28/09/2014

Resenha: EmBuscaDoAmor.com

Título: EmBuscaDoAmor.com
Autora: Emma Garcia
Editora: Bertrand Brasil
Páginas: 364
Quando seu noivo, Rob, rompe o noivado pela terceira vez, Viv faz o que qualquer garota faria: procura as respostas para suas angústias no Google. Ao deparar com inúmeras histórias de abandono e sofrimento, ela decide criar seu próprio site de autoajuda para pessoas que tiveram o coração partido. Mas, depois de passar pelos três estágios essenciais do rompimento (negação, vodca e um corte de cabelo desastroso), Viv começa a acreditar que ainda não é tarde demais para tentar – e conseguir – reconquistar Rob. Quando tudo sai de controle, após uma embriagada declaração de amor em um momento extremamente inapropriado, seu melhor amigo – o desajeitado Max, um pinguço movido a tequila – é quem está lá para tentar recolher os pedacinhos que sobraram de Viv e colocar tudo de volta no lugar. Agora – depois de fazer uma gigantesca escolha errada e ganhar um ex-noivo –, ela precisa encarar a seguinte questão: Qual é a maior loucura que você faria por amor?

Vocês precisam saber de uma coisa: eu sou uma das pessoas mais românticas do mundo. Talvez seja por isso que eu sempre acabo torcendo por aquele casal que tinha tudo para dar errado e sou a melhor companhia para ver um filme de comédia romântica. Então, como consequência, os chick-lits estão no topo da minha lista de leituras queridinhas e que sempre me salvam quando estou NAQUELA ressaca literária. EmBuscaDoAmor.com veio em um momento em que eu precisava de algo mais leve para que meu ritmo de leitura voltasse. E não é que foi o livro certo para isso? Humor e romance na medida certa!

Viv Summers sempre sonhou em se casar e ter estabilidade na vida. Ela está em um relacionamento com Rob, um homem rico, bonito e de fazer inveja em qualquer um, e mesmo depois de ele cancelar o casamento duas vezes, ela continua insistindo nesse relacionamento. Porém, quando ela cancela pela terceira vez, ela resolve “seguir em frente”. Afinal, ele tinha que correr atrás dela... Não tinha? Ela só não esperava que ele fosse aparecer com outra mulher um mês depois do término e que isso iria abalar todas as estruturas de sua vida. Agora ela precisa encontrar um rumo, antes que tudo se desmorone ao seu redor.

Eu me pego pesquisando sobre pessoas que sofrem por amor. Estou obcecada por elas. Tenho reunido detalhes de rompimentos alheios e pesquiso palavras no Google, como “desilusão amorosa”, “solteirona” e “pé na bunda” para ver o que encontro por aí. (...) Então comecei a pensar que deveria reunir tudo em um site. Acredito que será algo que pode trazer esperança e alegria, pode até ser engraçado, como uma revista on-line sobre relacionamentos. O tipo de lugar onde a autoajuda se mistura com a dor de cotovelo, se é que isso faz sentido. p. 12

Tá, sejamos sinceros: está cada vez mais difícil encontrar uma comédia romântica ou chick-lit que tenha algo original. Mas a questão é que, quem gosta do gênero, sempre vai querer mais, mesmo que seja só uma variação dos clichês que permeiam aquela velha história que todos nós já conhecemos. E bom, eu sou exatamente assim.  Foi por isso que peguei EmBuscaDoAmor.com para ler, pois, como tinha baixas expectativas, parecia ser a solução perfeita para acabar com minha ressaca literária, pois não seria uma grande decepção caso não fosse legal. O que eu não esperava era que eu fosse me surpreender tanto com o livro.

Um dos grandes motivos de isso ter acontecido foi a mudança de perspectiva que esse livro tem em relação a outros dentro do gênero: a autora Emma Garcia aborda as consequências ruins que uma relação construída em cima dos motivos errados pode acarretar. Então vemos a vida pessoal e profissional de Viv desmoronar enquanto ela tenta lidar com toda a situação da melhor forma possível, afinal, nem ela mesmo sabe o que realmente quer. Essa confusão juntamente com as situações típicas do gênero são o que trazem todo o humor para o livro, que chega a ser sarcástico em algumas partes autodepreciativas da protagonista – e é claro que essa foi uma das coisas que eu mais gostei.

Isso se deve a forma como a autora construiu Viv, a protagonista. Não vou mentir para vocês: várias de suas atitudes me deixaram extremamente irritada (o que foi acentuado pela narrativa em primeira pessoa) e me deram vontade de entrar no livro para fazer com que ela caísse na real, porém você percebe que ela tem uma humanidade além do esperado, pois por mais que tente parecer forte, a insegurança toma conta de sua vida. Então, como sempre acaba acontecendo nesses casos, a empatia com ela cresce à medida que as coisas vão dando cada vez mais errado e ela se mete nas furadas mais improváveis.

Bebo mais vodca, pego o telefone e vejo a luz esverdeada na tela. Digo o nome de Rob e o sussurro de novo. Procuro o nome dele na lista de contatos. Se eu pudesse apenas explicar para ele, escutar sua voz, ele viria. Não me deixaria sofrer, certamente. Ele viria. Escuto a gravação na secretária eletrônica (...). Aquela voz linda, linda. Só quero escutá-la dizendo meu nome. Desligo e ligo de novo. (...) E de novo. E de novo. E de novo e mais algumas vezes. p. 132/133
Mas, a melhor parte, e que poderia ter sido mais explorada, é parte do site, que dá título ao livro. EmBuscaDoAmor.com é um site criado por Viv que reúne várias pessoas que estão passando por algum tipo de desilusão amorosa, afinal, sofrer com alguém é sempre mais fácil do que sofrer sozinho, não é verdade? Em todo começo de capítulo temos algum pedacinho desse site e ele é tão bacana e engraçado que deveria ter tido um pouco mais de destaque além desses flashes no começo dos capítulos. Mas, ainda assim, a ideia é genial e aposto que faria muito sucesso aqui no Brasil caso fosse real.


EmBuscaDoAmor.com é um desses livros que acabam te ganhando sem você ao menos perceber. Você se vê envolvido e acaba se colocando no lugar da protagonista, pois, afinal, quem nunca passou por uma desilusão amorosa? Isso acaba criando uma empatia do leitor para com a história e acabamos esperando que tudo acabe certo, mesmo que às vezes Viv não mereça essa torcida toda. Para quem gosta romances água com açúcar e muito bem humorado. Se você está procurando uma ótima leitura para passar aquela tarde de domingo, é muito mais que recomendado! <3 

26/09/2014

Concurso: Ganhe um curso de autopublicação!







Quer ampliar seus conhecimentos sobre autopublicação e aumentar suas chances no mercado editorial? O Estante Vertical, juntamente com outros blogs*, vai presentear dois leitores com uma inscrição cada (em São Paulo, no dia 14/10, ou no Rio de Janeiro, em 07/10) para o curso "Autopublicação: planejamento, gerência, produção e marketing", ministrado por profissionais experientes do mercado e apoiado pela comunidade literária Widbook.

O valor dos cursos é de R$420. Para concorrer às inscrições gratuitas, deixe um comentário neste post, contendo o seu nome, cidade onde quer fazer o curso (São Paulo ou Rio de Janeiro) e uma frase de até 50 palavras respondendo à pergunta: Por que você acha importante fazer este curso?

Você pode participar até meia-noite de quinta-feira, 2 de outubro. As melhores frases serão escolhidas pelos blogs e pela equipe do Widbook, e premiadas com as inscrições. O anúncio do resultado será feito na sexta, dia 3.
Pedimos que somente pessoas REALMENTE interessadas e com possibilidade de comparecer a um dos cursos (SP ou RJ) entre nesta competição, para não tirar lugar de quem realmente queira ou possa ir. 

* Os blogs participantes são: Viaje na Leitura, Estante Vertical, Seguindo o Coelho Branco, Doce Letras, OverShock e Cafeína Literária.

Veja abaixo os detalhes dos cursos:

TURMA RIO DE JANEIRO - 07 de outubro de 2014
Horário: 9h às 18h
Local: Sala de Multimídia da Academia Brasileira de Letras - Palácio Austregésilo de Athayde - Av Presidente Wilson, 231, 2o andar, Centro, Rio de Janeiro, RJ.
Clique aqui e confira mais informações sobre o curso!

TURMA SÃO PAULO - 14 de outubro de 2014
Horário: 9h às 18h
Local: Academia Paulista de Letras - Largo do Arouche, 312 / 324, Repúbica, São Paulo, SP
Clique aqui e confira mais informações sobre o curso!

21/09/2014

3 anos do Estante Vertical


3 anos. NOSSA!
São 1096 dias (sendo que foi um ano bissexto). 1096 dias que eu me dedico a esse lugar tão especial para mim.
Por mais que eu tenha pensado em várias formas de esse post não acabar naquele mesmo clichê de agradecer, de contar um pouco sobre tudo... Não consegui. Sabe quando a gente vai ficando velho e vai contando as mesmas histórias porque elas significam muito (e depois tendo que ouvir que já contou aquela história)? Pois é. É mais ou menos isso.

O Estante Vertical veio como uma oportunidade de poder me expressar sobre aquilo que eu gostava. Na época eu quase não tinha amigos que liam e, bom, quem é leitor sabe o quanto a gente precisa compartilhar com alguém aqueles sentimentos que nos afligem quando lemos um livro EXTREMAMENTE bom (ou ruim). Só que eu não imaginava a proporção que isso iria tomar. Não imaginava que o blog fosse crescer de tal forma e, sendo totalmente sincera, eu pensava que não iria passar de um mês, dois no máximo, uma vez que eu nunca tinha tido empolgação e determinação para manter um blog por muito tempo.

Pois eis que esse durou. 3 anos. 1096 dias. Eu queria que vocês tivessem um pouquinho de noção do quanto a minha vida mudou nesse tempo e do quanto eu mudei também. Parece que aquela Luara de 17 anos que começou um blog em um dia que não tinha nada para fazer viveu em outra era. Tá, talvez eu esteja exagerando um pouco, mas é assim que eu me sinto. O Estante Vertical me trouxe tanta coisa que eu não consigo nem ter noção de como vida seria se aquele 21 de setembro de 2011 não tivesse sido exatamente do jeito que foi.

Hoje eu agradeço principalmente pelas pessoas que o blog me trouxe, pessoas incríveis que estão a quilômetros de distância de mim, mas que são tão importantes que eu não sei nem por onde começar a descrever o que sinto por elas. Essas pessoas entraram na minha vida de tal forma que vou levá-las comigo para sempre. Elas me fizeram crescer, me mostraram novas visões de mundo, me ensinaram a lidar com meus sentimentos e que, não importa o que aconteça, sempre estão lá por mim. Afinal, quem disse que amizade se importa com distância? 

Para falar a verdade, todas as pessoas que já passaram pelo blog deixaram uma impressão em mim, inclusive você que está lendo isso. Sinceramente, muito obrigada por fazer parte da minha vida. Obrigada por ter feito parte do caminho que me trouxe até onde eu estou hoje e por ter me dado apoio e inspiração para continuar escrevendo e postando mesmo com todas as dificuldades que estou enfrentando. Obrigada, obrigada, obrigada.

Tudo o que eu desejo é que venham mais dois, três, quatro anos para o Estante Vertical. Esse lugar já é parte de mim e eu só desejo que ele continue crescendo e me enchendo de orgulho. Tá, comecei a parecer com aquelas mães babonas, então acho melhor para por aqui.

Para vocês, eu não tenho o que dizer além de obrigada. Por tudo.

08/09/2014

Resenha: A Escolha

Título: A Escolha (A Seleção #3)
Autora: Kiera Cass
Editora: Seguinte
Páginas: 352
A Seleção mudou a vida de trinta e cinco meninas para sempre. E agora, chegou a hora de uma ser escolhida. America nunca sonhou que iria encontrar-se em qualquer lugar perto da coroa ou do coração do Príncipe Maxon. Mas à medida que a competição se aproxima de seu final e as ameaças de fora das paredes do palácio se tornam mais perigosas, América percebe o quanto ela tem a perder e quanto ela terá que lutar para o futuro que ela quer. Desde a primeira página da seleção, este best-seller #1 do New York Times capturou os corações dos leitores e os levou em uma viagem cativante ... Agora, em A Escolha, Kiera Cass oferece uma conclusão satisfatória e inesquecível, que vai manter os leitores suspirando sobre este eletrizante conto de fadas muito depois da última página é virada.


Fiquei mais de um ano esperando A Escolha. Quem me conhece sabe que eu me apaixonei por A Seleção e que eu li A Elite em horas, só pelo desespero de saber o que aconteceria a seguir. Desde então, fiquei órfã da série e só esperando que o 1 ano e 2 meses que esperei por esse livro passassem o mais rápido possível. Pois eis que chegou o momento, o tão aguardado livro finalmente chegou a minhas mãos. Vamos ser sinceros: para quem é fã da trilogia, não tinha como não ficar ansioso pelo último livro. A minha expectativa era enorme e eu não consegui controlar o turbilhão de sentimentos que nos atropela quando estamos prestes a terminar uma história que nos acompanhou por tanto tempo. Quando o meu exemplar chegou, fiquei alguns minutos só observando a capa linda e abraçando esse livro como se não houvesse amanhã, eis que começo a ler. Só o que eu não esperava era a decepção que eu ia ter logo nas primeiras páginas. Kiera Cass, o que você tinha na cabeça?

A seleção já durava meses, e agora finalmente podíamos enxergar os verdadeiros objetivos de cada uma na competição. Agora todas sabíamos qual era a relação das concorrentes com Maxon - pelo menos em parte-, e era possível compará-las. p. 31
Desde o primeiro livro, o grande diferencial da série para mim era a protagonista, America. Ela começa em A Seleção sendo uma protagonista forte, com opiniões formadas e que coloca a família acima de tudo. Como vocês bem sabem, essa quebra do padrão de mocinhas indefesas sempre me atraiu e vai continuar me atraindo enquanto estas aparecerem e mostrarem que estão ali para atingir algum objetivo. Pois bem, era esse tipo de relação que tinha com America. O segundo livro veio e abalou isso, afinal, é um livro em que ela se enche de dúvidas e irrita muitos leitores, mas ainda deu para superar. Porém, quando eu achava que não dava para piorar, veio A Escolha e arruinou qualquer tipo de esperança que eu tinha para ela.

O grande motivo é que Kiera Cass juntou todos os tipos de clichês e jogou em cima dela. Apesar de ainda ter a preocupação com a família e tudo mais, America se tornou indefesa, quase como se não pudesse ser tocada, tanto que em boa parte do livro a America ficou “de fora” da ação. Isso me irritou na maior parte do livro, afinal, parecia uma personagem completamente diferente daquela que eu conhecia e isso pesou bastante no enredo em geral por ser uma narrativa em primeira pessoa. Porém, ao mesmo tempo em que a America se tornou detestável, outros personagens ganharam destaque e me conquistaram de vez, como a rainha Amberly, que me encheu de amores em todo a história.

Falando sobre o enredo em si, tenho que admitir que não foi tudo aquilo que eu esperava. Por ser o último de uma trilogia, minha expectativa era de que não haveria tempo para respirar, afinal, havia muito a ser resolvido nesse último volume. Mas, o que eu recebi foi um livro que permaneceu morno na maior parte do tempo e que no final não resolveu nada relacionado à parte distópica da história. Essa foi a minha grande decepção e indignação com a trilogia em geral: como a autora coloca um problema desde o início da trilogia para no fim não resolver absolutamente nada? A minha primeira reação foi ver se meu livro não estava faltando páginas, porque não era possível!

- Você vale a pena. Acho que não tem noção disso. Para mim, você vale a pena. p. 95
Além disso, faltou um algo a mais na metade do livro para que o leitor continuasse empolgado. Para ser totalmente sincera, todo o clímax de A Escolha está nas últimas 30 páginas do livro e o ritmo é tão acelerado que por vezes tive que ler a mesma passagem duas vezes para que eu pudesse me localizar dentro de tudo que ela estava descrevendo. Por ser tão corrido, algumas coisas ficaram sem explicação. Porém tenho que admitir que Kiera Cass conseguiu me deixar muito aflita nessas últimas páginas, o que comprova mais uma vez o quanto a narrativa dela é fluida e cativante.

Mas, felizmente, depois de todo esse sofrimento que eu passei, eis que a Kiera Cass anunciou que vão sair mais dois livros na série! Vocês não sabem o quanto eu estou aliviada com essa notícia, afinal, meu mundo literalmente caiu quando uma das mais esperadas continuações não supriu nem metade das expectativas que eu tinha a respeito dela. The Heir sai em maio de 2015 e não vai ser narrado pela America e sim por algum outro personagem que ainda não teve o nome divulgado. Será que agora vai, Kiera? Fica minha expectativa para que o quarto e o quinto volume sejam incríveis! 

02/09/2014

Minha aposta nacional: Transmutados - O Desconhecido

Olá pessoal! :)
Depois de quase um ano sem postar essa coluna por aqui (eu não fazia ideia de que já tinha passado tanto tempo), resolvi voltar para indicar um SUPER livro, daqueles que só de ver a capa você já vai querer saber sobre o que é: Transmutados - O Desconhecido.
Não é segredo para ninguém que eu estou muito curiosa para lê-lo, até porque a autora é a Vanessa Tourinho, uma amiga, blogueira, escritora e pessoa mil e uma utilidades que acompanha o Estante Vertical desde o comecinho. 
Se você ainda não conhece esse livro, pare tudo o que estiver fazendo e vem conferir! <3

Quando Luisa Lima descobre que existe alguém que nasceu para pertencer a ela, não pensa duas vezes em fazer as malas e ir atrás do que parece ser o amor perfeito. Quando completa dezoito anos recebe um presente: o dom de ouvir os pensamentos alheios. Como se isso já não fosse suficientemente complicado, ainda descobre possuir a habilidade de se “desprender” do próprio corpo e mover-se a qualquer lugar, na velocidade da luz, apenas como energia, como espírito. Confusa com suas habilidades, Luisa, tem a sorte de conhecer quatro jovens dispostos a explicar e a levá-la ao complicado mundo dos Transmutados. É quando descobre que todo Transmutado nasce predestinado a um parceiro ideal, e, quando isso acontece com Luisa, ela segue em busca de sua “alma-gêmea”, fechando os olhos e ignorando todos os perigos que esse relacionamento pode causar.