06/12/2013

Resenha: O Homem do Bosque

Título: O Homem do Bosque
Autor: Scott Spencer
Editora: Bertrand Brasil
Páginas: 378
Desde adolescente, Paul vive por conta própria. Livre, independente. Guiado sempre por um código de conduta rígido, tendo feito um pouco de tudo na vida, ele chegou a pensar que nunca teria um norte, que estava apenas ao sabor do vento. Até que conhece a bela, inteligente e amorosa Kate Ellis, e sua filha, Ruby, de nove anos. As duas lhe oferecem uma vida de ordem e regularidade. Contudo, ao caminhar por um parque, o protagonista encontra um homem espancando um cachorro e, por alguns momentos, mergulha num mundo de violência e numa jornada anárquica de autoconhecimento, redenção e culpa. Morte e vida cruzam seu caminho. Scott Spencer capta a intensidade da paixão humana – e sua capacidade, ao mesmo tempo, destrutiva e redentora – com precisão e discernimento sem precedentes. Ele abusa da ironia, da espirituosidade e de sua profunda sensibilidade num thriller psicológico e provocante que trata da moral e da masculinidade, das escolhas e do destino.


Há um bom tempo estava querendo mudar um pouco o que vinha lendo. Estava seguindo um padrão nas últimas leituras e eu queria algo diferente, algo mais denso. Eis que surge O Homem do Bosque, um livro que, apesar da leitura ter sido um pouco mais demorada do que o esperado, me arrebatou por causa da reflexão que ele me impôs. Isso ajudou com algo que vinha me assolando: a temida ressaca literária por não encontrar um livro que me prendesse. Scott Spencer chegou em uma hora maravilhosa e não me decepcionou.

Paul Phillips é um homem simples: adora o trabalho de marceneiro e, apesar de ter grandes dúvidas com relação a alguns aspectos da vida, é apaixonado por Katie Ellis, uma alcoólatra recuperada que encontrou um caminho na vida através de Deus e hoje é uma escritora de sucesso. Certa tarde, Paul encontra um homem em um boque em que vai para fazer uma reflexão sobre sua vida. O que seria um encontro casual acaba se tornando o mais fatídico de sua vida. É a partir desse momento que a jornada de Paul através do autoconhecimento, da culpa e do perdão começa.

Ele corre para o estacionamento. Ao chegar lá, debruça-se sobre o capô da camionete, projetando a cabeça para frente. Seu coração bate com extrema violência, como se sua própria mente estivesse próxima.
O que acabou de acontecer? O que eu fiz? p. 58
À primeira vista, O Homem do Bosque me passou despercebido. Era um livro que até então eu não tinha visto resenha alguma e não sabia o que esperar. Como eu sou fã de livros que tenham uma carga dramática um pouco mais pesada, resolvi dar uma chance. Não me arrependi. Porém, esse sentimento não veio logo no início: a leitura começou extremamente arrastada, algumas partes me pareciam desnecessárias e meu receio de que ele se tornasse maçante ia aumentando a cada página. Mesmo assim continuei insistindo, até que, lá pela página 140 finalmente me coloquei a mercê do sentimentalismo do livro, que, apesar de ser intrínseco, me atingiu como uma bomba.

Scott Spencer fez com que o diferencial do seu livro fosse as relações humanas, que, embora resistentes, são imperfeitas, e as consequências que todas as nossas ações podem gerar. Através do protagonista Paul, temos contato com questões como família, religião, culpa e perdão, tudo isso levando ao autoconhecimento do personagem. A forma com que o autor aborda esses temas, levam o leitor a uma reflexão sobre toda aquela situação e como ele agiria se aquilo acontecesse em sua vida. Não sei quanto a vocês, mas eu simplesmente adoro quando um autor me confronta dessa maneira. E Spencer fez isso com maestria.

E ele não precisou apelar para isso: os personagens construídos pelo autor não são dignos de pena. Cada atitude é verossímil, todos os personagens têm suas qualidades e defeitos e precisam encará-los dia após dia. É até por isso que não existe aquela relação mais profunda com nenhum deles: todos eles poderiam ser nossos vizinhos, ou aquela pessoa que passa na rua e que notamos por um momento, mas logo depois esquecemos. Em suma, qualquer um. Conseguir isso, aliando com uma narrativa em terceira pessoa até fluida para o objetivo do autor, é extremamente difícil.

