post novinho :D
    http://tamigarotaindecisa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oi Luara não importa quantos bons comentários eu leia sobre os livros do Markus Zusak, eu não consigo me empolgar em ler nenhum. Mas lendo seu post, estou repensando isso. Se esse livro é diferente e gostoso deve ser uma leitura que vale a pena.

    Beijos
    Caline - Mundo de Papel

    ResponderExcluir
  12. OLá Luara,

    Esse livro esta na minha lista de desejados...li os anteriores e o autor é um dos meus favoritos...parabéns pela sua resenha...abraços.


    devoradordeletras.blogspot.com.br


    ResponderExcluir
  13. Não li A Menina que Roubava Livros (não por falta de vontade), mas essa é a segunda resenha que leio de um livro desse autor e cada vez mais quero conhecer o seu trabalho.

    Beijão
    Sun Rises Here

    ResponderExcluir
  14. Eu li "A Menina que Roubava Livros" e desde então tudo o que é do Mark simplesmente parece gritar por mim. Só a capa já me ganhou. Perfeita!

    ResponderExcluir
  15. Fiquei curiosa pra ler! Amei A Menina que roubava livros e também gostei muito de Eu Sou o Mensageiro. Mas eu só tinha lido coisas negativas sobre O Azarão. Agora fiquei curiosa!

    www.universodosleitores.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  16. Também gosto muito do Marcus! Ainda não li esse... Resenhas empolgadas como a sua sempre fazem a gente sentir vontade de ir correndo comprar o livro. Fiquei curiosa!

    Beijos, Entre Aspas

    ResponderExcluir
  17. Sempre fico curiosa a respeito destes livros, embora eu não tenha gostado de A Menina que Roubava Livros (eu sei, eu sei, até eu me sinto mal de não ter curtido). A Intrínseca lançou um dele semana passada que eu me interessei. Tenho que dar uma chance pro autor novamente. Gosto de livros com narrativa em primeira pessoa. Parece um amigo falando com você né?

    Beijos!

    Raquel Moritz
    www.pipocamusical.com.br

    ResponderExcluir
  18. Esse livro parece ser bem interessante. Gostei muitoooo da capa e esse estilo de narrativa do autor parece ser maravilhoso. Nunca li nada dele, mas quero muito.
    Beijos!
    Paloma Viricio- Jornalismo na Alma.

    ResponderExcluir
  19. O que esperar de Markus Zusak? Nada menos que fascínio!
    Gostei muito do seu blog, tem uma ótima qualidade de layout e de conteúdo. Parabéns!
    http://paragrafosecapitulos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Oi, Luara!

    Sabe, tenho uma relação meio complicada com o Markus Zusak. Li "A menina que roubava livros" e ele se tornou um dos meus livros favoritos. Algum tempo depois li "Eu sou o mensageiro" e, preciso confessar, não curti a escrita dele. Nem parecia a mesma pessoa, o mesmo autor, sei lá. Foi um dos piores livros para mim. Sei que ele escreveu "Eu sou o mensageiro" antes de "A menina que roubava livros", mas ainda assim não foi pra mim.
    "O Azarão" eu ainda não li!

    beijos,
    Inara
    http://www.lerdormircomer.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Nossa, eu vi esse livro algumas vezes em outros blogs e ele nunca me chamou a atenção, talvez por eu nunca ter visto que era do Markus Zusak, cara eu leio até a lista de supermercado dele! (e do John Green também). Vou procurar e colocar na minha lista de futuras leituras, não sei o que esperar, ainda não tinha lido nada parecido a respeito dele.. preciso ler logo! :D ps: adoro mini-spoilers, me irrita enrolação para esconder alguma informação, especialmente quando você já deduz, só precisa da confirmação. :DDD

    Beijos
    Mari Siqueira
    http://loveloversblog.blogspot.com

    ResponderExcluir
  22. Preciso desse livro, adorei a resenha, parabéns.
    Beijos e até mais.
    http://livrosmeuparaiso.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  23. do autor, conhecia apenas A menina que roubava livros, que uma vez tentei ler, e Eu sou o mensageiro que conheci acho que aqui no seu blog mesmo
    tenho vontade de ler os livros do autor, pela fama dele e tudo o mais, e este também parece ser muito bom!

    ResponderExcluir
  24. Adorei a resenha. Conhecia apenas "A Menina que Roubava Livros". Vou tentar ler outras obras do autor, como essa, por exemplo, para ver se eu realmente gosto de sua escrita ou apenas aquele livro que me cativou por si só.

    Beijos,
    http://fakereader.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  25. Luara, eu nunca li nada do autor e vejo muita gente falando bem de A menina que roubava livros e compartilho do mesmo sentimento que você. Gosto de simplicidade.
    São livros assim que mais me fascinam.
    Adorei sua resenha.
    Um beijo e aproveita pra visitar meu blog

    Baiana Literal
    http://tharcilalima.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  26. Sou super fã do Markus e comprei esse livro logo que saiu, só que ainda não conseguir ler. Que bom que não irei me decepcionar!
    boa semana
    ;*

    Red Behavior

    ResponderExcluir
  27. Ainda não li o livro a na verdade nada do autor. Todos dizem que os livros são ótimos e as resenhas me deixam ansiosa por lê-los, como a sua, mas preciso de money, sabe como é né? rs

    Beijão, Lari.♥
    Vitamina de Pimenta
    @laricrazy_

    ResponderExcluir
  28. Também adoro o Markus. Acho que ele tem uma forma muito original e agradável de escrever. Já li 'Eu sou o Mensageiro' e 'A Menina que Roubava Livros'. Quase comprei 'O Azarão' uma vez, fico abismada como esse livro está barato nas livrarias, mas acabei me controlando depois (o que não tem nenhuma relação com 'falta de vontade' de ler o livro). Adorei a sua resenha e apenas me confirmou a vontade de ler. Com certeza farei isso em breve.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  29. Olá.
    Eu gostei desse livro, mas o segundo é muito mais que demais, então gostei mais dele UAHSUAHUS Adorei sua resenha. Também acho que uma narrativa mais objetiva e talz é boa, mas para alguns livro não funciona tão bem como aconteceu com este. Eu queria ter lido antes também, muito bacana :D

    Beijos, Vanessa.
    This Adorable Thing

    ResponderExcluir
  30. Oie minha linda, tudo bem com vc?
    Estava lendo sua resenha e nunca na minha vida tinha lido algum livro desse autor, mas esse livro no qual você escreveu me chamou bastante atenção, porque me parece ser uma história que prende. Não sei se é assim, mas qualquer dia, depois de terminar a minha listagem enorme de livros, eu vou ver se pego ele para ler, até porque esse da Menina que roubava livros eu também nem li e muita gente fala que é muito bom. Mas enfim.

    Parabéns pela sua resenha. Você foi bem objetiva contando por tópicos tudo que achou dele e achei bem legal =]

    Outra coisa minha querida, queria te agradecer pela sua visitinha em meu blog e dizer que postei um video ontem lá, mas é meu primeiro video, então eu espero que goste e deixe sua opinião. =]

    beijinhos

    lovereadmybooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  31. Gostaria muito de ler esse livro, pelas tantas recomendações e críticas positivas. Realmente você gosta desse autor, e com suas palavras, fiquei bem empolgado. Mas afinal, é um trilogia, não é? Mas por que a Bertrand publicou apenas os dois primeiros, e o último será a Intrínseca? - vi um papo desse no Twitter...

    Abraços, Joshua Guimarães
    Blog Pensamentos do Joshua - pensamentosdojoshua.blogspot.com

    ResponderExcluir
  32. Poxa com uma recomendação dessas preciso ler urgente rs. Acredita que ainda não li nada do autor? ~shameonme~ E por essa capa eu não esperava um livro com essa premissa, gostei :)

    http://nerdicesdeumagarota.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  33. Oi Luara..
    Eu sou fã do autor também e como você, estou demorando pra ler este livro que está parado na estante a algum tempo...Pelo que pude perceber pela sua resenha é que ele mantém sua genialidade simples, porém impressionante. Quando leio seus livros eu sempre ao terminar, fico olhando no horizonte, perdida, pensando sobre aquilo tudo, bem louca, pode?!! hehe

    Beijão

    TeLa
    http://www.penseiraliteraria.com.br/

    ResponderExcluir
  34. Não conhecia o livro,
    mas me pareceu ser muito bom, também gosto bastante
    deste escritor, apesar de ter lido apenas um livro dele. Mas o livro que li dele foi "O" livro, estou fando da menina que roubava livros, isso já foi o bastante para poder amar o autor hehe
    vou ver se consigo comprar esse pra mim,
    valeu pela dica

    http://soubibliofila.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  35. Nunca li um livro dele. por falta de oportunidade mais que qualquer outra coisa rs, mas tenho curiosidade.
    Gostei de saber da estória simples e descomplicada do livro.. ando lendo muito drama e isso as vezes eh desgastante!
    Uma trilogia é o numero perfeito de livros para que possamos conhecer os personagens bem, mas sem que a estória comesse a se tornar repetitiva e chata! Adorei a dica. Já estou anotando aqui rsrs

    Beeijinho. Dreeh
    Livros e tudo o que há de bom

    ResponderExcluir
  36. Ainda não li o livro e temo que nunca leia, na verdade, nunca me senti tão interessada por ele e como tenho muitas séries incompletas, o nome "trilogia" já me causa receio.

    Beijos.
    Páginas na Estante
    Sorteios ativos.

    ResponderExcluir
  37. Oi Luara, que legal está resenha. O livro parece mesmo bem interessante!

    Aqui estou visitando seu blog e gostei muito, parabéns. Voltarei sempre por aqui!

    Abraços.

    #Blog - Books Ever

    ResponderExcluir
  38. Resenha bem estruturada, abordando pontos relevantes do livro, nos dando uma boa noção sobre o enredo, facilitando o entendimento por parte de quem lê, boa pedida para os leitores.

    ResponderExcluir
  39. Adorei a resenha! Acho que não faz muito meu tipo de leitura mas eu gostei de saber mais sobre o livro, se bem que pela quantidade de páginas eu até me arriscaria.

    Michelle Boyd
    The Little Things

    ResponderExcluir
  40. Nossa ainda não conhecia esse livro do Markus Zusak, achei muito bacana. Eu adoro livros em primeira pessoa, também me sinto muito mais próxima dos personagens. Também gosto de narrativas simples, livros que descrevem até as linhas do mosquito que voavam pela sala normalmente me entendiam um pouco rs
    Fiquei curiosa em relação ao livro, tomara que tenha oportunidade de ler *-*

    (desconstruindoaspalavras.blogspot.com.br)

    ResponderExcluir
  41. Estou louca pra ler esse livro porque A menina que roubava livros foi um dos livros mais maravilhosos que eu já li!
    Resenha maravilhosa!

    Beijos, Bianca
    http://behindenemyline8.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  42. Zusak é Zusak!!
    hahaha
    Ótima resenha!

    Beijinhos, Paula
    http://psicosedaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  43. Oie Lu
    esse foi o primeiro livro do autor que li, e assim como você me apaixonei!!!
    Virei fã do Markus, pela linguagem direta, sem rodeios e os personagens tão reais, que juro que Cam parecia um alter ego do autor rs
    Você vai amar a continuação.
    Bjos

    ResponderExcluir
  44. Não li nenhum livro do Markus Zusak...quero muito ler A menina que roubava livros. :D
    Este parece ser uma leitura boa, pela sua resenha!

    Beijo
    http://criandorabiscos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  45. Oi Lu, sempre leio comentários sobre esse livro ser um estilo um pouco diferente dos demais escritos pelo autor e que, por isso, muita gente se frustrou por esperar mais. Eu também estou como você, desde o lançamento ansiosa por ler mais do autor. Quase comprei em uma promoção do sub, mas acabei deixando de lado porque não posso comprar mais livros ;~ Espero ter oportunidade em breve.

    Beijos

    ResponderExcluir
  46. Oi Lu,
    Estou doida por esse livro, li um livro do autor e adorei, li algumas resenhas bem negativas, mas a sua me animou novamente, fiquei curiosa por essa simplicidade.
    Espero que consiga ler ele ainda esse ano.

    Beijos

    Mari - Stories And Advice

    ResponderExcluir
  47. Oi Luara, tudo bem flor?
    Eu amo o Makus Zusak. Acho a escrita dele fantástica, e todos os motivos que você citou no post são também os mesmos que me fazem amar a escrita dele. Depois de ler sua resenha fiquei com uma vontade imensa de sair correndo até uma livraria e comprar os dois livros.
    Abraços,
    Amanda Almeida
    Você é o que lê

    ResponderExcluir
  48. Gostei bastante de sua resenha e ela fez com que minha curiosidade em relação a este livre aumenta-se *-*

    maisquelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  49. Amei esse livro. *-* Preciso do próximo pra agora. haha
    Primeiro livro que li do autor e adorei muito mesmo.
    Agora preciso ler A menina que roubava livros. rs
    beijos
    apenas-um-vicio.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  50. Olha, pode parecer estranho, mas sou fã dele também e não li nenhum livro dele ainda. Só que ele tem um nome que dá presença, e vários dos livros dele já estão na minha lista de desejados e futuras leituras faz tempo, mas por enquanto não consegui ler nada ainda. Logo mais espero poder ter opinião sobre os livros dele, que eu tenho certeza que vou amar hehe beijos

    ResponderExcluir
  51. Lu, que bom que você gostou deste livro. Senti dua animaçao daqui! haha
    Acho dificil de encontrar alguem que o Markus tenha decepcionado xD
    COm certeza já vai pra minha lista!
    beijos
    http://nolimitedaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  52. Lu, sua linda, eu sabia que os motivos pra mim gostar de ti eram muitos, ehehehe. Também sou muito fã da escrita do Markus, na realidade A Menina Que Roubava Livros é meu livro favorito. Certo dia uma amiga me disse que gostava da história, mas que ela era cheia de elementos apelativos, quase acabei a amizade. Porque a verdade é que não consigo criticar muito os livros e a escrita do Markus, assim como você acho que sou levemente (ou não tão leve assim) tendenciosa quando se trata dele.

    É mais do que sabido (ou assim eu espero que seja) que gosto muito da forma como tu escreve tuas resenhas, e com essa não foi diferente. Logo que o livro saiu aqui no Brasil fiquei louca pra ler, mas a falta de dinheiro não me permitiu isso, mimimi. Sobre o livro, gosto de histórias despretensiosas que, por isso, acabam ganhando proporções maiores pois conseguimos ver certa "realidade" na simplicidade da escrita. Uma coisa que fiquei chateada, no entanto, é que duas editoras estão lançando a série, o que vai deixar os livros desregulares na minha estante (quando eu tiver dinheiro pra comprar, claro).

    Att.,
    Eduarda Henker
    http://blogsomaisum.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  53. que resenha! agora quero ler esse livro. não sabia que era tão bom, confesso que vi a capa, mas não dei bola, mas lendo sua resenha, agora tenho que anotar mais esse nome para a minha longa lista de desejados.

    http://www.lostgirlygirl.com

    bjos

    ResponderExcluir
  54. Deliciosa resenha, saboreei e compreendi o teor da sua admiração por Zusak. Tb sou sua fã.
    Adoro personagens que, de tão próximos, parece que estão comigo no sofá a me contar histórias. E quano viajo nelas, compreendendo bem a personagem e seu momento, é demais!
    Tb sou da linha em que menos é mais. Páginas na medida da história, nada de rebuscados nem exageros, encher linguiça é proibido! rsrs
    Vou correndo adicionar este livro aos meus desejados!

    ResponderExcluir
  55. Eu tô quase desistindo de acompanhar o EV, porque Lu, você me deixa louca por mais e mais livros...
    Eu nem estava interessada nesse livro apesar de ter lido A Menina que Roubava livros há muito tempo atrás [qndo nem tinha blog] e ter gostando muito, não me empolguei com esses livros do autor, mas sua resenha me convenceu... OMG e acabei comprando agora o primeiro e o segundo volume nessa promoção que teve na Saraiva e que os livros estavam por 12,00 e frete grátis... Vou te processar por vc me levar a falência... não sei onde coloco tanto livro e nem quando vou lê-los... mas vc sabe ser bem persuasiva.

    bjs,
    Camila Márcia
    @camila_marcia
    De Livro em Livro
    Devaneios Fugazes

    ResponderExcluir
  56. Eu fui descobrir que esse cara escreve YA outro dia msm qdo li a sinopse de Bom de Briga! Nunca li A Menina que Roubava Livros pq achava que era livro de adulto (que eu detesto, só leio chick lit mesmo), mas depois que descobri que é YA, até me animei.
    Tava querendo ler essa série justamente por ter gostado da premissa do segundo livro, e com a sua resenha, decidi que vou ler mesmo!

    Bjs! http://nasquartasusamosrosa.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  57. Além da narrativa dele ser simples, o que mais gosto é que ele transita por várias esferas da literatura. Consegue falar sobre diversos conflitos que não tem nada haver com a gente e mesmo assim nos fazer pensar. Foi isso que mais senti em "O azarão" e "Bom de briga".
    Fico feliz que você curtiu também.

    Beijos
    www.leitoraincomum.com

    ResponderExcluir
  58. A Menina que Roubava Livros me é um livro muito querido e estou ansiosa em ler outros livros de Zusak. Também curto esse recurso estilístico Lu, eu fico ansiosa para que chegue logo a página de algo que o autor entregou de bandeja antes, porém não a ponto de ficar 'descabelada'. Enfim são recursos interessantes né, que só deixam a leitura mais prazerosa.

    Bye da Pah
    Livros Estrelas

    ResponderExcluir
  59. Concordo com você. A escrita do autor é bem simples, até porque a narrativa é a partir do ponto de vista de Cameron, de 15 anos. Gostei muito do livro. Ótima resenha. Beijos!
    http://ymaia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir