26/08/2013

Resenha: Licor de dente-de-leão

Título: Licor de dente-de-leão
Autor: Ray Bradbury
Editora: Bertrand Brasil
Páginas: 266
Para a maioria das pessoas pode ser óbvio, mas será que elas já se perguntaram se estão realmente vivas? Essa questão é o ponto de partida do memorável romance de Ray Bradbury e o momento que marcou o início do verão de 1928 na vida do protagonista Douglas Spaulding, de doze anos. Na cidadezinha de Green Town, no interior dos Estados Unidos, alguns personagens extraordinários se unem nesse verão tão especial na vida de Douglas: o inventor que redescobriu os prazeres da vida ao construir a Máquina da Felicidade; o jovem repórter que se apaixonou por uma idosa de 95 anos; o contador de histórias que conseguiu falar com o passado telefonando para um lugar distante. 


Existem livros que te encantam em qualquer situação em que você estiver. Normalmente esses livros são aqueles famosos chick-lits. Quando você está acostumado com livros nesse estilo, é complicado quando você pega um livro como Licor de dente-de-leão. Tanto que, enquanto eu não consegui atender aos pedidos do livro, não consegui aproveitá-lo da melhor forma possível. E, quando eu finalmente consegui, me deparei com uma verdadeira obra de arte saudosista.

É verão na cidade de Green Town e essa é a estação favorita de Douglas Spaulding, um garoto de 12 anos. A cada ano, tudo se renova em um ciclo que ele considera ser o mais mágico da vida. E a vida, essa ele ainda vai descobrir o que é e quais são seus desafios, certezas e incertezas. Licor de dente-de-leão é uma viagem no passado do autor Ray Bradbury, passando por todos os acontecimentos daquele que fizeram daquele verão algo totalmente único na vida de Douglas.

E tudo, absolutamente tudo, estava ali.

O mundo, como uma grande íris de um olho ainda mais gigantesco que também acabara de se abrir e que se estendia, a tudo abrangendo, e olhava para ele.
E ele sabia que a Coisa pulara nele para ficar e não fugiria mais.
Estou vivo, pensou ele. p. 23
Quando comecei a ler o livro, não sabia bem sobre o que ele se tratava. A sinopse faz uma abordagem rápida acerca do que vai ser falado, porém não te prepara exatamente para o que vai vir, uma vez que não tem como isso acontecer completamente já que o livro é maravilhoso em suas singularidades. Como eu ainda não sabia disso, demorei um pouco para entender qual era o objetivo do livro e isso tornou a leitura um pouco arrastada no começo.

Porém, quando eu percebi que Licor de dente-de-leão pede do leitor uma imersão quase que completa em uma história que à primeira vista pareceria simples e o fiz, tudo mudou. O enredo toma um rumo totalmente poético e a nostalgia que o cerca faz com que ele se torne doce, sentimental e tudo isso ainda adquire uma aura quase que mágica por ser narrado em sua maioria pela perspectiva de uma criança. Mas, como eu disse, o leitor tem que se entregar para que esses detalhes não passem despercebidos e a história acabe se tornando um simples relato.

O livro não possui um ápice, afinal, são vários núcleos que acabam fazendo parte da vida de Douglas Spaulding durante aquele verão de 1928. Nos deparamos com vários personagens ao longo do enredo e cada um tem uma característica particular que faz com que aquela parte tenha um toque especial. Todos um pouco excêntricos, mas que dão vida para o livro. Há o homem que construiu a Máquina da Felicidade, o homem que é a personificação da Máquina do Tempo, a bruxa do tarô e todos eles conseguem ser bem explorados em suas partes, o que eu achei incrível.

- Tom, diga a verdade.

- Que verdade?
- O que aconteceu com os finais felizes?
- Eles os colocam nos programas das matinês de sábado.
- Claro, mas e na vida?
- Tudo o que eu sei é que me sinto bem por ir dormir à noite, Doug. Este é um final feliz uma vez por dia. Na manhã seguinte, eu me levanto, e talvez as coisas corram mal. Mas tudo o que faço é me lembrar de que vou para cama à noite, e só ficar deitado ali, por um tempo, faz com que tudo fique bem. p. 175
Licor de dente-de-leão tem o poder de despertar em qualquer um saudades de nossa infância. O sentimento que o autor colocou naquelas páginas transcende, é praticamente palpável. As aventuras de Douglas com seu irmão, a colheita de dentes-de-leão ao lado de seu avô para a produção do licor que relembra os dias de verão encantados são situações que te deixam feliz, é como se aquilo acontecesse com você!

Esse é um daqueles livros que só valem a pena se você realmente estiver na sintonia em que ele pede para lê-lo, tanto que, por conta disso, foi uma leitura lenta em que eu aproveitei cada pedaço. Só fazendo isso você vai tirar o máximo proveito dele e vai fechá-lo assim como eu: com um misto de dever cumprido e saudosismo. Uma delícia, realmente. Embarcar nessa viagem ao passado de Ray Bradbury é fantástico. 

35 comentários:

  1. nossa, só lendo esse quote já dá para perceber que o livro é incrível!!!
    adorei a sua resenha, e, olhando somente pela capa, não daria nada para o livro... sim, sou dessas de julgar pela capa hahaha
    adoro este estilo de livro, e com certeza vou tentar ler em breve!
    mesmo sendo um livro lento, se for um livro bom e que te deixe envolvida na história, não faz mal :D

    ResponderExcluir
  2. Menina a submarino colocou por engano esse livro na promoção de 5 por 50, mas na hora de por no carrinho nao abaixava o preço.
    Resultado: agora está na minha lista de desejados porque amei a sinopse e agora sua resenha me confirmou que eu PRECISO de Licor de dente-de-leão!
    http://triplobooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Não conhecia o livro mas pela sua resenha eu já fiquei encantada! Gosto de livros com esse tipo de narração e também pelos quotes o autor deve ter feito um ótimo trabalho!
    Adorei sua resenha e o livro, irei lê-lo assim que possível!
    Beijos

    http://girlfreakbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. É a 1ª vez que vejo algo sobre esse livro. Não li e a sinopse me lembra um pouco de A Garota que perseguiu a lua, embora pareça ter um enredo muito diferente. Gosto de livros que encantam com abordagens simples e cheias de valor. Só essa capa já me diz muito, mas só lendo para saber com certeza. Concordo que deva ser uma leitura lenta, apreciativa, não é todo dia que um livro desperta um saudosismo saudável da infância, logo é preciso preparo. :)

    ssentrelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. nossa, amava minha infancia *-*
    adorei a resenha; ja estou botando na minha lista de livros para ler *-*
    kk, são tantos livros :D


    XOXO ;
    http://liwavesoffun.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Bem na hora... Estou precisando ler um livro assim, obrigada pela dica, Lu! Parece ser uma leitura deliciosa e cativante.
    Espero gostar da história tanto quanto você!

    Beijocas!
    http://artesaliteraria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oi flor!

    Já estou nostálgica sobre minha infância só de ler a resenha haha. Gosto desse estilo de livro mais "profundo", com lições e que se dá uma forma contínua. Vou ler, com certeza! Adorei a resenha.

    Um beijo
    http://escolhasliterarias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Não fiquei tão empolgada com o livro, mas vou tentar lê-lo vai que eu acabe sendo surpreendida e termine gostando do enredo.

    *bye*

    http://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Só lendo algumas partes já vi que o livro é ótimo! Queria ter um tempo para me dedicar a esse livro e não fazer dele uma leitura vaga e realmente aproveitá-lo. Adorei os quotes e o enredo, com certeza vai para a minha wishtlist :)

    ResponderExcluir
  10. A capa é realmente linda, o verde deu um toque todo show.
    Mas a história em si realmente não me agradou.
    Valeu a leitura da resenha, bem feita. Porém, o livro que não passou aquela vontade de sair correndo para comprar e devorá-lo.

    M&N | Desbrava(dores) de Livros

    ResponderExcluir
  11. Estou louca para ler esse livro!
    Enquanto lia sua resenha, me lembrei de "O Oceano no fim do caminho". Acho que, assim como no livro do Gaiman, o leitor tem que se entregar à história sem tentar encontrar a lógica em tudo, tem que se deixar levar pelo ritmo do livro e embarcar na fantasia - ou então vai detestar.
    E esse último quote? Simplesmente lindo!
    beijo

    ResponderExcluir
  12. Acho a capa desse livro tão linda!
    Estou um pouco nessa onda de ler livros com um toque de nostalgia, relembrando dos velhos tempos, da nossa infância...
    Fiquei realmente encantada ao decorrer da sua resenha, a forma que você descreve o livro e como devemos prestar atenção em alguns detalhes, para assim entender alguns pontos ao decorrer da história. Muito bom!

    "Licor de dente" já está na minha listinha de desejados. ;)

    Beijos.
    http://umajovemleitora.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Não conhecia esse livro do Ray, Lu. Mas, olha, fiquei super interessada. Ele tem um jeito peculiar de nos fazer refletir que, cara, instiga qualquer um... até quando não estamos muito na vibe do tema. Achei incrível a proposta deste livro, e fiquei bastante satisfeita com a sua resenha, que veio carregada de nostalgia tanto quanto o livro. :D Ótimo! Vou pesquisar e ler.

    Um abraço!
    http://universoliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Deve ser um ótimo livro, irei procurar mais sobre ele..

    http://senhoritapriscila.blogspot.com
    Curti a fan page? (www)
    @priscilafrr,
    beijo.