Ele não parece ter motivos para suas observações e ações – mas como uma coisa assim é possível? Existe algum ser humano que não tenha motivos? Os motivos não regulam nossa vida interior tão completamente quanto a gravidade regula nossa vida exterior? p. 194
O que faz o leitor correr pelas páginas de O Homem do Bosque é o suspense que o autor cria. Será que irão descobrir o que realmente aconteceu naquele dia com o homem do bosque? O que será da vida de Paul se isso acontecer? Toda a tensão que o protagonista sente é passada para o leitor e ficamos até o final do livro esperando por alguma solução para o caso, algo que acabe com esse drama psicológico. Isso faz com que o final seja ao mesmo tempo surpreendente e um alívio para o leitor.

Vale aquela velha dica: esse não é um livro para qualquer um. Se você não está acostumado a ler dramas um pouco mais carregados, provavelmente vai achar o livro maçante e sem nenhum aspecto que faça engatar na leitura. Porém, aqueles que já são fãs da temática, vão encontrar um prato cheio: um drama que realmente te fisga, altamente reflexivo e que mostra várias faces da personalidade humana e de seus relacionamentos. Valeu totalmente a pena a leitura. 

55 comentários:

  1. Eu até gosto de um drama, mas acho que no caso desse eu estou no time dos que não vão curtir tanto a leitura... De qualquer forma, anotei o nome aqui!

    Um beijo
    http://escolhasliterarias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi, Luara!
    Eu nunca tinha visto esse livro, tampouco resenhas sobre ele. E me interessei, claro. Sou fã de um bom suspense e de dramas de pessoas comuns, que levam suas vidinhas simples até que um evento inesperado joga o personagem no olho do furacão. Acho que vou gostar desse livro. Tks pela dica!
    bjo

    ResponderExcluir
  3. Oie Lu =)

    Não conhecia o livro, mas só pela sua dica final já sei que é um história que devo evitar no momento. Apesar de eu gostar bastante de dramas, ando buscando leituras mais leves para melhor meu astral nessa reta final do ano rs...

    Beijos e um ótimo final de semana;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary


    ResponderExcluir
  4. Oi Lu, acho que estou tendo essa dificuldade.. um livro que me prenda, no momento os que pego não estão me dando gaz.. mais estou terminando eles apesar de tudo..
    Eu tb não conhecia este livro, mais ao contrário de vc não curto livros com grandes cargas dramáticas.. Porém gostei da sua resenha, é uma pena que a leitura foi arrastada até certa parte..

    Beijinhos e tem resenha nova no Daily,
    http://www.dailyofbooks.blogspot.com.br/2013/12/resenha-teardrop-lagrima.html

    ResponderExcluir
  5. Oie Lu!
    Como havia te dito no twitter, eu vi esse livro na Saraiva que frequento, li sua sinopse e fiquei meio desejosa de ler, admito.
    E após a sua resenha, eu embarcarei nessa leitura assim que possível porque mereço de fato uma boa dose de drama.
    Parabéns pela simplicidade da resenha!
    Beijos,
    Ana.
    Blog:http://umlivroenadamais.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi Laura, estou louco pra ler esse livro, já até coloquei na lista de próximas leituras.
    Bjo,
    http://umviciadoemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi Luara!
    Confesso que se passasse por este livro ele nunca chamaria a minha atenção, mas eu gosto muito de histórias assim e sua resenha me deixou doida para lê-lo.

    Beijos
    http://palavrasdeumlivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi Luara, gosto de livros rodeados por pensamentos do personagem principal, que nos faça refletir sobre o mesmo, e sim, sempre é bom mudar um pouco de gênero de leituras. Até mais, e um ótimo fim de semana. http://realidadecaotica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oie Lu
    amo dramas, e os mais densos me prendem completamente!!
    Tô precisando de uma leitura assim.

    bjos
    www.mybooklit.com

    ResponderExcluir
  10. Embora o livro realmente pareça interessante, eu não acho que seja um leitura apropriada pra mim no momento, pq ando indo mais pro lado do romance fofo e invejável rsrs
    mas vou anotar a dica pra um momento futuro :D
    beijos
    No Limite da Leitura

    ResponderExcluir
  11. Gostei da resenha Luara. Aprecio dramas, apesar de sempre ficar devastada com este tipo de livro e achei bacana os personagens terem toda essa verossimilhança. Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  12. Adorei a Resenha!
    E acho que eu iria gostar do livro! Adoro esse dramas mais pesados!
    s2
    Nova Resenha no Blog: http://overdoselite.blogspot.com.br/2013/12/resenhamascara-vida-nao-e-um-jogo-luiz.html
    Passe lá e comente! Retribuo a visita!

    ResponderExcluir
  13. É tão bom quando algum livro chega e nos arrebata dessa maneira, ainda mais em uma ressaca literária. ^^
    Adoro o gênero, livros assim me encantam... e depois de tantos elogios, com certez vou colocar nos desejados do Skoob. Tu ia gostar de "O Jantar" também, da Intrínseca. =)

    Beijocas.

    www.livrosechimarrao.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  14. Oi flor, tudo bem?

    Assim como vc tb nunca tinha lido uma resenha de O homem do Bosque até ler a sua. Eu adoro um suspense e gosto de livros que me levem a reflexão. Acho que vou dar uma chance à esta leitura

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir
  15. Ei Luh!

    Livros com mais drama não são muito a minha praia rsrsrs Gosto de coisas mais alegres e divertidas xD.

    ResponderExcluir
  16. Eu não conhecia este livro. Eu fujo um pouco desses livros de drama porque eu me envolvo muito com a leitura e acabo sofrendo dias depois que acabo a leitura, mas nunca consigo evitar porque esses livros são demais.

    Eu me interessei pela história e espero conhecê-la em breve.

    Beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Eu não conhecia este livro. Eu fujo um pouco desses livros de drama porque eu me envolvo muito com a leitura e acabo sofrendo dias depois que acabo a leitura, mas nunca consigo evitar porque esses livros são demais.

    Eu me interessei pela história e espero conhecê-la em breve.

    Beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Olá!
    Assim como você, nunca vi nenhuma resenha desse livro.
    Mas parece ser exatamente meu gênero: amo dramas densos e reflexivos!
    Gostei, os livros da Bertrand em geral me agradam muito.
    Beijos

    Meu Meio Devaneio

    ResponderExcluir
  19. Oi flor,

    Gosto desse estilo de leitura as vezes, algo pra sair da rotina de algo mais leve e divertido, um trama com reflexão é bom as vezes, pra pensa em alguns aspectos.
    Sua resenha me deixou bem curiosa, já anotei sua dica.
    Beijos

    Mari - Stories And Advice

    ResponderExcluir
  20. Então... ainda não tinha visto nada sobre esse livro, até agora. Acho surpreendente o poder que alguns livros tem de envolver o leitor. Gostei muito do que você falou e espero poder lê-lo em breve. Parabéns pela resenha!

    Até a próxima!
    http://musicaselivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Oi Luh tudo bem, eu não conheço essa obra ainda, apesar de drama ser um gênero que leio ás vezes pela sua resenha ele parece ser um pouco complexo. Um livro que exige dedicação para ler, mas curti muito o enredo vou deixa-lo em stand by.
    bjkas
    Dani Casquet- Livros, a Janela da Imaginação

    ResponderExcluir
  22. Oi Luara! Confesso que não sou tão fã do gênero e leio realmente muito pouco livros assim, mas a temática é bem legal! Às vezes um livro assim parece ser o que precisamos no momento.

    Beijos,
    Leitora Online

    ResponderExcluir
  23. Acredito que iria gostar do livro, mas não se lesse agora. Ando fugindo um pouco de dramas densos. Acho que li muitas coisas pesadas recentemente.

    Beijos,
    Carissa
    www.carissavieira.com

    ResponderExcluir
  24. Oie,
    dramas mais carregados??
    Então não vou gostar mesmo do livro rsrsrs

    bjos

    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  25. conheço o livro a algum tempo já, de quando trabalhava em uma livraria. mas não sabia que a história era tão incrível assim. se soubesse teria lido ele antes :O
    adoooooro esse tipo de livro hahahahah
    quero logo *-*

    ResponderExcluir
  26. Olá!
    Olha esse não é bem meu tipo de livro, acho que teria de estar em um momento bem sensível para ler, mas para o que ele propões, parece ser bem legal.
    bjs
    http://www.letrasdanana.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  27. Eu não conhecia o livro, mas sinceramente não acredito que ele me agradaria, já que não gosto muito de livros desse gênero.

    *bye*

    http://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  28. Ainda não conhecia esse livro. Acho que no momento não estou para ler dramas, mas vou anotar pois gosto de livros assim.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  29. Oi Laura.

    Nunca vi falarem deste livro, mas como sempre fiquei interessada gosto de leituras dramáticas. kkkkkkkkkkkkk e espero gostar muito do livro.


    Beijos
    http://fernandabizerra.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  30. Não coisa melhor do que encontrar o livro que nos arrebata quando a bendita da ressaca aparece, já passei por isso e sou grata ao livrinho e guardo ele com todo carinho rsrsrs.
    Quanto ao livro em questão eu não conhecia, gosto de histórias reflexivas e de drama, então provavelmente é uma leitura que eu faria.

    Beijos.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  31. Oi! Eu não conhecia o livro, mas eu gosto muito de dramas carregados e reflexivos, embora faz muito tempo que eu não leia algo assim. Achei a capa e o título já bem intrigantes, gostei do suspense.

    beijos

    http://livrorosashock.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  32. Comecei a ler a resenha e a sinopse achando que eu ia gostar do livro, mas mesmo tendo um suspense, não é o tipo de livro que eu estaria louca para ler. :/

    Beijos,
    biblioteca-de-resenhas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  33. Gostei da sinopse do livro, e o que você escreveu me deixou curiosa também gosto de livros desse estilo um pouco mais dramático.

    http://momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  34. Não conhecia o livro, e juro que se tivesse na livraria e o visse iria passar batido, mais agora lendo sua resenha pode se dizer que um dia eu irei ler :D
    Beijokas, Brubs
    Livros de Cabeceira
    @IWannaRuffles

    ResponderExcluir
  35. Amo um drama denso e que me deixe até meio angustiada, creio que essa leitura me prenderia totalmente. Li muitos livros assim esse ano, mas não resisto, largo tudo e acabo me deliciando com histórias intensas.
    Bela resenha como sempre Luara.
    Beijos
    Viviane
    Razão e Resenhas

    ResponderExcluir
  36. Oi Lu:)
    Adoro livros com carga dramática forte e esse parece ser ótimo! Confesso: vou comprar o livro por conta da sua indicação já que fiquei mega curiosa. Espero gostar tanto como vc gostou!
    Beijos
    http://www.coisasdemeninas.blog.br/

    ResponderExcluir
  37. Acho que o livro é para mim viu!
    Adoro dramas suuper carregados, esse parece ser bem bacana!
    Vou ler com certeza.
    Beijos,
    Paula
    http://www.interacaoliteraria.com/

    ResponderExcluir
  38. Eu adoro quando um livro me faz refletir! Eu acho que eu demoraria um pouco pra ler, por ser um drama carregado e eu não leio tantos livros assim, mas eu curti a trama!

    Beijos.
    http://viciosemtres.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  39. Bom dia Luara,

    Esse é mais um livro que fico conhecendo aqui no seu blog, achei bem interessante a sinopse e sua resenha me deixou ainda mais curioso....dica anotada....abraços.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  40. Oi Luara,
    Drama não é algo muito convidativo para mim, porém a premissa do livro parece interessante. Talvez eu venha a dar uma chance para ele, rs! Nunca se sabe!!
    Adorei sua resenha, parabéns!

    Beijos,
    Ká Andrade
    http://teens-books.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  41. Gosto de livros e filmes com carga dramática que leva a reflexão. O Homem do Bosque parece ser um livro interessantíssimo e apesar da história totalmente diferente a sua descrição do livro e de seus sentimentos ao lê-lo me lembrei de As Virgens Suicidas. Depois dê uma olhada no livro ou no filme.
    Beijos. Sucesso!
    Meu Filme virou Livro

    ResponderExcluir
  42. Não conhecia esse livro. Gostei da temática, tenho gostado mais de ler alguma coisa pé no chão, bem dramática, acho que bati minha cota de distopias e mundos fantásticos, to caçando até biografias hehe

    beijos
    Bia - www.livredujour.wordpress.com

    ResponderExcluir
  43. Ai Luara, isso é exatamente o que eu estou precisando! Ultimamente tenho lido tanto sobrenatural que não aguento mais, preciso de alguma coisa mais densa. Já li outra resenha para O Homem do Bosque tão positiva quanto a sua então acho que é uma boa pedida. Por falar nisso, amei a resenha!

    Bjs

    ResponderExcluir
  44. Não conhecia o livro, a premissa do livro parece interessante. adorei a resenha, Anotadíssimo! Vai pro skoob.
    Beijos

    Cintia

    ResponderExcluir
  45. Oie.
    Então nunca tinha ouvido, nem visto nenhuma resenha sobre esse livro.
    A unica coisa que posso dizer é que sua resenha me chamou bastante a sua atenção.Me fez querer ler esse livro;a todo custo.
    Mariana - WTF. [{ Sobre livros,filmes e séries.}]

    ResponderExcluir
  46. Ótima resenha! Fiquei curiosa pra ler, amo livros que tem suspense!

    Estou começando com meu blog, se vc puder fazer uma visita e seguir, se gostar..
    Amei seu blog, e já estou seguindo :D

    http://livroinfinito.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  47. Oi, Luara! Tudo bem?
    Ao contrário de você, estou seguindo o caminho oposto com as minhas leituras, já estou lendo muita coisa pesada e quero algo leve agora hehe Mesmo assim, no momento em que terminei de ler a sua resenha, fui direto no skoob adicionar esse livro na minha lista de desejados! Realmente, nunca vi outro blog comentando sobre o "O Homem do Bosque", mas só de saber que ele causou esse impacto em você, já fiquei bastante curiosa! Gosto de histórias reflexivas, apesar de que se essas reflexões são feitas em um livro com uma carga dramática bem grande, acabo achando a leitura um tantinho massante... Mas estou curiosa, sua resenha me empolgou! hehe Bjs
    Jéssica - http://lereincrivel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  48. Agora não sei se pegaria o livro para ler ou não
    Pois não sei se sou familiarizada com essa temática...
    E pegar para ver

    Beijos
    @pocketlibro
    http://pocketlibro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  49. Esse é exatamente o tipo de livro que gosto, apesar de ultimamente estar lendo poucos assim. Que bom que você resolveu lê-lo e publicar a resenha! Foi direto para a lista de livros que quero ler! ;)

    Beijos, Entre Aspas

    ResponderExcluir
  50. Assim como você, eu também não me interessei pelo livro na primeira vez que o ví, mas a sua já é a segunda resenha favorável que leio dele e por isto estou com muita vontade de ler, adoro histórias de suspense.

    Beijo Vanessa Meiser - Blog do Balaio
    balaiodelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  51. Oi Lu!
    Aquele momento que eu preciso urgentemente deste livro!
    Nossa, não o conhecia, mas ao ler sua resenha, fiquei MEGA interessado.
    Adoro dramas densos, com uma forte carga emocional por parte das personagens e acima de tudo, que mexem com meu psicológico.
    Acredito que não me decepcionarei. Com toda certeza quero ler esse livro e espero que seja em breve. rs
    Parabéns pela resenha!
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.com

    ResponderExcluir
  52. Eu gosto de dramas, mas não sou apaixonada por eles nem nada assim.
    Fiquei curiosa para saber o que Paul fez, mas principalmente o que acontece com o idiota que bateu no cachorro! Porque eu acho isso de ficar maltratando os bichinhos horrível!
    Letras & Versos

    ResponderExcluir
  53. Eu gosto de livros assim e pela sua resenha é um livro que acredito que vou gostar de ler. Nunca tinha ouvido falar dele e gostei bastante me deixou curiosa :)

    Beijos
    http://nerdicesdeumagarota.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  54. Eu fiquei meio na duvida se vou ou não gostar do livro, pela resenha ele parece ser bom.

    Beijos, Paradoxo Perfeito

    ResponderExcluir
  55. Oi, Lu. :)

    Sou apaixonada por livros densos, daqueles que te fazem refletir a respeito dos assuntos abordados na história, eles mexem bastante comigo e eu adoro isto. Há meses que não leio algo do tipo e estou com saudade. Acho que esse livro seria uma boa ideia, apesar de eu não gostar muito de drama.
    Linda resenha!

    Beijocas.
    http://artesaliteraria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir