02/07/2014

Resenha: O Lírio Dourado

Título: O Lírio Dourado (Bloodlines #2)
Autora: Richelle Mead
Editora: Seguinte
Páginas: 424
Em sua última missão, a alquimista Sydney Sage foi enviada a um colégio interno na Califórnia para proteger a princesa Moroi Jill Dragomir, e assim evitar uma guerra civil entre os vampiros que certamente afetaria a humanidade. Porém, a convivência com Jill, Eddie e principalmente Adrian leva Sydney a perceber que talvez os Moroi não sejam criaturas tão terríveis assim - e ela passa a questionar os dogmas que lhe foram ensinados desde a infância. Tudo se torna ainda mais complicado quando Sydney descobre que talvez tenha a chave para evitar a transformação em Strigoi, vampiros malignos e imortais, mas esse poder mágico a assusta. Igualmente difícil é seu novo romance com Brayden, um cara bonito e inteligente que parece combinar com Sydney em todos os sentidos. Porém, por mais perfeito que ele seja, Sydney se sente atraída por outra pessoa - alguém proibido para ela. E quando um segredo chocante ameaça deixar o mundo dos vampiros em pedaços, a lealdade de Sydney será colocada mais uma vez à prova. Ela confiará nos alquimistas ou em seu coração?


Depois da minha decepção com Laços de Sangue, fiquei receosa quanto a série Bloodlines. Eu tinha altas expectativas para ela, ainda mais porque falavam tão bem da autora, Richelle Mead, mas, após o primeiro livro ter sido parado e sem nada empolgante – nem o casal principal –, fiquei em dúvida se leria ou não O Lírio Dourado. Após algumas insistências, finalmente dei uma chance, mas sem esperar absolutamente nada. E não é que esse livro mudou TOTALMENTE a minha visão? Estou completamente apaixonada e muito arrependida de não ter lido este livro antes.

Quando se passa a maior parte do tempo vivendo entre vampiros e meio-vampiros, transportando-os para que consigam sangue, e ocultando a existência deles do resto do mundo... bem, isso meio que dá uma perspectiva diferente da vida. Já havia presenciado batalhas sangrentas entre vampiros e visto proezas mágicas que desafiavam todas as leis da física que eu conhecia. A minha vida era uma luta constante para reprimir meu medo do inexplicável e tentar, desesperadamente, encontrar uma maneira de explicá-lo. p. 7/8
Vamos aos fatos: por mais que eu tenha me identificado com Sydney no primeiro livro, a alquimista que está encarregada da missão de proteger os vampiros Moroi, foi só em O Lírio Dourado que ela finalmente me conquistou. Em Laços de Sangue temos uma personagem muito inocente e que na maior parte das vezes aceita o que lhe é dito. Já em neste segundo volume, há um amadurecimento visível dela, já que agora as situações são diferentes e ela tem que lidar com coisas que vão além do que ela conhecia até então. Esse foi o passo inicial para que a série começasse a tomar um rumo diferente para mim.

Outro ponto foi que finalmente o romance deslanchou. Como eu li Bloodlines sem ter lido Academia de Vampiros, a série original, eu ainda não tinha o feeling que muitos leitores antigos da autora tiveram com o Adrian. Ele foi – e continua sendo – uma descoberta em doses homeopáticas. Em diversos momentos, o considero um egoísta e impulsivo, porém, em outras situações, não há como não suspirar e se apaixonar com algumas atitudes dele. Neste segundo volume essas boas características estão realçadas e é por isso que finalmente consegui ver um futuro promissor para isso.

Uma das coisas que me encantam no universo da série é a grande quantidade de elementos que temos. É uma mitologia muito rica, tanto dentro da linha dos alquimistas, quanto a dos vampiros e até o dos humanos. A cada livro que passa isso é ainda mais explorado. A autora conseguiu fazer com que esses vários ingredientes encontrassem um equilíbrio dentro do enredo e essa é uma das coisas que me deixam mais curiosa para ler os próximos volumes.

Porém eu ainda não consegui me adaptar a narrativa da Richelle Mead. Apesar de ela ser muito bem construída e ter me envolvido bastante, ela é muito arrastada, principalmente na primeira metade, quando a ação ainda não chegou em seu ápice. Esse já tinha sido um ponto que havia prejudicado minha leitura com Laços de Sangue (que era um livro introdutório e por isso dei uma chance para o que viria a seguir) e ocorreu de novo no segundo volume. Provavelmente isso também ocorrerá nos próximos volumes e dessa vez estarei preparada para o que vier, ainda que eu esteja torcendo para que a autora melhore nesse ponto.

Adrian sempre tinha um sorriso e uma gracinha na ponta da língua, mesmo que fosse irreverentes ou inapropriados demais. Eu tinha me acostumado com aquilo. Até gostava. p. 47
O Lírio Dourado veio e mudou completamente minha visão para a série Bloodlines. Ao contrário do primeiro volume, nesse vemos muito mais ação e isso torna a série muito mais promissora do que parecia a princípio. Como agora o romance está começando a tomar forma e o crescimento da protagonista é visível de livro para livro, finalmente a série está me cativando. Nem preciso dizer que estou muito ansiosa para o que me aguarda no próximo volume, não é mesmo? Vale lembrar que O Feitiço Azul já foi lançado aqui no Brasil pela Editora Seguinte

Série Bloodlines

1 - Laços de Sangue
2 - O Lírio Dourado
3 - O Feitiço Azul
4 - The Fiery Heart
5 - Silver Shadows
6 - The Ruby Circle

16 comentários:

  1. Oi Luara, tudo bem?
    Ainda não terminei a série VA, por isso não li todos os detalhes das resenhas...
    Infelizmente não gostei muito da primeira aparição da Sydney que li, mas espero que me simpatize mais com ela em Bloodlines.
    Já Adrian, é um caso a parte... Estou in love ♥ com ele agora no final do 4º livro da série, mas já sei que ele não ficará com a Rose, então estou ansiosa para começar logo a ler Bloodlines e conhecer melhor o Adrian e a Sydney!
    Assim como você, gosto de livros com bastante ação, então espero não me decepcionar com as expectativas que deposito em Laços de Sangue. Vamos ver!
    Beijos e boas leituras!

    ResponderExcluir
  2. Oi Laura, tudo bem?
    Passei tanto tempo sem vir aqui, né? Super senti falta de suas resenhas, mas infelizmente sem net e tempo para blogar. Estou passando para avisar que finalmente o blog está de volta e cheio de novidades, vem conferir!

    Abraços,
    http://therevolucaonerd.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Oi Luara,
    Tbm estou acompanhando Bloodlines sem ter lido AV e estou gostando bastante. O segundo livro deu um salto gigantesco de qualidade se comparado com o primeiro, tanto pela evolução da protagonista, tanto por contar com mais ação e reviravoltas. Acho a narrativa da richelle bastante envolvente, do tipo q te faz ler por mais de 50 páginas sem nem perceber. Estou com bastante expectativa para o próximo livro.
    Abraço,
    Alê
    www.alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Oii Luara,
    não sou muito fã de tramas sobrenaturais, mas vejo tantos comentários positivos desta série, que tenho curiosidade em ler!
    e cara, olha essas capas! como não desejar os livros só por causa delas?? hahahaha
    pretendo ler o primeiro logo para ver o que acho da série. espero gostar como todo mundo está gostando :D

    ResponderExcluir
  5. Estou muito querendo ler essa série. Já tenho os livros na minha listinha já faz algum tempo. Quento a sua resenha, gostei muito e a ler, só fez aumentar a minha vontade de ler o livro.

    ResponderExcluir
  6. Falta-me o ultimo livro da serie VA e O Feitiço Azul. Sou daquelas que só começa a ler uma saga quando tenho todos os livros.Detesto esperar continuações, esqueço metade da historia e tenho de reler tudo. Assim, já viu...vou ouvindo e lendo os comentarios e ficando ou não com expectativas. Testou bem calma quanto a essa serie. Amei as capas, achei lindas, se a historia for boa, melhor ainda. Agora é aguardar e pelo que vc mostrou são 6 livros, vou sentar porque acho que vou cansar. rsrsrs. Bjkssss

    ResponderExcluir
  7. Eu só li o primeiro de VA. E quero terminar a série antes de começar essa outra. Mas, parece bem legal. Ainda não tenho ideia de quem é Adrian. Minha amiga fala dia e noite, e eu fico calado. HAHAHAH Achei legal a mitologia que envolve essa série, alquimistas e tal, parece ser bem legal. Eu gosto da ambientação de Mead.

    Essa capa é tão <3. Beijo!

    ResponderExcluir
  8. Como disse no outro post, nunca leria nada relacionado a vampiros. De qualquer forma, é uma pena que a narrativa de Richelle não tenha te agradado. Isso certamente criaria um empecilho se ela lançasse um livro com outra temática!

    Clara
    @clarabsantos
    clarabeatrizsantos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Confesso que não estou muito ansioso pela série. Esse ano fui num evento do livro e a galera delirava, porém muitos insistiam para lermos este, apenas após a leitura da série ADV. Quem sabe um dia, ne? Bjs

    ResponderExcluir
  10. Tentei pescar suas opiniões pela resenha, já que ainda não li o volume um e tenho medo dos spoilers hahahah
    (Quem sabe um dia não dou uma chance à literatura sobrenatural, né?)

    Beijos!

    ResponderExcluir
  11. Confesso que não acompanho muito esse tipo de leitura... mas sabe quando você sente que não "gosta" de tal livro só porque não teve a oportunidade de conhecer "A" história? Acho que essa série tem tudo para mudar minha visão sobre esses romances sobrenaturais.

    ResponderExcluir
  12. Oiii, ainda não me perdoo por não ter começado Academia de Vampiros ainda, mesmo ouvindo tantos elogios! Então, eu também já conheço a série Bloodlines, ainda não li também porque queria ler Academia de Vampiros primeiro. Algumas pessoas me dizem que gostam mais de Bloodlines do que a anterior, só posso montar minha opinião quando ler. Sou apaixonada por esses universos mágicos que envolvem vampiros, alquimistas... Espero lê-los o mais rápido possível!
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Ainda não conhecia o trabalho da autora e nem o livro.
    Confesso que estou super interessada em ler aos livros da série.
    Parece ser uma leitura muito envolvente e interessante.
    Gosto muito de livros que falem sobre vampiros, imortais, monstros e etc.

    ResponderExcluir
  14. Eu estou muito curiosa com essa série, li a resenha e fiquei mais ainda, não tive uma experiencia muito boa com VA mas vou tirar um tempo para reler e ver se prende minha atenção. Já estou com Bloodlines na minha lista e pretendo lê-los logo. bjs

    ResponderExcluir
  15. Oi, Lu!

    Os livros da Richelle são meio assim mesmo. O primeiro livro é mais uma apresentação do universo programado pela autora, aí do segundo em diante é que rola a ação que a gente gosta. <3

    Ainda não li Laços de Sangue, mas vou comprar assim que ler Último Sacrifício.

    Beijão,

    Natalia Leal
    Páginas Encantadas
    http://www.paginas-encantadas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. Estou no primeiro livro de VA e acredite, faz dois meses, uma amiga disse que melhora, então comprei o box.

    http://amordelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir