15/12/2014

Resenha: Aristóteles e Dante Descobrem os Segredos do Universo, de Benjamin Alire Sáenz

Título: Aristóteles e Dante Descobrem os Segredos do Universo
Autor: Benjamin Alire Sáenz
Editora: Seguinte
Páginas: 392
Dante sabe nadar. Ari não. Dante é articulado e confiante. Ari tem dificuldade com as palavras e duvida de si mesmo. Dante é apaixonado por poesia e arte. Ari se perde em pensamentos sobre seu irmão mais velho, que está na prisão.
Um garoto como Dante, com um jeito tão único de ver o mundo, deveria ser a última pessoa capaz de romper as barreiras que Ari construiu em volta de si. Mas quando os dois se conhecem, logo surge uma forte ligação. Eles compartilham livros, pensamentos, sonhos, risadas - e começam a redefinir seus próprios mundos. Assim, descobrem que o amor e a amizade talvez sejam a chave para desvendar os segredos do Universo.


Alguns livros têm o poder de mexer com o nosso emocional. O enredo é tão significativo para quem o lê que é simplesmente impossível não se deixar envolver com aquilo que está a sua frente. Aristóteles e Dante Descobrem os Segredos do Universo é um desses livros. Ele foi tão importante para mim que já faz algum tempo desde que o li e eu ainda não tenho certeza se encontrei as palavras certas para transmitir tudo o que senti com as 392 páginas que o compõem. Emocionante e com uma mensagem de coragem, amizade e amor, Aristóteles e Dante entrou para a minha lista de favoritos de 2014.

Todos esperavam algo de mim. Algo que eu simplesmente não podia dar.
Então passei a me chamar Ari.
Se tirasse uma letra, meu nome seria Ar.
Achava que devia ser ótimo ser o Ar.
Eu poderia ser alguma coisa e nada ao mesmo tempo. Ser necessário e invisível. Todos precisariam de mim e ninguém conseguiria me ver.
Surpreendente. Não existe outra palavra que defina melhor o que esse livro é. Eu não estava esperando um grande enredo, afinal, com a grande quantidade de Young Adults no mercado atualmente, é realmente difícil encontrar um especial, aquele que se destaca dentre tantos do gênero, assim como foi com Aristóteles e Dante. Isso acontece porque o autor Benjamin Alire Sáenz optou por seguir o caminho da simplicidade, onde, dois garotos tentam descobrir as respostas para todas as suas perguntas a respeito do universo. É claro que já vimos isso em vários livros, porém, Sáenz nos presenteia com uma obra que envolve poesia, arte, música e uma riqueza de sentimentos que faz com que qualquer leitor se emocione.

Para isso acontecer, o autor constrói dois personagens marcantes: Aristóteles, ou só Ari, é um garoto introvertido e sem muitos amigos que, por um acaso do destino, acaba conhecendo Dante, que vê poesia em tudo na vida, e, a partir disso, surge uma amizade que parece impossível, mas que acaba se tornando inabalável. Não há escapatória: você vai se conectar, seja com um protagonista ou com o outro. Eu mesma me identifiquei muito com o Ari, porque suas características e atitudes me lembraram muitas coisas por quais eu tive que passar. Foi uma experiência tão pessoal e profunda que, mesmo com todas as palavras do dicionário, eu não conseguir exemplificar tudo o que eu preciso e quero dizer. Eu o entendi na mesma proporção em que ele me entedia e parecia que eu estava descobrindo os segredos do universo junto a ele e a Dante.

Sem contar que Sáenz, através da narrativa em primeira pessoa pelo ponto de vista de Ari, aborda os mais diversos temas: a família, nossas escolhas, o autodescobrimento, o respeito e o mais importe: a aceitação. O autor conseguiu coloca-los com naturalidade no enredo que este se tornou fluido e parece que o livro passou em um estalo, por mais que ele tenha tantas páginas. Isso também o leitor refletisse acerca de suas escolhas ao longo da vida, afinal, o Sáenz nos confronta, nos instiga a ir além do que está naquelas páginas e isso é uma das muitas coisas fantásticas que cercam Aristóteles e Dante.

Fiquei pensando que poemas são como pessoas. Algumas pessoas você entende de primeira. Outras você simplesmente não entende... e nunca entenderá.
Sinto que eu escrevi, escrevi e escrevi, mas não cheguei ao ponto em que eu queria chegar. É muito difícil escrever sobre algo que te marcou tanto, porque eu quero que a emoção que eu senti lendo este livro chegue até vocês e eu sei que, por mais que eu tente, não vou chegar nem a 20% de tudo que se passou por mim enquanto eu lia essas páginas. Para ser sincera, se o livro tivesse mais 500 páginas, eu não hesitaria nem por um segundo em devorá-lo. Aristóteles e Dante Descobrem os Segredos do Universo poderia ser só mais um livro com o título gigante e com uma capa bonita, mas, com sua simplicidade, ele vai além: é único, especial, singular. Incrível. 

14 comentários:

  1. Oi Luara!

    Também me sinto exatamente assim quando vou falar de "Aristóteles e Dante Descobrem os Segredos do Universo". Acho que é um livro completo e com certeza também entrou para a minha lista de favoritos do ano. É difícil mesmo explicar o porquê de ele ser tão incrível e porque mexeu tanto com a gente, eu te entendo perfeitamente. A única coisa que podemos fazer é incitar as pessoas a lê-lo. Parabéns pela resenha.

    Beijos!
    http://www.roendolivros.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ana, é exatamente isso: não dá para explicar! É um sentimento que se apodera da gente e não dá para colocar em palavras tudo aquilo que ele passou para a gente. <3
      Esse é um dos livros que eu MAIS recomendo. Ele é fantástico!

      Beijos!

      Excluir
  2. Eu já queria ler o livro por essa capa maravilhosa mas depois da sua resenha estou um pouco curiosa para ler e tirar minha própria conclusão sobre o livro, mais um para a lista de ''Devo ler em 2015'' :))

    Sorriso Espontâneo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia. Não hesite! Só assim você vai entender tudo o que esse livro é! <3

      Excluir
  3. Oi, Luara! Tudo bem?
    Que resenha linda! É bem difícil encontrar livros que nos tocam assim, tão profundamente e só de saber como foi a sua experiência, fiquei morrendo de vontade de conferir essa história! Já vi muitas pessoas indicando a leitura de "Aristóteles e Dante Descobrem os Segredos do Universo" e o meu medo é criar altas expectativas e a trama não alcançá-las, mas depois do que você disse, vou parar com a enrolação e comprar logo o meu exemplar! Espero ficar tão encantada quanto você (: Bjs
    Jéssica - http://lereincrivel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oiee

    Aiiii esse foi um dos melhores livros que li em 2014 amei demais a história e me encantei com Ari!!!

    Linda resenha

    Beijos

    www.livrosechocolatequente.com.br

    ResponderExcluir
  5. Que capa maravilhosa, que resenha incrível! Eu sei como é esse sentimento de você tentar resenhar um livro que você ama muito, porque às vezes a gente não encontra paravras suficientes pra descrever os sentimentos que eles nos trazem. Fiquei muito curiosa a respeito desse livro.
    Beijos!

    Estou seguindo o blog, flor, muito lindo, parabéns!

    Blog Vício Literal

    ResponderExcluir
  6. Oi, Lu!

    Nossa! Tenho Aristóteles e Dante pra ler, mas agora PRECISO URGENTEMENTE começar essa leitura! Já ouvi falar maravilhosamente bem dele, só que nunca tinha lido uma resenha. A sua está magnífica! Estava com saudade de passar por aqui e ter novidade. Beijo!

    Letícia Valle
    Litteratura Mundi

    ResponderExcluir
  7. Oi!
    Nossa, concordo com você: tantos YA e é dificil achar um que seja realmente especial e que você fica relembrando a história ou os personagens e ama tudo isso! <333
    Eu vou colocar na minha lista de 2015, porque fiquei encantada com a resenha!
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Adorei a resenha! Este livro parece ser sensacional! Vou colocar na minha listinha de livros para o ano que vem. E que capa mais linda! *-*
    Abraço!

    http://blogpaginando.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Oi Luara!! Ari e Dante é um livro muito lindo e todos os adjetivos bons que puderem ser ditos, assim como você amei o livro e também acho que fiz uma resenha de 20% do meu sentimento! A forma como o autor aborda os pontos do livro é maravilhosa e o respeito e leveza que ele trata os personagens é emocionante, é realmente difícil não amar esse livro!! Adorei sua resenha!

    Xo
    Re.View

    ResponderExcluir
  10. Eu já tinha certa vontade de lê-lo por outras resenhas favoráveis, mas a sua me deixou morrendo de vontade de comprar; por isso vou sempre procurar para quando estiver em promoção adquiri-lo.
    Quem não gosta de ler algo que mexe com a gente, né? Que faz refletirmos muito sobre sobre nós mesmos, sobre nossa vida e vários aspectos que a cercam!
    E acho a capa muito bonita.

    ResponderExcluir
  11. Imagina se você consegue colocar os outros 80% dos sentimentos despertados pelo livro, iria render uma boa quantidade de paginas. Fique tranquila os 20% bastaram para entender o que você sentiu com o livro. Ouvi sobre esse livro de um amigo e não dei muita importância, mas sua resenha me fez querer lê-lo, acho que vou correndo ligar pro meu amigo e pedir emprestado. hehehe.

    ResponderExcluir
  12. Sério, gostei da resenha, mas perdi o interesse pelo livro, eu estava pensando que se referia a "Aristoteles" e "Dante Alighieri", af, me decepcionei

    ResponderExcluir