05/11/2013

Resenha: Cadê você, Bernadette?

Título: Cadê você, Bernadette?
Autora: Maria Semple
Editora: Companhia das Letras
Páginas: 376
Bernadette Fox é notável. Aos olhos de seu marido, guru tecnológico da Microsoft e rock star do mundo nerd, ela se torna mais maníaca a cada dia; para as demais mães da Galer Street, escola liberal frequentada pela elite de Seattle, ela só causa desgosto; os especialistas em design ainda a consideram uma gênia da arquitetura sustentável, e Bee, sua filha de quinze anos, acha que tem a melhor mãe do mundo. Até que Bernadette desaparece do mapa. Tudo começa quando Bee mostra seu boletim (impecável) e reivindica a prometida recompensa: uma viagem de família à Antártida. Mas Bernadette tem tal ojeriza a Seattle - e às pessoas em geral - que evita ao máximo sair de casa, e contratou uma assistente virtual na Índia para realizar suas tarefas mais básicas. Uma viagem ao extremo sul do planeta é uma perspectiva um tanto problemática. Para encontrar sua mãe, Bee compila e-mails, documentos oficiais e correspondências secretas, buscando entender quem é essa mulher que ela acreditava conhecer tão bem e o motivo de seu desaparecimento.


O que fazer quando um livro supera todas as suas expectativas e se torna um dos melhores que você leu no ano? Foi exatamente isso o que aconteceu com Cadê você, Bernadette? e ainda não sei exatamente como colocar em palavras tudo o que o livro é. Não esperava muita coisa (apesar da capa super atraente) e, só após alguns comentários no twitter falando muito bem sobre o enredo, finalmente o tirei da lista espera e li. E, sinceramente? Foi uma das minhas melhores decisões.

Bee é uma aluna muito aplicada. Após tirar as melhores notas que poderia tirar na escola Galer Street, ela faz um pedido aos seus pais: ela quer viajar para a Antártica. Como ambos tinham prometido dar a ela qualquer coisa que desejasse caso conseguisse notas suficientes, eles acabam cedendo a esse desejo. Só que, um pouco antes da viagem, sua mãe, Bernadette, acaba desaparecendo. Agora Bee precisará fazer de tudo para encontrá-la.

A coisa que mais me irrita é que quando eu pergunto ao papai o que ele acha que aconteceu com a mamãe, ele sempre responde: “O mais importante é que você saiba que não é sua culpa”. Perceba que não foi isso que eu perguntei. (...)
Mamãe desaparece dois dias antes do Natal sem me dizer nada? Claro que é complicado. Mas só porque é complicado, só porque não há como saber tudo sobre outra pessoa, não quer dizer que não se possa tentar. p. 7
Cadê você, Bernadette? é um livro singular, diferente do que a maioria das pessoas está acostumada a ler. Eu mesma, ao começar a lê-lo, tomei um susto. Logo damos de cara com uma narrativa feita através de e-mails, cartas, bilhetes em conjunto com a linear e somos bombardeados com muita informação, o que deixa o começo bem confuso. À primeira vista, a maioria das coisas que vemos é trivial, sem muita importância para o enredo. Porém, ao decorrer do mesmo, tudo se encaixa. Acabamos nos acostumando com o ritmo que a autora emprega lá pela página 50 e isso acaba tirando a impressão de que o livro poderia ser maçante e isso dinamiza a história.

Essa dinâmica se deve em sua maioria aos personagens. Bernadette Fox é única. É aquele tipo de personagem que chega de mansinho e, quando você começa a conhecer sua essência, vê que ela já te conquistou. A autora usa e abusa do humor irônico para caracterizá-la e isso é perfeito! Afinal, personagens como Bernadette estão em falta, infelizmente. Mas é claro que não só ela merece destaque: Bee, sua filha, conduz a história maravilhosamente bem, além de termos Elgin, seu marido e pai de Bee, um personagem aparentemente “apagado” no enredo, mas que faz uma baita diferença. Ou seja, todos foram muito bem trabalhados, o que torna o livro ainda mais completo.

A curiosidade é o que leva o leitor pelas páginas. O mistério envolvendo o desaparecimento de Bernadette é desvendado nos detalhes e em doses homeopáticas, ou seja, de pouquinho em pouquinho. Isso é bom porque de certa forma nos dá tempo para construir a personalidade, não só dessa mulher complexa, mas de todos que estão envolvidos direta ou indiretamente com ela e de criar nossas próprias teorias sobre o que realmente aconteceu antes do desfecho do enredo e, particularmente, eu simplesmente adoro quando o autor dá essa liberdade para o leitor.

O sr. Branch não conseguiu andar muito pelo porão; logo foi pego pelos espinhos das trepadeiras. Ele saiu de lá ensanguentado, com as roupas em farrapos. (...)
Um time de cães farejadores vasculhou o perímetro. Não acharam nenhum sinal de Bernadette Fox. p. 241
Mas o que realmente encanta é o rumo que o enredo toma. Ele é imprevisível. Acontecimentos cotidianos são retratados com um ponto de vista quase sarcástico, pois tudo toma uma proporção gigantesca e isso rende situações hilárias, até porque não estamos falando de qualquer personagem e sim de Bernadette Fox. Além disso, vemos uma evolução enorme em todos os personagens, pessoal e interpessoalmente, desde a nossa protagonista até todos os secundários. O melhor é que o desfecho convence e amarra muito bem a história. Poderia ser melhor?

Cadê você, Bernadette? é um livro divertido, com uma sacada simples e com uma condução genial. É daqueles que você constrói uma relação aos poucos e no final não quer largá-lo, uma vez que a autora Marie Semple consegue prender o leitor do início ao fim com suas situações hilárias, não perde sua qualidade ao longo do enredo e faz um desfecho incrível.
Deem uma chance a Bernadette Fox. Tenho certeza que ela vai surpreendê-los. 

21 comentários:

  1. Olá Luara,

    Esta ai um livro que estou com vontade de ler e sua resenha só a fez aumentar...gosto dessa capa também...muito legal....abraços.


    devoradordeletras.blogspot.com.br


    ResponderExcluir
  2. Oi Luara, desde que esse livro foi lançado fiquei super curiosa, mas depois de ler uma resenha morna sobre ele desanimei.
    Lendo sua resenha vejo que é um livro simples, mas muito bem escrito, algo que conta muito pra mim.
    Acho que vou dar uma nova chance para ele, fiquei curiosa para conhecer Bernadette Fox.

    Beijos
    Caline - Mundo de Papel

    ResponderExcluir
  3. Dizem que o livro é muito bom mesmo e que te surpreende. Apesar de que, a história não me chamou a atenção e de primeira não leria, com certeza irei dar uma chance a ele!

    http://alguns-livros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. adoro livros com mistério assim, e este parece ser muito bom!
    claro que a capa, super atrativa, desperta mais ainda a minha curiosidade, mas o livro parece ser bom demais de qualquer forma!
    quero ler! quero ler! quero ler!!! *----*

    ResponderExcluir
  5. Luara,

    este livro foi uma grata surpresa, não imaginava que encontraria tanto nele - a capa é bastante despretensiosa, pra mim Bernadette é bem mais complexa! - com uma leitura que flui às mil maravilhas e uma formatação que para mim foi inédita, além do mistério que nos acompanha a todo momento...e eu não pude deixar de admirar o trabalho da autora.

    Vale muito a pena ler ;)

    ResponderExcluir
  6. Oi Lu, adorei os seus comentários sobre o livro. Parece ser uma história divertida e deliciosa e, além de tudo, muito bem escrita. Tive a impressão de ser daquele tipo que nos deixa grudadas ao livro, até finalmente terminá-lo.
    Pela capa, também diria que era uma leitura divertida, mas bobinha, não dessas que conseguem nos conquistar. Que bom que foi uma surpresa!

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Ai, é ótimo quando um livro supera nossas expectativas dessa forma. Esse já tá na minha listinha desde que a primeira resenha saiu, todo mundo fala bem!

    Um beijo
    http://escolhasliterarias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Apesar de estar bem interessada em ler esse livro, eu ainda não tinha lido nenhuma resenha sobre ele. Gostei de saber que o enredo é leve e divertido, além de ter um mistério que lhe instiga a lê-lo do inicio ao fim.

    *bye*

    http://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Nossa! Não sabia que era tão bom!
    Com certeza vou ler esse livro ainda esse ano
    Sua resenha mais que me convenceu!
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  10. Oi Luara!

    Ja tinha visto esse livro por ai, mas pela capa achei que fosse algum livro de autoajuda...
    Adorei saber que é um mistério!
    É meu tipo de leitura favorito!
    Quando tiver a oportunidade eu lerei!

    Beijokinhas da Giiii
    aestranhaestantedagi.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Oie Lu
    não estava totalmente convencida se gostaria desse livro, mas sua resenha acabou com qualquer dúvida. Preciso lê-lo.
    Gosto quando um livro consegue surpreender pela sua maneira nada convencional de narrar a história.
    Bjos
    www.mybooklit.com

    ResponderExcluir
  12. To esperando uma resenha falando mal desse livro, sério! Só li ótimas resenhas o que me deixa louca para ler, porque não posso perder um livro tão bom assim, com certeza. Preciso lê-lo urgentemente.
    E é claro, a capa é linda! Chama a atenção e aí, preciso dela!

    ResponderExcluir

  13. Esse é um livro que eu leria só pelo título, adorei!
    Pela capa da pra ver que se trata de uma história engraçada.
    Gostei da sua resenha e fiquei bem curiosa para ler o livro.

    Beijos!
    Livros e Tsurus

    Beijos!
    Livros e Tsurus

    ResponderExcluir
  14. Já tinha ouvido falar desse livro e já tinha ficado um pouco curiosa sobre ele e depois dessa resenha, estou com mais vontade ainda de compra-lo. rs

    Beijos!
    * Blog Sem Fronteiras
    * Fan Page
    * Instagram
    * Twitter

    ResponderExcluir
  15. Li uma ou duas resenhas sobre esse livro, e fiquei super curiosa para ler!
    Beijos e ótima resenha.
    http://www.garotadolivro.com/

    ResponderExcluir
  16. Eu já estava curiosa sobre esse livro (até o comprei, mas como você, está na "fila de espera"), e também havia lido algumas resenhas positivas, mas nenhuma me animou mais a ler do que a sua!
    A paixão com a qual você descreveu o livro me fez deixá-lo mais próximo das minhas leituras futuras rs
    Beijos e obrigada pela dica :)

    www.meumeiodevaneio.com.br

    ResponderExcluir
  17. Mais uma resenha positiva desse livro e eu saio correndo de onde estou para comprar logo o meu exemplar hehe Já estou louca de curiosidade para ler "Cadê você, Bernadette?" e a impressão que eu tenho é justamente essa de que a história é singular, única, incomparável... E vamos combinar também que essa capa é maravilhosa, muito digna de se ter em uma estante hehe Adorei a resenha! Bjs
    Jéssica - http://lereincrivel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Todo mundo fazendo resenha e comentando sobre esse livro. A historia dele me pareceu ser interessante tenho escutado também vários comentários positivos.
    oneofff.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  19. Oie sua linda =)
    menina é a primeira vez que leio resenha desse livro e já necessito dele!
    Caramba umas das melhores leitura, quero muito, espero ficar tão encantada quanto você, gosto de livros que tomam rumos inesperado <3
    Beliscões carinhosos da Máh ♥
    Cantinho da Máh
    @Maaria_Silvana

    ResponderExcluir
  20. Nossa, eu sou louca pra ler esse livro. Com a resenha, fiquei com mais vontade.
    Sem contar que a capa é linda, né?
    Beijo.

    ResponderExcluir
  21. Oi Luara, tudo bem?
    Nossa, você me convenceu totalmente com essa resenha! Já coloquei o livro na lista de desejados ;D A capa é muito linda, e concordo com você: personagens irônicas estão em falta rs

    Beijos,
    salaodelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir