18/02/2015

Resenha: O Terror das Terras do Sul, de Caroline Carlson

Título: O Terror das Terras do Sul (A Quase Honrosa Liga de Piratas #2)
Autora: Caroline Carlson
Editora: Seguinte
Páginas: 368
Em O tesouro da Encantadora, Hilary viveu grandes aventuras em alto-mar até encontrar o maior tesouro do reino, desaparecido havia muito tempo, e sua dona, a Encantadora das Terras do Norte. Como recompensa, recebeu um certificado de filiação à Quase Honrosa Liga de Piratas e o título de Terror das Terras do Sul.

Neste novo volume da série, a Encantadora voltou ao seu posto, e Hilary acompanha a redistribuição dos objetos mágicos pelo reino. Mas o presidente da QHLP não está satisfeito: Hilary precisa se envolver numa atividade verdadeiramente pirática logo, como matar um monstro marinho ou derrotar um líder pirata num duelo, senão perderá seu título - e sua filiação à Liga.
 Antes que consiga recuperar sua reputação, a garota fica chocada ao descobrir que a Encantadora foi sequestrada. Contrariando as ordens do presidente da Liga, Hilary se junta à gárgula e a seus amigos para investigar o caso, ainda que resgatar Encantadoras não esteja na lista de atividades próprias a um pirata.



Vocês não têm ideia do quanto eu estava esperando esse livro. Me apaixonei por A Quase Honrosa Liga de Piratas quando li o primeiro volume, O Tesouro da Encantadora e esse se firmou como um dos melhores livros infanto-juvenis de 2014. No fim desse mesmo ano a Editora Seguinte lançou a sua continuação, O Terror das Terras do Sul que surpreendentemente conseguiu não só manter o nível do primeiro volume, mas ir além dele. Caroline Carlson trouxe mais uma vez um enredo cheio de aventura, magia e mistério, o que tornou a série uma das melhores do gênero que eu já tive oportunidade de ler. Estou em êxtase e quero sair distribuindo essa série para que todos possam lê-la! <3

O vento fez com que a trança de Hilary batesse em seu rosto, e ela a afastou. Estava se divertindo muito navegando pelo reino e ajudando Jasper a distribuir o tesouro, mas talvez não fosse o tipo de aventura que tinha sonhando durante todos aqueles anos de aulas intermináveis e festas tediosas na mansão Westfield. (...) Mas, sem contar a vez em que ajudara Jasper a recuperar seu chapéu que havia caído na baía (e Hilary não contava), aquele encontro com o capitão Dentenegro fora o mais próximo que chegara de uma aventura em meses. Se as aventuras se recusavam a ir ao seu encontro, por que ela não deveria ir atrás delas? p. 27
Uma das coisas que fazem os livros infanto-juvenis ganharem cada vez mais espaço nas livrarias (e na minha estante, afinal, foi o gênero que mais li em 2014) é a capacidade que eles têm de agradar não só seu público alvo, mas também aqueles leitores que procuram algo leve e divertido para ler. A série A Quase Honrosa Liga de Piratas chegou ao seu segundo volume explorando cada vez mais os elementos que fazem isso acontecer: temos uma grande aventura, um elevado índice de humor e uma lição de amizade e companheirismo. A autora conseguiu utilizar bem os pilares construídos no volume anterior para gerar mais enredo original e, sem dúvidas, muito emocionante.

Um dos grandes motivos para isso acontecer é a narrativa fluida da autora. Por ser em terceira pessoa, temos uma visão geral da história e por isso nos envolvemos com facilidade. Além disso, o livro é tão fácil e gostoso de ler que, quando você repara, já leu muitas páginas sem nem perceber (ou, quem sabe, o livro inteiro). Para que isso aconteça, Carlson não deixa o ritmo da história cair: há sempre alguma reviravolta esperando ao virar a página e isso prende o leitor, afinal, não dá para não ficar curioso com o que vai acontecer com Hilary e sua tripulação. A história fica ainda mais legal com os complementos que temos a cada final de capítulo: colunas de jornais, cartas e todo um material que enriquece ainda mais a experiência do leitor (vocês podem conferir algumas fotos no final do post!).

