17/09/2013

Resenha: O dia da caça

Título: O dia da caça
Autor: James Patterson
Editora: Arqueiro
Páginas: 212
Alex Cross está diante do criminoso mais cruel que já enfrentou Quando o detetive Alex Cross é chamado para investigar um caso de assassinato, depara-se com a cena de crime mais terrível que já viu em toda a sua carreira: uma família inteira foi morta dentro de casa. Tudo fica ainda mais chocante quando ele descobre que uma das vítimas é Ellie Cox, sua ex-namorada dos tempos de faculdade. Furioso, Cross decide pegar o assassino a qualquer custo Logo depois outro crime acontece, novamente envolvendo uma família inteira, só que dessa vez alguns membros dela estavam nos Estados Unidos e outros, na África. A investigação leva a crer que o assassino, conhecido apenas como Tiger, viajou para a Nigéria. Sem hesitar, Cross vai atrás dele. O detetive entra numa caçada implacável, numa terra sem lei Ao chegar lá, Cross se vê diante de um terrível cenário de miséria, violência e guerra civil iminente. Sem nenhuma ajuda, ele se envolve numa luta contra a corrupção e contra uma conspiração que parece não ter fronteiras, que pode pôr em risco sua vida e a de todas as pessoas que ele ama.


James Patterson é um dos autores mais completos que eu já li. Ele se dá bem em romance – como em O diário de Suzana para Nicolas, um dos meus livros favoritos –, em policiais e até se aventura em infanto-juvenis. Ainda não tinha lido nenhum livro da série do Alex Cross, um dos personagens mais famosos do autor. Quando tive a chance de ler O dia da caça aproveitei e mais uma vez me surpreendi, apesar de ser uma temática densa que eu não estou acostumada.

Por causa da morte de uma amiga do passado, Alex Cross se vê envolvido em uma rede de homicídios. Por causa disso, ele precisará encontrar o assassino de sua amiga e desvendar todos os enigmas que o cercam para que outras pessoas não acabem seguindo o mesmo destino. Sua aventura começa nos Estados Unidos e acaba parando na África, onde o caso fica ainda mais misterioso e cada movimento pode fazer com que tudo se vire contra Cross.

Os mistérios mais difíceis de solucionar são aqueles que você vê que estão perto do fim, pois já não há evidências suficientes nem muito mais a desvendar. A menos que você possa voltar ao início – retroceder e rever tudo. p. 12
Cada livro do James Patterson é uma surpresa para mim. Não importa que a série tenha vários livros (como a própria série do Alex Cross) ou que ele escreva vários do mesmo gênero, sempre há algo que me fisga e me deixa sem fôlego no final. Não foi diferente com O dia da caça. Comecei o livro achando que ele teria as mesmas bases da série O clube das mulheres contra o crime, em que o enredo é mais leve e fluído, porém me enganei completamente.

O dia da caça é um daqueles livros que você tem que ter estômago. O autor James Patterson não economiza nas cenas fortes e faz com que o leitor sinta toda a tormenta que seu protagonista passa. Esse foi um dos grandes causas para que a minha leitura fosse lenta. Para ser sincera com vocês, demorei quase duas semanas para finalizar o livro porque a cada dez páginas eu tinha que parar, absorver tudo aquilo que tinha acabado de acontecer, tomar coragem e só então continuar. Como disse no começo da resenha, essa não é uma temática que estou acostumada, logo, foi um livro que mexeu demais comigo.

Isso acontece porque o próprio Alex Cross é difícil de lidar. Um personagem impulsivo, que não pesa as consequências de seus atos e que se mete em lugares que ninguém deveria se meter. É claro que essas são características que fazem qualquer livro policial se tornar ainda mais instigante, mas isso me irritou na maior parte do tempo. Então, somando isso ao fato de que o enredo já estava bem denso, o livro se tornou ainda mais arrastado. Porém, aos poucos, fui criando um vínculo com Alex Cross e vi que todas os seus defeitos eram totalmente humanas, o que fez com que James Patterson ganhasse mais um ponto positivo por criar um personagem tão propenso a falhas.

Apesar dessa lentidão no enredo, o próprio é muito instigante. Toda a evolução, desde os capítulos iniciais até os finais, deixa qualquer leitor boquiaberto porque a história é muito bem conduzida. Os fatos são muito bem amarrados e dá para ter uma visão geral através da alternância da narrativa em primeira e terceira pessoas. Foi por causa disso que o livro me surpreendeu, apesar de seus pontos negativos.

Circulei lentamente os corpo mutilados, desviando das poças de sangue, procurando pisar nas partes secas do assoalho sempre que possível. (...) Dei a volta completa para ver o rosto da mãe. O ângulo era tão bizarro que ela parceria estar com os olhos erguidos para mim, com uma expressão quase esperançosa, como se eu ainda pudesse salvá-la. Inclinei-me para analisá-la mais de perto e de repente fiquei tonto. (...) Eu não podia acreditar no que estava vendo. p. 15
Uma das características do autor que eu mais gosto são seus capítulos curtos. Como já disse diversas vezes por aqui, esse é um dos métodos que mais gosto que os autores utilizem para que a leitura se torne mais dinâmica. E em O dia da caça isso também foi empregado e tenho que confessar: ainda bem que o autor fez isso. Com tantas cenas horrorosas que mostram a realidade em sua forma mais crua, só assim para que eu conseguisse avançar na leitura.

Apesar de ter sido uma leitura densa, mais uma vez me surpreendi com a habilidade do autor de fazer um livro tão cru, tão real. É um prato cheio para os fãs do gênero e, para aqueles que não têm costume de ler, já vão preparados para o enredo bem pesado, mas que vale totalmente o tempo investido na leitura. 

22 comentários:

  1. Eu só ouço falar bem desse autor. Impressionante. Mas não acho que eu me daria bem com esse livro porque, como você disse, tem que ter estômago forte e eu não sou bem assim.

    Também adoro quando o personagem é propenso a falhas, mesmo que elas me irritem. Nada melhor que personagens reais, né?

    Beijitos

    ResponderExcluir
  2. Eu achei a história bem interessante. Ainda não li nada do autor, mas acho que vou gostar.

    Bjus.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Hey!

    Também não estou acostumada com essa temática, mas adoro o autor e quero dar uma chance ao livro. Pelo jeito vale a pena!

    Um beijo
    http://escolhasliterarias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Nossa esse livro parece ser muito bom, apesar do enredo parecer realmente lento. Mas James é um escritor surpreendente. Espero poder ler esse livro em breve ;)

    Ótima resenha *-*

    Beijos! ♥
    http://viajantesdaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. serio que O diário de Suzana para Nicolas é um dos seus favoritos?? comecei a ler ele ontem *-*
    adoro esse tipo de livro, principalmente se o autor consegue descrever bem essas "cenas fortes" nos fazendo ficar até com um frio na barriga :D
    eu amo livros com capitulos curtos!! realmente, torna a leitura mais rápida e dinâmica...
    esta serie deles, os livros devem ser lidos em ordem ou pode ser separados?
    fiquei bem curiosa para ler ele! *-*

    ResponderExcluir
  6. Só ouço falar bem do autor. Ainda não li nada dele, mas pretendo. Como você disse, ele é completo. Então vou me jogar de cabeça nas leituras!

    http://fakereader.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Eu ganhei do meu sogro esse livro, ainda não li.
    Mas o clube das mulheres contra o crime eu li o 4 de julho.
    Gosto do autor e a forma que ele utiliza para criar os personagens que parece, em alguns momentos, descrever alguém real. Eu gosto, é uma escrita bem diferenciada.
    Sua resenha ficou ótima.

    M&N | Desbrava(dores) de Livros

    ResponderExcluir
  8. Às vezes eu gosto de ler livros fortes, às vezes não, mas devo dizer que fiquei com vontade de ler esse livro. Fiquei curiosa com as mortes em família e tudo mais, parece bem intrigante!

    ResponderExcluir
  9. Oie Lu
    James é o cara, né?
    O diário de Suzana para Nicolas é um dos meus preferidos, e eu amo a escrita dele. Parafraseando a Hazel: se o cara escrever uma lista de supermercados, eu quero ler rs
    Ainda não li nada da série do Alex Cross, uma vergonha. Preciso ler o quanto antes.
    bjos

    ResponderExcluir
  10. Os livros dele são ótimos!
    Ele é um autor que prende a nossa atenção...
    Ainda não li esse livro, mas vou deixar anotadinha a dica aqui!

    Beijos
    http://plantaoonline.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Olá, parabéns pela resenha.
    Parece incrível, mas apesar do James Patterson escrever livros num estilo que eu gosto eu ainda não li nenhum livro dele.
    Sua resenha me deixou inspirada, ma próxima passada na livraria vou me aventurar a comprar um livro dele.
    Bjs
    Amanda Nery
    leituraentreamigas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Adoro a escrita do autor, estou muito afim de começar essa série. *-*
    E totalmente concordo contigo, capítulos curtos deixam a leitura dinâmica mesmo. Eu amo quando o livro é assim, parece que flui melhor.
    Me conquistou em "enredo pesado", adoro esse tipo de livro. Torna mais real, seilá.
    Beijos! E ei, nunca mais te vi lá no blog. ): Quando o iniciei você estava sempre comentando, sinto sua falta lá. Que aconteceu? :~ - e não estou cobrando comentários, só estranhei mesmo, sou paranóica - rs

    http://apenas-um-vicio.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Oi! Li do autor apenas Bruxos e Bruxas e adorei!
    Achei muito legal o livro, fiquei com curiosidades aha
    Beijos.
    http://www.garotadolivro.com/

    ResponderExcluir
  14. Sempre quis ler James Patterson, adoro livros de romance policial. Fiquei muito curiosa nessas cenas horrorosas hahha
    Ótima resenha :*


    www.livredujour.wordpress.com

    ResponderExcluir
  15. Parece ser um livro bom
    Mas não é o tipo de leitura que estou acostumada a ler

    Beijos
    @pocketlibro
    http://pocketlibro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. Li apenas O Dia da Caça do autor e gostei bastante. A narrativa do Patterson é bem ágil, e os capítulos curtos ajudam isso, e um fato interessante é que o Alex Cross é um personagem falho, humano, e não o esteriótipo de mocinho-detetive-salvador e etc... Tenho vontade em continuar a série, mas até agora não surgiu oportunidade.

    Abraços, Joshua Guimarães
    Blog Pensamentos do Joshua - pensamentosdojoshua.blogspot.com

    ResponderExcluir
  17. Sabe que nunca li nada do autor e na verdade nunca tinha me interessado até ver a série Bruxos e Bruxas que a NC está lançando. Não sei os livros dele não parecem fazer muito meu estilo tenho uma sensação que são algo tipo policial e não curto muito este estilo. No entanto já ouvi dizer que ele é bem versátil, bom quem sabe num futuro próximo eu não acabe me encantando com sua escrita tbm. Parabéns pela resenha http://blogliterata.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Oi! ^^
    Eu gosto de livros policiais, principalmente com cenas realistas e bem descritas (fortes). Faz tempo que eu não leio nada do gênero. Vou colocar esse livro na minha lista de leituras!

    Beijusss;
    http://hipercriativa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Olá!
    Quando penso em Patterson, costumo compará-lo com a Norma quando se diz respeito a ser completo: conseguem escrever de tudo, e mesmo assim, cativar todos os leitores!
    Já li o livro, e adorei. Sou uma fã enorme de suspense policial, e esse não podia faltar na minha meta, hehhe.

    Beijão,
    Jéssica
    http://www.bestherapy.net/

    ResponderExcluir
  20. Eu só li “O Diário de Suzana para Nicolas”, do autor que se tornou um dos meus livros favoritos, por isso tenho curiosidade de saber como ele conduz o enredo em outros gêneros. O livro parece bom, então eu acredito que irei gostar de lê-lo.

    *bye*

    http://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Oi, tudo bom?
    Passando para deixar um comentário rsrs
    O James realmente é um ótimo escritor ,
    só li O diário de Suzana para Nicolas .
    E me apaixonei por ele !
    Quero ler .
    Beijos*-*
    Território das garotas
    http://territoriodascompradorasdelivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Flor vim através de outro blog conhecer o seu cantinho e já estou te seguindo se quiser conhecer o meu e me seguir ficarei muito feliz...
    Parabéns pelo blog, que Deus te abençoe...
    www.bio-pink.blogspot.com

    ResponderExcluir