13/01/2014

Resenha: Os Portões

Título: Os Portões
Autor: John Connolly
Editora: Bertrand Brasil
Páginas: 304
Todo mundo acha que Samuel é um menino muito estranho: os professores não o levam a sério, a mãe o deixa de castigo por viver sempre no mundo da lua e o vigário da cidade foge quando o vê, ele faz perguntas muito difíceis!. Só Boswell, seu cachorro, o entende de verdade. Como se as coisas não pudessem piorar, uns vizinhos de Samuel resolvem mexer com forças ocultas, só por diversão, e acabam abrindo uma passagem transdimensional direto para o Inferno. Agora, dominados por entidades nada simpáticas, eles pretendem abrir os portões do Inferno e soltar os cachorros, ou melhor, demônios. As criaturas mais desagradáveis, repulsivas e más estão para invadir a Terra, e não virão sozinhas. Seu líder, um cara tão mau que é conhecido como Grande Malevolente, também quer participar da festa de destruição do nosso mundo.


Eu simplesmente adoro quando um livro me surpreende. Se ele faz isso desde a primeira página até a última, aí é que ele conquista meu coração. Foi exatamente isso que aconteceu com Os Portões, um infanto-juvenil daqueles que conseguem agradar qualquer leitor que der uma chance para ele. Apesar de tantas pessoas terem me falado sobre o autor John Connolly, sempre adiei ler O Livro das Coisas Perdidas (primeiro livro do autor publicado no Brasil) e para falar a verdade, até hoje eu não li. Só que agora estou totalmente arrependida. Os Portões foi a primeira leitura no ano e já está automaticamente na lista dos melhores de 2014.

 Samuel não é um garoto muito normal. Ele é muito inteligente para a sua idade e sempre tem um argumento na ponta da língua para aqueles que discordam com suas ideias. Ao tentar antecipar o Halloween alguns dias para que ele pudesse estar em vantagem sobre todas as outras crianças, Samuel se depara com algo que não podia imaginar: seus vizinhos estão ajudando a abrir os portões do Inferno para que o Grande Malevolente possa destruir e comandar a Terra. Cabe a ele fazer com que todo mundo acredite no que está para acontecer para que então eles possam impedir isso a tempo.

Lá embaixo, nos lugares obscuros onde as piores coisas se escondiam, um antigo Mal observava a construção do colisor com grande interesse. (...) Entre as criaturas que viviam com ele, era conhecido como o Grande Malevolente. Observava das profundezas do espaço e do tempo (...) enquanto a vida surgia na Terra (..). Queria dar um fim naquilo, mas não podia. (...)
Agora, depois de tanto tempo, ele acabava de dar o primeiro passo. p. 31/32
Comecei o ano dando mais atenção para os infanto-juvenis. Como em 2013 esse gênero foi um dos que mais me agradaram e o que mais levou livros a entrarem na lista de melhores do ano, por que não começar 2014 com ele? Foi exatamente com esse pensamento que eu peguei Os Portões para começar com o pé direito. Já preparada para qualquer decepção, tentei diminuir minhas expectativas ao máximo, mas de nada adiantou. Não que isso seja um problema, afinal, John Connolly veio, cumpriu o que prometia, me conquistou e ainda me deixou querendo muito mais.

Isso acontece porque o autor tem uma narrativa fácil, daquelas que te envolvem e não te deixam parar nem para respirar. É como se o livro fosse uma conversa entre o autor e o leitor, desde o começo até o fim. Isso tudo porque o autor utiliza de um artifício que conquista: a comicidade. Como vocês bem sabem, se um autor não souber utilizá-la da forma certa, isso pode acabar estragando totalmente o livro, principalmente se for por causa da falta de dosagem. Mas John Connolly sabe utilizar esse efeito com maestria. Tanto que em vários pontos do livro tive que parar para rir de tão divertidas que as situações que aconteciam eram.

Os personagens são os grandes responsáveis por isso. Como todo o enredo é baseado na tentativa de não deixar com que os portões do Inferno sejam abertos, nos deparamos com vários demônios ao decorrer do livro. E, com isso, o autor teve liberdade para colocar diversas características que os tornam não só únicos, mas também dignos de empatia com o leitor. Afinal, na grande maioria dos livros, vemos os demônios como seres ruins e acaba por aí, mas Connolly os transforma em personagens que sentem, ou seja, praticamente os humaniza e não deixa espaço para que o leitor duvide que isso seja possível. Além disso, o próprio Samuel é um personagem incrível: um garoto de onze anos maduro que ainda carrega os medos e crenças da infância. O autor trabalhou muito bem em cima disso e esse foi mais um dos grandes diferenciais.

Depois que sua mãe saiu para fazer compras, Samuel passou um tempo à mesa da cozinha, com o queixo apoiado nas mãos, refletindo sobre suas opções. O menino sabia que a sra. Abernathy ou a entidade que agora ocupava seu corpo andava metida com coisas nada boas, mas ele se deparava com um problema vivido por jovens no mundo todo: como convencer os adultos de que você está falando a verdade sobre algo em que eles simplesmente não querem acreditar? p. 79
Mas um detalhe me saltou aos olhos: as notas de rodapé. Essas notas são utilizadas pelo autor ou pela editora para fazer alguma tradução, ou referências a alguma coisa para ambientar melhor o leitor ao enredo. Porém John Connolly, tão original como só ele poderia ser, utiliza as notas de rodapé como uma forma de acrescentar uma visão ironizada do enredo. Ele comenta sobre coisas que os personagens estão fazendo, como se fosse um recado do autor para o leitor, e isso torna o livro bem mais divertido. Achei super legal e depois disso nunca verei as notas de rodapé da mesma maneira.

Os Portões é incrível. É um livro daqueles que, mesmo com altas expectativas, você será surpreendido em algum momento. John Connolly se consagrou como um dos melhores autores que eu já tive a oportunidade de ler e Os Portões já ganhou lugar cativo na estante. Sei que muita gente vai fugir dele por saber que é o primeiro livro de uma trilogia, mas eu recomendo que NÃO façam isso, afinal, o final é bem fechadinho e só deixa aquele gancho para o próximo. E sinceramente, vale MUITO a pena investir nesse livro. Ele é divertido, inusitado, original. Altamente recomendado.

Trilogia Samuel Johnson:

1- Os Portões
2- The Infernals
3- The Creeps 

61 comentários:

  1. Oii, tudo bom?
    Acho que do jeito que você falou do livro é simplesmente impossível não ficar morrendo de vontade de ler!
    Não gosto taaaanto assim de infanto-juvenis, mas pelo jeito que você falou a história parece ser bem legal mesmo assim. Sem contar que, pelo visto, a narrativa é ótima e leve, né? Uma das coisas que eu acho mais importantes em um livro.
    Estou super curiosa agora!

    Beijoss
    Thaís - Instinto de Leitura

    ResponderExcluir
  2. Eu vi este livro na vitrine da livraria, me encantei pela capa. Não sei se pelo vidro, mas ele se destacava dos outros, parecia 3D. Tipo, chamava muito a atenção de todos que passavam.
    Gravei o nome dele pra pesquisar depois. Aí vi uma resenha dele super positiva.
    E agora vejo esta.
    Preciso dizer que minha vontade é ir agora naquela livraria pra buscá-lo??
    A sua resenha já me foi uma linda surpresa. Nem imagino o quanto posso ainda me surpreender com a leitura!
    Mas com certeza sei que vou amar!!!

    Adorei!!

    Bjkas

    Lelê Tapias
    http://topensandoemler.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. também gosto deste estilo literário, e parei para reparar agora e percebi que as minhas leituras do ano passado também foram compostas de vários infanto-juvenis
    é sempre uma leitura ótima, por não ser tão pesada e tudo o mais.
    mas sinceramente, Os portões não me interessaram. não gosto quando os livros são levados para esse lado sobrenatural. tá, acho que diabo não é considerado um ser sobrenatural... ams eu nunca vi, então para mim é hahahaa
    quem sabe uma outra ora eu dê uma chance para a leitura, mas por agora ela não me agrada não...

    ResponderExcluir
  4. Oi, tudo bem?

    Amo livros infanto-juvenis e pelo visto esse é maravilhoso. Sua resenha me deixou bastante curiosa até por que o enredo me pareceu bastante original. Adoro histórias que me surpreendem mesmo quando temos expectativas altas e pelo visto Os Portões é uma dessas histórias.

    Beijos
    aquelaborralheira.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Eu adoro quando os autores usam as notas de rodapé assim, pronto, já me conquistou, quero ler. Adorei tudo o que você escreveu, e como amo infanto juvenil, tenho certeza que vou gostar. Não ligo para começar novas séries, contanto que termine algumas outras, são muitas.

    bjks

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. Olá, Luara!
    Ainda não li nada do autor. Mas, quando li o nome do autor, imediatamente sabia que era o autor de "O livro das coisas perdidas". Isso porque esse livro está na minha lista de desejados faz tempo.
    Agora, sabendo de sua aprovação pelo o autor, não me resta outra alternativa a não ser a adquirir logo todos os livros dele. Hoje, acostumei com o fato de que tudo vira trilogia, então, passei a não me importar com isso.
    Bela resenha"! (;

    P.s: Tinha me atrapalhado no comentário
    Bjs

    Lucas - Carpe Liber
    livrosecontos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. "O Livro das Coisas Perdidas" é um dos livros que mais desejo, e saber que há outro livro do autor me deixou muito ansioso por ler tanto o primeiro citado como este. As capas são lindas de ambos os livros, e as histórias parecem bem envolventes.
    Resenha como sempre muito bem escrita, quero ter a oportunidade de ler. Até mais. http://realidadecaotica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Sério, todas as recomendações que leio sobre esse livro são super positivas, e a sua só me deixou mais empolgado ainda, e tudo o que você escreveu me fisgou de vez. Acho que estou mais do que ansioso pra ler esse livro, que parece ser tudo de bom! E essa frase na capa que casa com o título, haha? Colocando já na lista de desejados!

    Abraços,
    - pensamentosdojoshua.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Oii!!
    É tão bom uma leitura que nos surpreende, estou precisando de uma leitura assim! :/
    Beeijos

    Elidiane
    Leitura entre amigas

    ResponderExcluir
  11. Oii!! Apesar de não ser tão fã de infanto juvenil, gostei muito da sua resenha. O que me chamou a atenção foi o uso das notas de rodapé, que me lembraram um pouco Perdão, Leonard Peacock. Adoro quando o autor faz isso!
    Beijos

    Meu Meio Devaneio

    ResponderExcluir
  12. oi,
    Eu gostei muito da sua indicação, parece ser mto interessante! Gostei dessa nova imagem que o autor tras dos demônios, realmente é dificil ler algo fora do padrão habitual. Estou interessada e não me desanimo por ser uma trilogia, apesar de sempre odiar a espera pelo lançamento do livro no brasil!
    tem postagem nova no blog
    espero sua visita
    bjinhus

    ResponderExcluir
  13. Oi Luara!
    Pela sinopse e pela sua resenha já dá pra ver que é um livro ótimo!!! Adoro livros infanto-juvenis e acho que vou gostar desse.
    A capa também é bem original!

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  14. Já tinha visto esse livro em uma livraria e tinha me encantado com a capa. Agora com a sua resenha vi que não só a capa deve ser linda. rsrsrs Vai entrar para a minha listinha kkkkk Beijooos
    Blog Mais amor, Mais livros
    Página do Facebook
    Canal do Youtube

    ResponderExcluir
  15. Primeira resenha que leio desse book, já me deixou curiosa.
    Bjs
    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. O John Connolly é muito amor. Amo a maneira como ele escreve e desenvolve tanto a narrativa quanto os personagens. Reforço sua dica: todos deveriam ler os livros dele, são incríveis e valem muito a pena. :)
    Ainda não li Os Portões, mas espero lê-lo em breve. Aliás, essa capa é linda!

    Beijocas, Lu.
    http://artesaliteraria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  17. Oi, Luara!
    Confesso que não conhecia essa trilogia, mas gosto muito de infantojuvenis.
    PS: Desejo que a sua ressaca literária acabe logo...rs.

    Beijos,
    Sorteio de livro

    ResponderExcluir
  18. Oi Luara!!! Tu sempre faz com que eu aumente minha listinha de compras!
    Adorei tua resenha e fiquei super interessada no livro, adoro livros que me surpreendem e tenho certeza que vou gostar desse!
    Um beijão e parabéns pela resenha!

    Lara - Magia Literária

    ResponderExcluir
  19. Ai que capaaa *----*
    Adorei a resenha, como sempre.
    Fiquei louca pra ler, minha listinha de desejados já está enooorme, vou dar um jeito de ler esse também.
    Beijos sua linda!!

    http://umaleitoravoraz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Oi Lu :)
    Não conhecia o livro e a capa foi o que me chamou atenção logo de cara.
    Achei a história bem original e sua resenha empolgou. Achei bem bacana os detalhes das notas de rodapé, deve tornar a leitura bem mais divertida.
    Beijos
    http://www.coisasdemeninas.blog.br/

    ResponderExcluir
  21. Oii ^^
    Já me apaixonei pela capa...rsrs', não tinha percebido que era um rosto no portão até olhar novamente *-*, adorei!
    Não conhecia esse livro, mas já tinha lido alguma coisa sobre o autor, mas nada que me deixasse curiosa. Os portões entrou para minha listinha de desejados (que não pára de crescer *-*). Adorei a resenha ^^ ultimamente não tenho lido muitos livros juvenis, mas gostei bastante deste.
    MilkMilks
    DM
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  22. Então, a sua resenha foi tão legal e entusiasmada que é impossível não ter vontade de ler. Eu tava até pensando em marcar como desejado no skoob (o que, pra mim, significa que eu realmente quero ele), até ver que é uma trilogia. :/ Esse ano pretendo ler só livros únicos, trilogias/séries me cansam. :(

    sendoempapel.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  23. Oi Luara! Não conhecia esse livro. Achei bem interessante essa série. Vou colocar já nos meus desejados *.*
    Bjos

    Samy
    http://livroscomresenhas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  24. Oie!
    Você realmente conseguiu me deixar curiosa para ler o livro, porque se eu fosse só pela capa, não o leria.
    Adoreii sua resenha.

    Beijos*

    ResponderExcluir
  25. Tenho muita vontade de ler este livro, mas os preços dessa editora realmente não ajudam =/. Adoro a premissa do livro e tenho vontade de ler! A capa é linda =)).

    memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  26. Não conhecia a trilogia mas já gostei do enredo.
    A história é bem original e amei o modo como você 'disse' que o autor usar as notas de rodapé, me encantou.
    Com certeza vai para a lista de desejados, principalmente porque amo trilogias/séries.
    Amei a resenha.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  27. Também adoro ser surpreendida por um livro ♥ Uma das melhores coisas, né? Vira meu favorito na certa...
    E fiquei curiosa com essa história.
    Ótima resenha :D
    Beijos = http://otoemduvida.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  28. Esse capa é de apaixonar, os livros da bertrand são demais. Uma trilogia de arrasar
    amei.
    http://aprenderaaler.blogspot.com.br/
    beijooos

    ResponderExcluir
  29. Depois de tantos elogios é impossível não por esse livro na lista de desejados!
    Ainda mais porque amo livros do gênero *O*
    Quem sabe não entra na minha lista de melhores de 2014 também? *-*
    Beijinhos,
    Paula
    http://www.interacaoliteraria.com/

    ResponderExcluir
  30. Adoro infantos, sempre me surpreendo, fora que sempre é uma leitura leve, né?
    Livro adicionado nos desejados!
    apenas-um-vicio.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  31. Eu adoro infanto-juvenis mas também não li O livro das coisas perdidas ainda, apesar de ter muita vontade mesmo, agora tenho mais um livro para acrescentar à minha longa lista de desejados a cada livro lido surgem 5 mais.

    ResponderExcluir
  32. Pela sua resenha e nossos gostos em comum esse livro deve ser incrível, estou com mais vontade de ler <3

    ResponderExcluir
  33. Eu realmente não conhecia este livro, mas parece ser um livro muito bom e com uma história muito interessante.

    Beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  34. Oi,
    Nossa que capa mais linda!! Confesso que achei a história mt interessante!
    Bjs!
    Viciados Pela Leitura

    ResponderExcluir
  35. Se você gostou tanto assim, acho que se eu ler, apesar de não fazer o meu gênero, vou me surpreender.

    ResponderExcluir
  36. Adorei a resenha, amo livros nesse estilo, fora que me fez lembrar duas animações Frankweenie do Tim Burton e Para Norman. Vou adorar lê-lo :)


    Conversas de Alcova

    ResponderExcluir
  37. Ainda não tinha ouvido falar do livro, mas a premissa é realmente muito interessante. Gostei muito da forma como a resenha consegue passar as informações da história sem mencionar pontos cruciais em spoiller. Espero que possa executar a leitura em breve.

    ResponderExcluir
  38. Gostei da premissa desse infanto-juvenil, meio sinistro e ao mesmo tempo divertido; bem diferente!
    Ah, eu costumo fugir de séries; essa só pretendo ler um dia, talvez, quando lançar todos volumes aqui.

    ResponderExcluir
  39. REALMENTE. Parece surpreender do início ao fim. Só pela resenha já dá pra perceber isso.
    Um livro infanto-juvenil que parece dar bastante medo rs.
    Adorei demais.

    M&N | Desbrava(dores) de Livros

    ResponderExcluir
  40. Nossa! Adorei a resenha, não conhecia o livro, mas entrou para a minha wish list #jaquero
    Os livros infanto-juvenil são meio relegados, mas adoro livros assim, ás vezes, um romance adulto não se sustenta e não tem uma história tão boa. O livro parece ser surpreendente, adorei as surpresas que traz como a humanização dos demônios, Samuel e as notas de rodapé. Fiquei empolgada para ler.

    ResponderExcluir
  41. Fiquei extremamente interessada neste livro depois de ler essa resenha, e queria MUITO ganhá-lo na promoção! Quero muito ler ele logo..

    ResponderExcluir
  42. A primeira vez que vi esse livro foi na livraria no finalzinho do ano passado e o meu primeiro pensamento foi: que capa linda! Depois fui ler a sinopse e fiquei com muita vontade de lê-lo, mas infelizmente não pude levá-lo para casa (problema$ pe$$oai$, se é que você me entende, hahaha). Agora, depois de saber que ele é tão bom assim, fiquei com mais vontade de ler ainda. Quem sabe eu consiga comprá-lo em alguma promoção, porque ele é bem carinho - tanto na livraria física, quanto online.
    Adorei a resenha! Mal posso esperar par ler o livro.

    Um beijo!
    http://lereaminhapraia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  43. Eu tinha visto esse livro hoje e fiquei louco por ele, ele pareceu ser bem legal... ainda mais com essas sua resenha arrebatadora hahah
    Enfim, esse livro vai estar na minha próxima Wishlist!

    Até mais!
    Otávio Braga || bookolicos.com

    ResponderExcluir
  44. Uau! Quero começar primeiro pela capa. Diz que a capa nao é digna? rs É muito bonita e é uma ilustraçao super bem feita e com cores bem vivas. Me interessei bastante pelo livro e ainda mais ao saber que o animal, cachorro, é o seu ''melhor amigo''. Gosto bastante dessa relaçao humano-animal s2. Quero muito ler, depois da sua resenha, fiquei bastante curioso! Essas criaturas ai sombrias, credo! Quero ler pra ver no que isso vai dar e o que o garoto vai fazer hehehe, só lendo msm.

    http://leitoresfeedback.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  45. A história parece ser bem original e interessante, mas confesso que o que mais me chamou a atenção foi essa coisa das notas de rodapé! Quero ler só pra ver o que elas dizem, hahahaha. E a capa também é linda! Mas realmente, só por ser série, já fico com um pé atrás... Talvez quando eu terminar todas as que estou lendo, eu comece essa. Até porque os outros livros ainda não foram lançados e eu fico pra morrer qdo isso acontece.
    Outro bom uso de notas de rodapé é em Fiquei Com Seu Número, em que a Poppy usa as notas de rodapé pra fazer seus comentários. Adoro!

    Bjs, Lu!
    http://nasquartasusamosrosa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  46. Oi! Vc escreveu muito bem sobre o livro, ficou bem interessante a resenha, gostei do seu texto. E me pareceu beeeem legal de ler, estou precisando de um infanto-juvenil divertido pra mim!! ^.^ Eu adoro.

    Luciana
    Folhas de Sonhos artesanatos

    ResponderExcluir
  47. Eu estou colecionando livros do John Connolly na minha lista de desejados. Primeiro foi "O Livro das Coisas Perdidas" e agora "Os Portões". Primeiramente as capas da Bertrand estão sensacionais e chamam muita atenção (apenas por isso que me interessei em saber do que se tratava a história) e depois de ler a sinopse fiquei com mais vontade ainda de me aventurar com Samuel....

    ResponderExcluir
  48. Eu já estava a fim de ler algo do John Connolly desde que li resenhas sobre "O livro das coisas perdidas". Adoro personagens que são considerados "estranhos". Esse comentário sobre notas de rodapé me fez lembrar de "Perdão, Leonard Peacock". Você já leu? O Matthew Quick também usa as notas para fazer observações sarcásticas. Se não leu, fica a dica ;)
    bjo

    ResponderExcluir
  49. Meu Deus, com essa resenha fiquei com uma vontade enoorme de ler esse livro. E agora? Ficarei lombrigada kkk Sua resenha foi incrível, foi tipo: A RESENHA, aquela que incentiva todos a lerem o livro e agora eu quero o livro, mas a grana está pouca, como faz? Maldade isso :c Enfim, parabéns, bela resenha ;)

    ResponderExcluir
  50. Luuuuuuuuu <3

    Amei a resenha *-*
    A capa do livro é super chamativa, eu já compraria de cara haha
    Adoro livros infantojuvenis, justamente pela narrativa leve e envolvente. Ótimo entretenimento.

    Já está na wishlist.

    ResponderExcluir
  51. Eu amo livros divertidos, acho que o último livro que li e me fez dar gargalhadas foi A Vez da Minha Vida, e adoro livros assim, mas confesso: é difícil encontrar um livro divertido, fluído e engraçado sem ser forçado e apelativo. Acredito que é por isso que sua resenha me deixou super e totalmente ansiosa para ler Os Portões... ai meu Deus, vai mais um pra listinha de desejados.

    xoxo
    Mila F.
    @camila_marcia
    De Livro em Livro
    Devaneios Fugazes

    ResponderExcluir
  52. Oi, realmente depois de ler a resenha fiquei super curiosa.
    Gostei muito do texto bem legal :)

    ResponderExcluir
  53. Fiquei com muita muita muita vontade de ler este livro. E a capa é linda *-*

    ResponderExcluir
  54. Realmente não tem coisa melhor do que começar o ano com uma das melhores leituras. Quando um autor tem todas essas características que você colocou, tem mais é que ser lembrado em todos os seus livros lançados. Espero ter a oportunidade de ler algo dele em breve.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  55. Fiquei mega curiosa para ler esse livro, parece ser muito legal *-*
    Parabéns pela resenha e obrigada pela dica de leitura.
    Beijinhos ^-^

    ResponderExcluir
  56. Pela sua resenha já fiquei com vontade de ler, ainda mais envolvendo algo sobrenatural, com humor e mistério, deve com certeza ser uma leitura interessante!

    ResponderExcluir
  57. Ótima resenha, parabéns! Já vi várias resenhas deste livro e a sua me deixou com ainda mais vontade de ler. Acho esse livro mega interessante e com certeza já está na minha lista de desejados.

    ResponderExcluir
  58. Esse é só mais um dos autores que estão na minha lista de must read, adoro infanto-juvenis com conteúdo bacana. Estou há um tempão querendo ler mais uma para a minha lista de desejados.

    ResponderExcluir
  59. Adorei a resenha, Lu!! Muitaaaaa vontade de ler agoraaaaa!!!!! hauhauhaa

    O Mathew Quick em Perdão, Leonard Peacock também usou as notas de rodapé para comentários complementares do personagem! Também adorei o mecanismo!

    bjokas!

    ResponderExcluir
  60. comprei ele hoje na livraria e comecei a ler..gostei, apesar de não gostar de trilogias vamos ver se compro as próximas !

    ResponderExcluir
  61. Vou te dizer porque os livros de John Connolly estão na minha lista de compras: As capas são lindas - sim, eu sei que isso é um pouco fútil e ridículo mas... eu não consigo deixar de ter um certo receio antes de comprar infantos-juvenis - esse é um dos motivos por entrar ano e sair ano e os livros dele caírem no fim da lista, o outro motivo é o fato de que depois de descobrir que é uma trilogia e logo eu que adoro trilogias mas estou na fase da vida de estar sem saco pra ler... AHHH!!
    Porém, depois dessa resenha acho até que vou dar uma chance ao Samuel

    ResponderExcluir