    ResponderExcluir
  15. Não conhecia, mas parece ser realmente muito bom

    Beijos
    @pocketlibro
    http://pocketlibro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. Nunca ouvi falar de desse livro! Quem sabe um dia eu dê uma chance :)

    Beijo

    ResponderExcluir
  17. Bom dia Luara,

    Mais um livro que fico conhecendo no seu blog, achei bem interessante, uma história diferente que com certeza nos faz viajar também no passado...abraços.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  18. Um dos meus escritores prediletos... Mais um livro na lista de obrigatórios... rs
    Essa Bienal me levará a falência... kkkk
    Bjos

    ResponderExcluir
  19. Que resenha linda, fiquei curiosa para ler o livro. Adoro livros com crianças narrando, são os que mais me emocionaram até hoje. Já vou colocar na lista de desejado.

    bjks

    ResponderExcluir
  20. Luara, eu tenho um carinho tão especial pelo Bradbury que até estou com medo de ler este livro. Ele é um escritor genial que prende mesmo o leitor, nos faz seguir firmes por suas páginas e nos encanta em cada frase. Fico feliz que mais um livro dele chegue até nós, já que produziu tanto e pouco chegou até aqui.

    Excelente resenha ;) beijos.

    ResponderExcluir
  21. Me pareceu um livro bem difícil, apesar da história relativamente simples e bonita. Leitura sem ápice, poética, costumo ler de forma tão lenta, arrastada, que fico sempre na vontade de desistir - mas vou sempre até o fim! Não sei se daria uma chance para esse livro, pois não sou muito saudosista da infância.

    ResponderExcluir
  22. Nossa, parece uma leitura maravilhosa! Me encantei com sua resenha, sério. *-*
    Fiquei bem interessada em ler esse livro. Espero gostar tanto quanto você.
    beijos

    apenas-um-vicio.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  23. OW!!! Eu quero isso!! Quero sentir saudade de quando era criança.
    Faz tempo que nem me lembro como era.
    Poético e lindo!!
    Amei

    Bjkas

    Lelê Tapias
    http://topensandoemler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  24. Ei lu, tudo bem?
    fiquei apaixonada pelo livro só com a sua resenha haha Estou MEGA curiosa agora kk ja sinto saudade da minha infância ;x

    beijos!
    http://meuvicioliterario.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  25. Ainda não tinha vistou ou lido nada sobre esse livro pela internet, e estava perdendo pois sua resenha em deixou bastante curiosa.
    Que resenha singela, doce. Vou ler o livro sim, adoro esse tipo de narrativa que exige do leitor um mergulho nas entrelinhas.
    Beijos!
    Viviane.
    Razão e Resenhas

    ResponderExcluir
  26. Olá.
    Ah, que ótima resenha. Eu não me interessei muito por esse livro com a sinopse, mas a sua resenha me fez mudar de ideia. Espero poder ler um dia. Livros que me fazem sentir saudades da infância são tudo de bom <3

    Beijos, Vanessa.
    This Adorable Thing

    ResponderExcluir
  27. Olá Luara,
    A capa desse livro me fazia pensar em outro tipo de estória, talvez, um romance policial. Pelo que você falou, esse não seria o tipo de livro que faria leitura agora, estou precisando de livros mais rápidos e com grandes ápices durante a trama.


    Lucas / Carpe Liber
    livrosecontos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  28. Licor de dente de Leão, é um nome bem curioso para um livro.
    E ainda contar com tantos personagens com caracteristicas
    diferente e relacionar com um só personagem é bem legal
    eu gosto de livro assim!
    Vou anotar!
    Bienal amiga nos vemos lá, bjs
    Livros, a Janela da Imaginação

    ResponderExcluir
  29. Oi flor,
    Não conhecia esse livro mas ele não pareceu me despertar tanto interesse talvez porque na fase que estou agora não seja a ideal para

    isso como vocÊ mesma comentou. Te espero la no Leitura.
    Bjss
    Raquel Machado
    Leitura Kriativa
    http://leiturakriativa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  30. Oi, tudo bom?
    Passando para deixar um comentário rsrs
    Que resenha mara !
    Não conhecia o livro , quero ler :)
    Beijos*-*
    Território das garotas
    http://territoriodascompradorasdelivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  31. nossa,lendo sua resenha da mesmo muita vontade de ler esse livro. E a capa é linda :)
    beijo

    http://melanciapink.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  32. Caramba, eu não conhecia o livro, mas já estou super interessada! Acho muito bacana livros que nos fazem resgatar a nossa infância, normalmente eles são bem profundos e, quando bem escritos, acabam sendo as minhas obras favoritas! E a capa é tão enigmática, que a vontade de conferir o conteúdo aumento ainda mais! Já está na minha lista de desejados (: Bjs
    Jéssica - http://lereincrivel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  33. Nossa que coisa mais linda! Parece ser tão legal, tomara que eu goste mesmo!

    Bjs
    http://www.partesdeumdiario.com/

    ResponderExcluir