Em O Terror das Terras do Sul, também temos a oportunidade de criar um vínculo ainda maior com todos os personagens, uma vez que nesse volume a autora consegue dar um enfoque maior ao grupo como um todo. Apesar disso, Hilary, a protagonista, que já é uma pirata conhecida em alto-mar, continua a me surpreender: ela demonstra ainda mais a sua bravura e força, principalmente quando a segurança de seus amigos está em jogo. É impossível você não se sentir fisgado por essa personagem que abandonou toda a sua vida já planejada para seguir um sonho. Há também uma participação marcante da Gárgula, que continua sendo o maior foco de humor do enredo e, claro, minha personagem favorita. Porém temos um pouquinho mais de Claire e de Charlie, que sinto que vão continuar ganhando cada vez mais destaque nessa tripulação nos próximos volumes e admito que estou muito curiosa para o que está por vir.

Você deve estar pensando: “Como uma gárgula evoluiu de sua posição como uma humilde escultura de pedra para se tornar a mais corajosa e mais amada heroína de todo o reino?”. Bem, caro leitor, terei o maior prazer de contar a você. A Gárgula: A história de uma heroína, por A Gárgula em depoimento a H. Westfield. p. 31
Não adianta: se a autora resolver publicar vinte livros dessa série, eu vou ser a primeira da fila a pedir por um vigésimo primeiro. Caroline Carlson me ganhou com O Terror das Terras do Sul e acredito que agora o meu apego por A Quase Honrosa Liga de Piratas só tende a aumentar. Sei que provavelmente muitos de vocês estão lendo essa resenha e pensando: “mais uma série...”, mas tenho uma notícia boa: todos os livros são bem fechados, ou seja, não aquela necessidade da continuação para entender o livro que você está lendo, porém não recomendo a leitura de volumes aleatórios, pois, apesar de você conseguir compreender o enredo em geral, não vai ver a construção dos personagens a cada nova aventura. O que eu digo e repito é: dê uma chance para essa série, ela com certeza vai te surpreender, principalmente se você estiver procurando por uma leitura leve e divertida. Vale muito a pena mesmo! <3



DETALHES DA EDIÇÃO





Série A Quase Honrosa Liga de Piratas:

3) The Buccaneer's Code

7 comentários:

  1. Boa noite,
    Como esta?
    Saudades daqui >.<

    Eu até gosto de livros infanto-juvenis,alias,os prefiro a romances.
    São mais leves para mim kkkkk

    Gostei da resenha e da dica de leitura.
    Beijos e se cuida

    www.rimasdopreto.com

    ResponderExcluir
  2. Oi,
    Vou anotar a dica, ando mesmo precisando de uma série leve e divertida.
    ah te indiquei para uma tag, dá uma olhadinha lá no blog :D
    Bjs!
    Viciados Pela Leitura

    ResponderExcluir
  3. Oi Lu!

    Adoro infanto-juvenil e esse tem tanta gente falando, tanto do primeiro, quanto esse. Preciso muuuito ler.
    ótima resenha!

    Beijos

    Cintia
    http://www.theniceage.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Olá Luara,
    Eu ainda não conhecia essa série, mas ela parece ser bastante interessante, pena que eu não curta muito infanto-juvenil :)

    Beijos, www.rayramii.com

    ResponderExcluir
  5. Oi, tudo bem?
    Ainda não tive a chance de ler o primeiro volume, mas ele parece ser muito bom, sempre vejo críticas positivas sobre ele, e a capa e a diagramação são lindas. Espero poder ler essa trilogia em 2015.
    P.S.: Se quiser distribuir um para mim, aceito, ok ?
    Abraços.
    http://www.ler-e-ser-feliz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi Lu!
    Eu vou ser bem sincero e dizer que eu quero MUITO ESSA SÉRIE. Parece ser tão gostosa de ler. Perdi de comprar o primeiro livro por 10 reais no extra. E sofro até hoje. Devia ter arriscado. Mas ainda compro ela. <3 Edição linda.

    Abraços
    David Andrade
    http://www.olimpicoliterario.com/

    ResponderExcluir
  7. Eu estou loooouca por esse livro. Acho que o que aconteceu com você foi bem parecido com o que aconteceu comigo. Eu li o primeiro livro e amei. As aventuras e magias me encantaram, fora as risadas que o livro arrancou de mim. Se a autora escrever 20 livros da série acho que também vou estar disposta a ler. hahahaha

    Beijos!
    Essa atriz arrasa e sempre que passa algum filme dela na sessão da tarde, por exemplo, eu tô assistindo! Tenho um sério problema com nomes de atores/atrizes e foi uma grande descoberta saber o nome dela, hahaha.

    E nossa, tô muito mas muito ansiosa para assistir simplesmente acontece. Deve ser muito fofo! <333

    Beijos!
    http://www.prateleiracolorida.com.br/

    ResponderExcluir